Medo de sexo? Saiba como superar esse problema - Mulheres Bem Resolvidas

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Medo de sexo? Saiba como superar esse problema

O sexo é um tema cheio de tabus, pois a maioria das pessoas se sentem constrangidas em falar sobre as suas dúvidas e medos. Além do mais, uma das fobias que quase ninguém comenta, é o medo de sexo.

Se você lida com isso, descubra neste post como superar esse problema!

Uma das fobias que quase ninguém comenta é o medo de sexo.

No post, vamos abordar os seguintes tópicos:

  • Causas do medo do sexo;
  • Problemas físicos e emocionais relacionados ao medo do sexo;
  • Dicas para superar o medo de sexo.

Vamos lá!

Causas do medo de sexo

O medo de sexo,  também chamado de genofobia ou erotofobia, causa pânico em relação ao ato sexual. Isso pode envolver diversos fatores, tais como vergonha, ansiedade, medo de não ser bom, de doer e não dar conta.

Enfim, várias são as causas dessa fobia. Esse medo dificulta muito a vida sexual, por isso o melhor é encontrar formas para superar e poder aproveitar o sexo.

Confira algumas fobias que estão relacionadas a esse medo:

O medo de sexo é uma das fobias que quase ninguém comenta.

Afefobia

Essa é uma fobia caracterizada pelo medo do toque, tanto de ser tocado por alguém, quanto de tocar outra pessoa. Isso dificulta os momentos de carícias, que são normais e essenciais na hora do sexo e das preliminares.

Gimnofobia

A Gimnofobia é o medo da nudez. Ela é caracterizada pela fobia de ver alguém nu ou de ficar pelada na frente de outra pessoa. Assim, essa fobia pode atrapalhar e impedir o sexo.

Heterofobia

Outra fobia associada é o medo do sexo oposto, chamada de heterofobia. Ou seja, a pessoa acha que não é suficiente para o pretendente.

Nosofobia

A nosofobia é uma fobia caracterizada pelo medo de se contaminar por alguma doença sexualmente transmissível ou vírus, atrapalhando os momentos íntimos. Isso pode ocasionar o medo de sexo.

Tocofobia

Uma fobia que também pode ocorrer para alguns é a tocofobia. Ela é caracterizada pelo medo da gravidez ou parto, prejudicando as relações sexuais.

Medo da intimidade

O medo da intimidade pode causar receios durante as relações sexuais. Ou seja, isso significa que para algumas pessoas o sexo pode trazer uma carga emocional muito grande e, consequentemente, gerar o medo de se decepcionar.

Parafobia

A parafobia é outra fobia que pode acontecer com quem tem medo de sexo. Ela é causada pelo receio de parecer possivelmente pervertido, ou que o parceiro tenha atos de perversão.

Algumas reações que podem ocorrer em quem tem medo de sexo:

  • Dificuldade para respirar;
  • Medo excessivo;
  • Náuseas;
  • Palpitações cardíacas;
  • Pânico;
  • Sudorese;
  • Tonturas.

Problemas físicos e emocionais relacionados ao medo do sexo

Primeiramente, saiba que algumas pessoas podem lidar com problemas físicos e emocionais relacionados ao medo do sexo. Confira:

Abuso: algumas pessoas lidam com abuso sexual ou estupro em alguma fase da vida, e isso pode desenvolver o medo de sexo. Nesse caso, é essencial que haja um acompanhamento médico e psicológico para amenizar e eliminar esse medo.

Disfunção erétil: um medo comum dos homens é a disfunção erétil na hora do sexo. Esse problema é mais normal do que muitos pensam! Se for o caso, o acompanhamento médico e algumas técnicas para diminuir o problema podem ser as melhores soluções para relações sexuais mais prazerosas.

Medo de desempenho sexual: um problema emocional comum é o do péssimo desempenho na hora do sexo. E isso pode afetar homens e mulheres, algumas das razões é ansiedade, falta de experiência, vergonha ou até a timidez.

Vaginismo: as mulheres podem lidar com essa condição desconfortável, que pode causar dores durante a relação sexual. Nesse caso, o melhor é o acompanhamento e tratamento com um ginecologista.

Vergonha do corpo ou dismorfia: esse é um medo que também afeta homens e mulheres, mas sobretudo o público feminino, afinal, a nossa sociedade ainda cobra mais da mulher em relação à boa aparência física. Dessa maneira, o aumento da autoestima, a valorização pessoal e terapia ajudam na melhora desse quadro.

Você também pode tentar algumas dicas para superar o medo de sexo.

Dicas para superar o medo de sexo

Primeiramente, se você lida com esse problema, é necessário ir ao médico e verificar se esse medo de sexo não está relacionado a outros fatores. Depois disso, com ajuda e acompanhamento psicológico, você também pode tentar algumas dicas para superar o medo de sexo. Confira as dicas:

Tenha um parceiro de confiança

Para se relacionar sexualmente, é preciso encontrar alguém que deixe um clima tranquilo e descontraído, além de passar confiança. Dessa forma, quem lida com os medos referente ao sexo consegue relaxar e aproveitar melhor os momentos de intimidade.

