Por que você deve dormir de conchinha com o seu amor - Mulheres Bem Resolvidas

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Por que você deve dormir de conchinha com o seu amor

Um relacionamento desperta uma série de emoções: faz o coração disparar, as borboletas baterem no estômago e leva ao êxtase os momentos de intimidade. Mas além dessas sensações intensas, existem também aqueles instantes de aconchego e paz que nos fazem sentir seguras e amadas. Dormir de conchinha, embora seja muito simples, é uma dessas ocasiões.

E você, gosta de dormir de conchinha? Sabia que existem benefícios para sua saúde, para os hormônios e para o relacionamento quando dormimos agarradinhas com o nosso par? Então, continue a leitura! Eu descobri alguns fatos muito interessantes sobre esse assunto e acho que você vai se surpreender também. Confira!

Getty Images/iStockphoto

Motivos para dormir de conchinha com o amado

Dormir de conchinha é uma das grandes delícias de estar em um relacionamento. Aliás, muitas mulheres, quando estão solteiras, dizem que sentem até mais falta dessa possibilidade do que de uma noite de sexo intenso! Veja por que isso acontece:

1. Dormir de conchinha estimula a liberação de ocitocina

Talvez você não tenha ouvido a respeito da ocitocina ainda, mas essa é uma substância poderosa. Conhecida como o hormônio do amor, ela tem uma série de efeitos positivos sobre o corpo e sobre a mente, produzindo bem estar. Quer alguns exemplos?

Estudos mostram que um nível elevado de ocitocina promove:

  • queda da pressão arterial;
  • relaxa o corpo;
  • melhora a circulação sanguínea.

Mas não é só isso! A ocitocina tem um efeito poderosíssimo contra a dor. Por isso, alguns médicos estão descobrindo que a reposição dessa substância faz com que a parte do cérebro que promove alguns episódios doloridos fica “anestesiada”. Dessa forma, ela combate dores crônicas, como as de pacientes que sofrem de fibromialgia.

Do ponto de vista emocional, a ocitocina aumenta a nossa conexão com as outras pessoas. Portanto, se ela é liberada quando você dorme de conchinha com seu amado, essa ação tão simples e gostosa pode fazer o casal te tornar ainda mais próximo. Não é incrível?

2. Dormir de conchinha reduz o estresse

Esse é mais um benefício da ocitocina. Lembra que eu falei que esse é o hormônio do bem estar? Então, ele ajuda a pessoa relaxar e a descansar de verdade, apagando os efeitos da pressão do trabalho e dos compromissos do dia a dia. Assim, a pessoa acorda renovada, com a sensação de que realmente conseguiu se desligar dos problemas e pronta para um novo dia de desafios.

Dormir de conchinha também faz com as pessoas se sintam mais protegidas. Como resultado, o corpo diminui a produção de cortisol — um hormônio liberado para que você consiga reagir e se defender rapidamente em caso de perigo. Como os altos níveis dessa substância estão relacionados ao estresse, ao diminuí-lo a incidência desse problema também se torna melhor.

E não é só devido à atuação dos hormônios, mas de segurança emocional. Quando a gente chega no ponto de dormir com a pessoa amada, agarradinho, isso muitas vezes significa que estamos em um relacionamento estável. Essa situação promove a confiança, que automaticamente já contribui para baixar os níveis de estresse.

3. Dormir de conchinha ajuda as mulheres durante a amamentação

Como já falamos, a ocitocina fortalece o vínculo entre as pessoas. Isso não acontece apenas com o casal, mas também na relação entre a mãe e o bebê. Além disso, por ajudar a mulher a relaxar, essa substância facilita a amamentação. Outro benefício e que ela contribui para um sono melhor — o que é especialmente importante para quem está com um bebê novinho dentro de casa!

4. Dormir de conchinha ajuda a recuperar-se após atividades físicas

E se você é daquelas que adora malhar e trabalhar muito a musculatura para ficar em forma, aí vai mais uma boa notícia: a posição de conchinha ajuda a relaxar os músculos. Quando você está ali agarradinha com seu parceiro e quentinha, o corpo descansa por inteiro, garantindo uma boa noite de sono.

E quem treina sabe: esse repouso, o relaxamento muscular e o sono são essenciais para ganhar massa magra. Esses elementos, junto com a atividade física e uma alimentação balanceada, fazem com que as fibras dos músculos que foram lesionadas durante o exercício de força se recomponham e se tornem ainda mais volumosas. 

Então, que tal contar com essa ajudinha para melhorar a forma física? 

5. Dormir de conchinha previne problemas cardíacos

Por essa você não esperava! Sim, é verdade, dormir de conchinha reduz o risco de doenças cardíacas, que estão entre as principais causas de morte no mundo. Agora, como é que uma posição para dormir pode trazer esse benefício?

