A flora vaginal é o conjunto de microrganismos que vivem na sua vagina.

Sim!

Você tem algumas pequenas bactérias, que são importantes para manter a sua vagina saudável.

Essas bactérias não causam doenças, mas sim, protegem a região íntima contra as bactérias patogênicas, ou seja, as maléficas.

Entretanto, é crucial que exista um equilíbrio dessas bactérias na flora, pois sem isso, pode haver uma proliferação das bactérias patogênicas.

E de que forma você pode balanceá-las na sua vagina?

Fazendo a higiene íntima correta!

A saúde íntima da mulher é de extrema importância para o bom funcionamento do organismo.

A higiene íntima está totalmente ligada à saúde como um todo.

Por isso, é importante ter produtos adequados e saber usá-los da forma correta. Saiba que pequenos hábitos podem ajudá-la no combate de doenças e livrá-la de pequenos incômodos na flora vaginal.

Desse modo, vou te dar várias dicas para você colocá-las em prática, a fim de diminuir as infecções de recorrência: tanto a urinária, quanto por cândida.

Vamos lá?

Flora vaginal - saiba que pequenos hábitos podem ajudá-la no combate de doenças e livrá-la de pequenos incômodos na flora vaginal.

Flora vaginal: Doenças

A cândida é um fungo que já mora no seu organismo.

Ela pertence ao universo do intestino, mas quando ela passa para a região vaginal, ela provoca a candidíase.

A candidíase pode ter alguns sintomas, tais como:

Flora vaginal: Visto isso, agora preste atenção!

  • Com a prática do Pompoarismo, você aumenta a irrigação sanguínea local. Assim sendo, você aumenta o seu sistema de defesa. Então, quando há proliferação de algum fungo ou bactéria na região, fica mais fácil de combatê-las.
  • O seu intestino passa a funcionar melhor. Você sabia que existem mulheres que ficam 48h, 72h ou até mesmo 5 dias sem ir ao banheiro?
  • A limpeza correta vem do canal vaginal para o ânus e NUNCA do ânus para a vagina.

e…

  • Faça o bom uso de um sabonete íntimo!

Por falar nisso, grande parte dos ginecologistas indicam sabonete íntimo, sim!

Flora vaginal - algumas bactérias não causam doenças, mas sim, protegem a região íntima contra as bactérias patogênicas, ou seja, as maléficas.
NY Post

Flora vaginal: pH da vagina

Saiba que a vagina é um local ácido – mais precisamente o pH da vagina varia de 3,8 a 4,5 de acidez.

Explicando direitinho: o pH do corpo humano vai de 0 a 14. Sendo o 7, um estado de neutralidade. De 7 para 0 é ácido. De 7 para 14 é básico. Como a vagina tem uma variação de 3,8 a 4,5, ela está no estado de acidez.

Em suma, se você for lavar a sua vagina com um sabonete neutro, por exemplo, você vai estar tirando o pH de 3,8 e trazendo ele para um pH de 7.

Enfim, você vai estar alcalinizando a sua vagina, causando o risco de infecção.

Assim sendo, sempre procure usar um sabonete íntimo com pH balanceado para a região da flora vaginal!

Lembre-se: toda vez que você for procurar um sabonete íntimo, leia a composição do produto! Todo sabonete tem que ter um ácido (cítrico ou lático).

Alguns produtos para a flora vaginal possuem óleo de melaleuca e barbatimão.

Algumas mulheres não gostam desse tipo de sabonete, pois devido a essa composição, pode contrair a musculatura. Por outro lado, outras mulheres gostam dessa sensação.

Aliás, mesmo que esse sabonete contraia a musculatura, NUNCA substitua os exercícios de Pompoarismo, viu?Essa contração é apenas uma sensação momentânea durante o banho.

Anote outra dica!

Se você vai viajar ou simplesmente passa o dia inteiro no trabalho, existe uma solução compacta: as espumas de limpeza.

O modo de usar é simples: você deve colocar a espuma em um papel higiênico ou lenço umedecido, caso tiver, e passar na sua região íntima.

E mais!

Da mesma forma, você também pode usar o desodorante íntimo. É um produto que não agrada todas as mulheres, porém muitas não dispensam o uso na flora vaginal.

Enfim, há dois tipos de desodorante (com pH balanceado):

  • Desodorante de jato seco;
  • Desodorante de spray.

Minha preferência é pelo desodorante de jato seco, pois é importante que a região da flora vaginal fique sequinha, viu?

Flora vaginal - saiba que pequenos hábitos podem ajudá-la no combate de doenças e livrá-la de pequenos incômodos na flora vaginal.

Como lavar a vagina

Sempre lave a área EXTERNA e NUNCA coloque sabonete dentro da vagina. É apenas a vulva!

Quando você for lavar, puxe a capinha do clitóris para cima, pois pode ficar algumas aglomerações que podem causar mal cheiro na flora vaginal. Faça movimentos ascendentes.