Fale do seu medo

Muitas vezes o constrangimento é algo comum no sexo, mas isso não traz nenhum benefício. Dessa maneira, a melhor forma é o casal expor seus medos na hora do sexo, permitindo que cada um saiba o que mais aflige e, conjuntamente, tentar deixar o clima confortável.

O medo de sexo é uma das fobias que quase ninguém comenta.

Perca o medo da responsabilidade

O medo da responsabilidade também é uma das causas do medo de sexo. Nesse caso, o melhor é deixar os pensamentos negativos de lado. Por exemplo, o medo da gravidez indesejada, de contrair uma doença sexualmente transmissível ou outro receio relacionado ao ato sexual.

Entretanto, mesmo deixando o medo de lado, é preciso tomar cuidados normais para evitar a gravidez e contaminação por doenças, tais como o uso do preservativo e outros métodos contraceptivos.

Perca o medo de ter um desempenho sexual ruim

O medo de ter um desempenho sexual ruim prejudica muitas pessoas, sobretudo os homens, que acreditam que serão julgados. Porém, isso deve ser encarado com naturalidade.

O fundamental é evitar pensamentos negativos, nervosismo ou ansiedade. Por isso, pense no sexo como algo natural e que deve ser gostoso. Contudo, mesmo se algo inesperado acontecer, relaxe e saiba que isso pode ocorrer como todo mundo.

A vergonha do corpo é uma das causas do medo de sexo. 

Esqueça do medo de não satisfazer o parceiro

Quando há medo de sexo é comum ter receio de não conseguir satisfazer o parceiro. Para evitar esse medo, se concentre em dar prazer ao parceiro, simples assim. Para isso, pergunte as zonas do corpo que ele sente mais tesão.

Portanto, reveze toques sutis e fortes. Foque nas zonas mais erógenas e faça tudo com calma e muita vontade. Não tem como dar errado! Apostar nas preliminares é um dos segredos de quem manda bem no sexo. São elas que excitam e prepara o corpo para a penetração.

Assim, não poupe nas carícias, beijos e outras preliminares que excitem o seu parceiro. Se solte! Eu falei sobre isso no meu canal do Youtube. Olha só:

Perca a vergonha do corpo

A vergonha do corpo é uma das causas do medo de sexo.

Assim, para evitar o medo do sexo, perder a vergonha do corpo é essencial. É crucial ter em mente que se o seu parceiro te escolheu é porque ele te acha atraente, sente desejo e vê beleza em você e no seu corpo. Por isso, desencane e aproveite o momento!

Se achar necessário, procure ajuda para dar um up na sua autoestima. Todavia, evite encanar e ficar obcecada com o corpo, e na busca desenfreada pela beleza. O ideal é sempre se cuidar, tendo uma alimentação balanceada e a prática regular de exercícios físicos.

Inove

A relação sexual é muito importante para a satisfação e bem estar.

À vista disso, é preciso se dedicar para que essa área da vida seja satisfatória. Desse modo, inove sempre! Busque novas formas de deixar esses momentos mais prazerosos.

Uma ideia é frequentar sex shops em busca das novidades do sexo e prazer. Alguns brinquedinhos são ótimos para apimentar a relação e colocar o medo de sexo de lado, o que torna esse momento divertido e gostoso.

Foque no que é necessário

Foque no que é necessário, ou seja, no momento presente entre você e seu parceiro. Relaxe, pense em coisas positivas e desfrute de cada sensação e carícia durante o sexo.

Conheça seu corpo

A falta de conhecimento do próprio corpo acaba causando diversos problemas no sexo. É por isso que é essencial conhecer seu corpo, as zonas que sente mais sente prazer e que gosta que seu parceiro explore. Ao sentir mais prazer, o sexo fica muito melhor e o medo vai embora.

O medo de sexo é uma das fobias que quase ninguém comenta.

Deixe o passado no passado

Traumas, abusos e medos referente ao sexo podem acontecer com muitas pessoas, infelizmente. Contudo, não é por que você teve situações ruins e traumáticas no passado que não pode curtir a sua vida sexual no presente. Nesse caso, o acompanhamento com um psicólogo ajuda muito.

Tenha crenças positivas

Pode até parecer bobagem, mas não é. Ter crenças positivas vai te ajudar nos momentos de maior tensão, como o medo de sexo. Um das grandes dificuldades são os pensamentos negativos, sendo preciso reverter essa situação, para mudar as crenças negativas para positivas.

Por fim, procure ajuda

Se mesmo com as dicas você não conseguir eliminar o medo de sexo, procure ajuda médica e psicológica. O acompanhamento de um profissional pode te ajudar a aumentar a confiança, diminuir o receio e a ansiedade em relação ao sexo.

Gostou de conhecer mais sobre o medo do sexo e as nossas dicas de como superar essa situação? Então acompanhe o blog e confira sempre nossos conteúdos!

Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 avaliações, média: 5,00 de 5)