Basta você se lembrar um pouquinho dos benefícios anteriores. Lembra da ocitocina, que nós falamos tanto? Então, ela diminui a pressão sanguínea, o que já previne alguns dos principais problemas cardíacos. Além disso, ela também reduz a ansiedade, o estresse, faz você se sentir mais segura, proporciona bem-estar.

O corpo reage a essas sensações boas com saúde. A tranquilidade tira o corpo do estado de alerta, reduz a quantidade de cortisol e adrenalina produzidas para nos preparar para os momentos de confronto. Assim, o coração não se sente obrigado a trabalhar mais que o normal, prolongando a sua vida e melhorando a saúde. Não é fantástico?

Getty Images/iStockphoto

6. Dormir de conchinha pode criar um clima e melhorar a vida sexual

Se você dorme agarradinha com seu parceiro, a todo momento seus corpos estarão em contato. Esses toques e carícias, mesmo que leves e nem percebidas, fazem o organismo liberar outra substância — a dopamina. Esse hormônio aumenta o desejo sexual

Por isso, o casal que dorme de conchinha, mesmo sem perceber, começa a sentir vontade de fazer sexo com maior frequência. Além disso, vamos falar a verdade: se você já dormiu nessa posição várias vezes, deve ter sentido um certo volume pressionando seu bumbum em alguns momentos, não é? Nessa hora, é praticamente impossível não ter desejo de seguir em frente e proporcionar prazer a si mesma e ao parceiro.

Essa frequência sexual melhora o relacionamento e a qualidade de vida do casal. Além disso, diminuir o espaço entre uma relação e outra ajuda muito a aliviar o estresse e faz com que as pessoas tenham uma atividade física.

7. Dormir de conchinha evita que você fique doente

Nosso corpo é atacado diariamente por microrganismos que podem causar problemas de saúde. São vírus, bactérias e outros agentes transmissores de doenças. Para combatê-los, nós contamos com um verdadeiro exército interno, formado pelas células do sistema imunológico (ou de defesa).

Porém, o que muita gente não sabe é que esse exército é muito influenciado pelas nossas emoções. Existem muitos estudos realizados por universidades que mostram que quando nossos sentimentos não são bons, existe uma redução na quantidade das células de defesa. 

O estresse crônico, que é provocado por um ritmo de vida desgastante (estresse), frustrações frequentes e acumuladas, perdas na área afetiva, entre outros problemas, causa um desequilíbrio psíquico que traz consequências também para a parte fisiológica.  

Essa sensação permanente de estresse, ameaça ou tristeza afeta nossas células de defesa. O número de linfócitos, que combatem infecções específicas, diminui. Alguns estudos mostram que essa situação pode levar até mesmo à progressão do câncer

Portanto, tudo que reduz esse estresse crônico ajuda o corpo a fortalecer suas defesas. Então, se dormir de conchinha contribui tanto para o bem-estar como você viu nos tópicos anteriores, aumenta a produção de ocitocina e reduz a de adrenalina e cortisol, esses fatores vão ajudar seu sistema imunológico e mantê-la mais protegida de infecções simples e de doenças graves.

8. Dormir de conchinha fortalece o relacionamento

Permanecer com o corpo em contato com o do parceiro, desde que os dois queiram, é muito bom para torná-los ainda mais íntimos. Essa posição demonstra carinho, proteção e cuidado, especialmente depois de um dia estressante que tanto a mulher quanto o homem enfrentam. Por isso, poder se aninhar nos braços do outro leva à sensação de que aquele é seu porto seguro.

Já pensou nisso? Fora daquele abraço, existem muitos problemas. Situações do trabalho, desentendimentos na própria família. Mas se vocês dois tomam aqueles momentos para apenas ficar juntinhos, relaxar e ficar próximos, tudo isso fica de fora dessa espécie de círculo mágico que vocês criam quando estão ali, dormindo de conchinha. 

Terapeutas afirmam que dormir de conchinha com o seu amado, mesmo que apenas durante alguns minutos logo depois de deitar, torna o elo de intimidade muito mais forte. Além disso, como eu já falei, essa proximidade pode despertar nos dois o desejo de fazer a temperatura subir, o que sempre faz muito bem!

Conclusão

Finalmente, se na sua cidade está fazendo um friozinho à noite, dormir de conchinha vai deixar os dois bem quentinhos. Então, mesmo que você não tenha esse hábito, que tal aproveitar esse período de temperaturas baixas para começar a passar esse tempo agarradinho com seu parceiro?

Pode ser que no começo vocês não consigam ficar a noite inteira assim, mas à medida que os benefícios forem aparecendo, vocês com certeza terão um incentivo ainda maior!

E então, gostou do post? Você e seu amor já dormem de conchinha com frequência? Conta pra gente como essa experiência beneficia vocês nos comentários!
Beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 avaliações, média: 5,00 de 5)