Também é importante saber secar a vulva!

A dica é: secar entre os grandes lábios e os pequenos lábios. A região da vagina é um lugar escuro e úmido, ou seja, fungos e bactérias podem proliferar facilmente.

Não permita que isso aconteça com a sua flora vaginal!

Desse modo, é fundamental secar direitinho e com cuidado.

Depois do banho

Tem gente que opta por secar com o secador de cabelos. Nesse caso, não precisa colocar jato quente.

Ventilação

Dormir sem calcinha é bom! Especialmente para ventilar a região da vagina, que fica tão abafada.

Também fique atenta com as suas roupas.

Quanto mais apertada for a sua calça, maior a probabilidade de infecção. Por isso, intercale o uso das calças com peças como saias, vestidos e roupas leves. A flora vaginal vai respirar!

Alergia ao cheiro de sabonetes

Existe uma série de produtos neutros e sem cheiro. Fica a seu critério!

Absorventes de uso diário

Sobretudo algumas mulheres possuem excesso de lubrificação, por isso optam por usar esse tipo de absorvente de uso diário.

Caso você for uma dessas, é importante utilizar os absorventes respiráveis, pois eles não vão ter aquele plástico que fica embaixo dos absorventes comuns, que deixam a região da flora vaginal muito abafada.

Desse modo, troque várias vezes ao dia ou troque de calcinha.

Lavar a calcinha

Primeiramente, saiba que o ideal é lavar no banheiro com o sabonete íntimo e evitar o sabão em pó.

Porém, NÃO deixe a calcinha secando no banheiro, já que é um local muito úmido. É crucial deixar secando ao sol ou ao vento.

Caso não tenha sol, deixe próximo da janela e use o ferro de passar no fundo da calcinha, para o calor excessivo matar as bactérias e fungos restantes.

Após a relação sexual, fazer xixi

Com toda a certeza essa dica é importante! Isso reduz as chances de infecção urinária. Veja bem, a uretra vem de dentro do canal vaginal.

Na relação sexual, o homem penetra e ejacula lá dentro. O pH da vagina é ácido e do esperma é alcalino.

Em resumo, pode ser que essa junção desregule o pH. Por isso, ao fazer xixi, você lava o canal da uretra e acidifica novamente a flora vaginal!

Flora vaginal - saiba que pequenos hábitos podem ajudá-la no combate de doenças e livrá-la de pequenos incômodos na flora vaginal.

Ducha íntima

Isso NÃO existe!

NÃO existe lavar a vagina por dentro!

Isso pode deixá-la sem acidez, ou seja, mais exposta a bactérias e fungos.

Coletor menstrual

A saber, quando você tiver menstruada, você pode usar o coletor menstrual.

Decerto o coletor menstrual é uma alternativa para a mulher que não quer mais usar os absorventes tradicionais, sejam eles externos ou internos. Trata-se de uma espécie de copinho feito de silicone medicinal hipoalergênico, ou seja, não causa alergias.

Enfim, o funcionamento é simples: a mulher coloca o coletor menstrual dentro do canal vaginal, porém na entrada. O objeto pode ficar lá por até 12 horas seguidas, período em que armazena o sangue da menstruação.

Ao final desse período (ou antes, de acordo a sua vontade), a mulher retira o coletor. Ela descarta o sangue no próprio vaso sanitário, lava e insere novamente.

Simples assim!

Enfim, há várias pesquisas que dizem mulheres que usam o coletor menstrual diminuíram em até 60% a recorrência de infecção. Além disso, há uma lista de benefícios do coletor menstrual.

Aliás, sua flora vaginal agradece!

Falei tudo e muito mais sobre coletor menstrual aqui no meu blog!

Qual a diferença do coletor para o OB?

  • O coletor menstrual coleta o sangue e a sua umidade natural permanece.
  • O OB absorve o sangue, mas também absorve a sua umidade natural, e isso acaba deixando a sua vagina com pH um pouco alterado durante a menstruação, levando ao risco de infecção.

Saiba muito mais sobre o coletor menstrual no vídeo do meu canal:

Produtos de sex shop

Sempre lave com sabonete íntimo! Dessa forma, quando você introduzir da vagina, ele não vai alterar o seu pH vaginal.

Por exemplo, uma forma legal de você higienizar o seu vibrador é usar os limpadores de sex shop (higienizador específico para os produtos) ou a espuma de limpeza.

Flora vaginal: Atenção, última dica!

Para melhorar e diminuir o risco de infecções, é importante deixar o seu intestino funcionando direitinho.

Beba água regularmente e aumente o consumo de fibras, por exemplo.

Outra dica é a ingestão de probióticos – produtos alimentares que contêm microrganismos vivos – sempre à noite antes de dormir.

Gostou do texto? Quer saber mais sobre outros assuntos? Acompanhe sempre o blog MBR e confira novos artigos toda a semana!