Você sabe o que é bissexualidade? - Mulheres Bem Resolvidas

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Você sabe o que é bissexualidade?

Você já deve ter visto que hoje em dia não existe um padrão único de relacionamento. A sociedade está aprendendo a conviver com conceitos diferentes e aceita outras possibilidades – além da tradicional relação heterossexual. Assim, temas como a homossexualidade e bissexualidade passaram a fazer parte das conversas e da rotina das pessoas.

Mas, afinal de contas,você sabe o que é bissexualidade? Sabe se o conceito que a sociedade tem a respeito desse termo está realmente correta? Tem curiosidade para saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura!

Como a sociedade vê a bissexualidade?

Se você sair por aí e perguntar o que é uma pessoa bissexual, provavelmente vai ouvir uma resposta padrão: aquela que se sente atraída tanto por homens, quanto por mulheres.  Portanto, ela pode se envolver emocionalmente e sexualmente com os diferente gêneros.

É importante destacar que a bissexualidade não é uma doença e nem uma opção. A pessoa simplesmente não escolhe ser bissexual. Da mesma forma que você não escolheu gostar só de homens ou só de mulheres. Trata-se simplesmente de uma orientação sexual.

Bissexualidade também não é sinônimo de promiscuidade sexual. Uma pessoa bissexual pode escolher um único parceiro e permanecer apenas com ele durante todo o tempo em que durar o relacionamento, assim como acontece com quem é heterossexual. 

Mas o que realmente significa ser bissexual?

Hoje em dia esse conceito foi bastante ampliado; provavelmente porque a sociedade está começando a entender que não existem apenas os gêneros “homem e mulher”. As pessoas estão falando mais sobre seus sentimentos em relação ao próprio corpo e sexualidade, por isso atualmente já se admitem definições como:

Mulher ou homem cisgênero  

Eles também são conhecidos apenas como mulher ou homem cis. São as pessoas que, como boa parte de nós, se identificam com seu gênero biológico, ou seja, aquele designado pelo nascimento. É a menina que nasceu com a genitália feminina, sempre se sentiu mulher e se assume como tal. O mesmo acontece com o homem.

Mulher ou homem trans

Diferentemente dos cis, são aquelas pessoas que não se identificam com o gênero designado ao nascer. Portanto, é aquele menino que, apesar de ter nascido com um pênis, sempre se sentiu como uma menina. Cada vez mais esses casos vêm a público, o que nos ajuda a entender a realidade desses indivíduos.

Não-binários

Ao contrário dos outros dois, o não-binário é aquele que não se sente nem completamente mulher e nem completamente homem. Sua identidade de gênero mescla elementos femininos e masculinos, transitando entre essas duas possibilidades. Essas pessoas também são conhecidas como agêneros, queer, ou genderqueer.  

Intersexuais

São pessoas que têm características físicas e genéticas femininas e masculinas. Há algum tempo, elas eram conhecidas como hermafroditas, porque geralmente possuem a genitália (órgãos sexuais externos) de homem e de mulher.

Andróginos

Neste caso, a pessoa possui traços e características físicas que parecem tanto masculinas quanto femininas, e ao mesmo tempo.

Como essa mudança está alterando a definição de bissexualidade?

Precisamos falar um pouquinho sobre esses gêneros para você entender que hoje em dia não existem apenas homens e mulheres. Portanto, o bissexual não é simplesmente aquele que se sente atraído pelas duas opções. Ele pode se interessar por dois ou mais desses gêneros.

Então, vamos imaginar algumas possíveis configurações. No conceito antigo, um homem bissexual poderia se sentir atraído apenas por uma mulher e por outro homem. Hoje, a visão é diferente. Em alguns casos, ele pode se envolver com mulheres cis e homens trans, por exemplo. Outra possibilidade é ele gostar de homens cis e homens trans (que se identificam com o gênero feminino) ou de não-binários, e assim por diante. 

O fato é que, diante de todas essas opções de gênero, o bissexual não se restringe a uma só. Ele não é nem hétero (que gosta apenas de pessoas do sexo oposto) e nem gay (gosta apenas de pessoas do mesmo sexo). Ele pode escolher parceiros de duas orientações sexuais diferentes ou até mais.

Mas afinal, o que não é bissexualidade?

Com um conceito tão complexo e em transformação, é natural que as pessoas façam uma grande confusão sobre o que é ser bissexual. Por isso, nos próximos tópicos, nós vamos falar sobre alguns conceitos equivocados que as pessoas têm sobre essa orientação sexual. Confira!

O bissexual não é gay

Como nós já falamos, gay é a pessoa que só gosta de quem é do mesmo gênero que ela. Então, um homem gay só se sente atraído por outros homens. Já a mulher homossexual se envolve física e emocionalmente apenas com outras mulheres. 

