Bem-vinda ao universo da mulher solteira, feliz e bem resolvida! Em uma sociedade que frequentemente mede o sucesso feminino através do relacionamento amoroso, escolher ser uma mulher solteira e feliz é um ato revolucionário! 

Antes de escolher ser uma solteira bem resolvida, muitas de nós enfrentaram relacionamentos infelizes, pressão da família para manter uma relação que não queria mais, ou até mesmo as profundas dores da dependência emocional. Ninguém merece viver desse jeito, e minha missão é ajudar as mulheres que estão passando esses perrengues a acordar para a realidade!

Neste artigo, trago diferentes pontos de vista, conselhos e, acima de tudo, uma explicação clara de porquê escolher viver a solteirice pode ser muito positivo e gratificante para a sua jornada de Mulher Bem Resolvida.

Confira as cinco dicas poderosas que separei para você mergulhar com tudo nesse novo universo. Já aproveita e dá uma espiadinha no que preparei para você no Encontro Bem Resolvida: meu primeiro evento presencial, onde vou ajudar mulheres a resgatarem sua autoestima, conquistarem sua independência emocional e financeira e acessar sua melhor versão, tornando-se de fato Bem Resolvidas! 

É possível ser mulher solteira e feliz?

Miga, sua louca – claro que sim! Eu mesma fiquei solteira por  três anos, depois de ter meus dois primeiros filhos,  e fui muito feliz nesta fase da vida. Estava focada na carreira, em me descobrir, experimentar coisas novas… foi uma ótima escolha! Depois, quando encontrei meu mozão, estava pronta para receber ele na minha vida – e estamos felizes até hoje, há mais de 15 anos.

Em primeiro lugar, você precisa entender que estar solteira não é uma definição, mas sim uma situação. Você não é solteira, está solteira. E pode permanecer assim quanto tempo desejar, até o fim da vida se assim escolher. O que não pode é ser uma solteira frustrada, né? Se essa é a sua escolha, então que seja uma mulher solteira Bem Resolvida!

Antes de mais nada, precisamos entender que a ideia de que a felicidade feminina depende de ter um parceiro é muito ultrapassada e limitante. Até porque a felicidade é um estado interno, de você com você mesma, e não um prêmio que você ganha por um ter um homem ao seu lado. Ou seja: você primeiro tem que estar feliz com você mesma, para depois abrir as portas para um mozão compartilhar as alegrias da vida com você. 

Tenho centenas de alunas solteiras e super Bem Resolvidas, que estão redescobrindo a alegria na liberdade e na autonomia que essa fase da vida oferece. Elas estão aprendendo a se conectar com a sua essência,  valorizar sua própria companhia, conquistando sua independência e se fortalecendo para lutar pelos seus sonhos!

Além disso, estando solteira você tem a oportunidade perfeita de crescer individualmente, focar mais energia na sua carreira, conquistar novas amizades, viajar e conhecer lugares novos sozinha, o que é uma experiência mega poderosa e transformadora.

Isso não só fortalece o seu autoconhecimento, a sua autoconfiança, a sua autoestima como um todo, mas também prepara você para futuras relações mais saudáveis e equilibradas.

Mas, como eu disse, precisa ser uma escolha consciente. Óbvio que há uma série de vantagens de estar em um relacionamento, que você estará abrindo mão. Aquela coisa né amiga, cada escolha, uma renúncia. 

Você precisa estar ciente que no momento está abrindo mão da certeza da conchinha toda noite ao dormir, está abrindo para a oportunidade de se experimentar dormindo, ou virando a noite acordada, sozinha, ou com uma companhia passageira. 

O ponto é: essa nova opção não é ruim, é cheia de delícias. Talvez esteja sendo desconfortável para você por ainda não estar habituada. Mas eu posso te ajudar com isso. Vem comigo!

Porque mulher solteira feliz é tão julgada?

Infelizmente, vivemos em uma sociedade que ainda acredita e reforça a ideia de que a mulher deve estar em um relacionamento para ser completa, gerando julgamentos e pressões sociais desnecessárias. 