Isso não acontece com o bissexual. Ele pode se relacionar tanto com um gênero quanto com outro, e ainda precisamos levar em consideração todas as outras possibilidades que explicamos no outro tópico.

O bissexual não é pansexual

Existe outro conceito que também é confundido com a bissexualidade, que é a pansexualidade. Nesse caso, o indivíduo se interessa por todos os gêneros, e não por apenas alguns deles. Aliás, o pansexual não vê o sexo, ele gosta da pessoa, independentemente do que ela é.

O bissexual não é indeciso

Algumas pessoas acreditam que o bissexual, na verdade, ainda não sabe exatamente do que ele gosta e por isso, às vezes se interessa por um gênero ou outro.

Isso é um equívoco. A bissexualidade não é uma fase e a pessoa conhece muito bem seus próprios desejos. O que acontece é que ela não gosta de uma única possibilidade, ele gosta de várias.

A relação bissexual é incompleta

Esse é outro equívoco em que alguns acreditam. Elas acham que o bissexual sempre se sentirá insatisfeito em um relacionamento. Segundo o raciocínio dessas pessoas, se o bi gosta de homens e mulheres (de forma generalizada) e estiver com uma mulher no momento, vai sentir falta de um homem e tem mais chances de trair o parceiro.

Isso definitivamente não é verdade! Quando um bissexual se apaixona por alguém, ele se envolve com aquela pessoa. É como um casamento convencional: ele se satisfaz emocionalmente e sexualmente com seu parceiro, exatamente como os heterossexuais.

Todo bissexual faz ménage à trois

Essa é outra ideia completamente equivocada. Não é porque um bissexual se sente atraído por pessoas de gêneros diferentes que isso significa que ele necessariamente precisa querer estar com mais de uma delas ao mesmo tempo.

Bissexuais são promíscuos

Não é porque uma pessoa gosta de gêneros diferentes que isso significa que ela vai “pegar geral”. Bissexuais são exatamente como qualquer outra pessoa: há aqueles que querem relacionamentos longos, estáveis e baseados na confiança mútua, enquanto um grupo quer realmente curtir a vida.

Aliás, isso não é exclusivo dos bissexuais, não é? Afinal, quantos homens héteros que você conhece que são promíscuos, não querem saber de compromisso e estão com uma mulher diferente a cada dia? Isso acontece também com as mulheres.

O objetivo dessa afirmação não é julgar o comportamento de homens, nem de mulheres, e nem de bissexuais, mas mostrar que a promiscuidade não depende da identidade de gênero e nem da orientação sexual. É uma escolha de cada um!

Bissexuais não conseguem manter relações monogâmicas

Essa é outra mentira baseada nessa confusão entre bissexualidade e promiscuidade. Além disso, algumas pessoas veem o bi como um indivíduo indeciso e que por isso, teoricamente, teria mais dificuldade para ser fiel a um único parceiro.

Porém, essa visão é completamente equivocada. Tudo depende de cada pessoa, do sentimento que ela tem pelo parceiro e de sua disposição para abrir mão de outras possibilidades para ficar ao lado de quem ama.

Aliás, aqui vale a mesma observação que fizemos no tópico da promiscuidade: existem homens e mulheres heterossexuais que também não mantêm relações monogâmicas. Então, definitivamente não é a bissexualidade que define essa questão.

Bissexuais podem se tornar héteros

Às vezes, conhecemos indivíduos que se assumem como bissexuais. Porém, em algum momento da vida, eles encontraram alguém do sexo oposto e iniciaram um longo relacionamento com essa pessoa.

Quando isso acontece, geralmente aparece alguém para dizer: “está vendo? Ele dizia que era bissexual mas se tornou hétero”. 

Embora seja possível que um bissexual passe o resto da vida com uma pessoa do sexo oposto, isso não significa que ele deixou de ser bissexual. Isso só mostra que ele é capaz de se apaixonar por alguém e viver com esse companheiro por um longo tempo, exatamente como eu e você.

Na vida real, muitos relacionamentos esfriam e acabam. Geralmente, isso acontece por uma série de razões que nem sempre estão ligadas à questão da sexualidade. Portanto, pode ser que o bissexual tenha uma longa relação com alguém do sexo oposto ou que essa parceria um dia termine.

Depois que isso acontecer, ele pode se interessar novamente por alguém, que pode ser do mesmo sexo ou do oposto. Aliás, para o bissexual essa questão de ser homem ou mulher não conta muito. Ele simplesmente se apaixona por pessoas.

E então, você já conhecia todos esses gêneros e sabia que o significado de bissexualidade se tornou tão abrangente? Conseguiu tirar suas dúvidas com o post? Então continue aqui no blog e confira outros artigos que também vão ajudá-la a entender melhor a sexualidade!

Beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)