Mulheres solteiras e felizes desafiam esse estereótipo ao demonstrar que a felicidade e a realização não são dependentes de um parceiro. E o melhor: demonstram que a mulher tem poder de escolha. Pode ser sim feliz sozinha e, se o parceiro não estiver à sua altura, consegue abrir mão dele e tocar sua vida em frente.

Por isso, as solteiras são frequentemente vistas como ameaçadoras por desafiar esse “status quo”, e isso  acaba originando  um monte de julgamentos e críticas sem o menor fundamento. É muito comum as solteiras ouvirem que estão assim porque não são uma mulher de valor, porque homem nenhum as quer, ou até mesmo que são mulheres vulgares que gostam de andar um dia com cada um.

O ponto é: porque não consideram que essas mulheres escolheram estar solteiras? Que há sim muitos candidatos interessados, mas ela escolheu reservar esse tempo para si, para curtir a vida de uma outra forma?

Minha amiga, você sendo adulta, maior de idade, pagando seus boletos… ninguém tem que opinar na sua vida! Porém, não é tão fácil desenvolver a habilidade de ligar o fo**-se para comentários sem noção. 

Você precisa fortalecer sua autoestima, reforçar seus valores e sempre ter em mente o seu propósito: “porque você escolheu a solteirice nesta fase da vida?”Assim, quando começarem a falar asneiras sobre suas escolhas, você apenas ouve sua voz interna e silencia o resto!

Lembre-se: todos esses julgamentos dizem mais sobre as inseguranças e a inveja de quem julga, que muitas meses gostaria de ter coragem pra levar a vida que você leva. Essa informação vai ser muito importante para você começar a olhar essas críticas com outros olhos e seguir sua escolha em paz.

Foque sa energia em seguir sua jornada de mulher Bem Resolvida e entenda de uma vez por todas: a aprovação mais importante que você precisa ter sobre suas escolhas, é a sua. O resto é história! 

Quando faz bem ser uma mulher solteira?

Eu sei que muitas vezes não entramos para a vida de solteira por fazer questão de viver essa experiência, mas sim porque o relacionamento que estávamos vivendo não deu certo. Nesses casos, há sim um período de sofrimento, de luto, em que precisamos extravasar todos esses sentimentos. Mas isso não significa que levar a vida de solteira vá fazer mal para você.

Por mais que estar solteira possa não ser exatamente a sua escolha, que as coisas simplesmente tenham ido para este lado contra a sua vontade, há situações em que ficar solteira fará bem para você. Vou listar algumas:

Se você estava em uma relação abusiva

Sejam eles abusos físicos, psicológicos ou financeiros: ao menor sinal de abuso, caia fora! Quando o parceiro chega nesse nível, dificilmente irá mudar – é praticamente um milagre. Você merece viver um amor saudável e recíproco, em vez de ficar sendo usada e maltratada. Não exite em pôr um fim nessa relação e dar start na sua vida de solteira.

Se vocês tinham objetivos de vida diferentes

Para um relacionamento funcionar, os dois precisam fazer esforço para o mesmo sentido, senão vira um cabo de guerra. Se um quer ter filhos e o outro não, um quer construir patrimônio e o outro viver como se não houvesse amanhã, um quer ficar na cidade atual e o outro ir morar no exterior… não vai funcionar. Um dos dois sempre precisará abrir mão dos seus sonhos e viverá frustrado na relação. O ideal é encontrar alguém que tenha os mesmos sonhos que você, ou então ficar solteira e bem resolvida, batalhando pela conquista dos seus sonhos sem ter que abrir mão deles por ninguém.

Se a sua autoestima está muito baixa

Relacionamentos tóxicos podem minar a autoconfiança e o senso de valor próprio. Além disso, temos o fato de que as mulheres são mais propícias a naturalmente ter autoestima mais baixa. Para resgatar sua autoestima e fortalecê-la, você precisa de espaço e tempo para se reconectar consigo mesma, e a solteirice pode ser uma ótima pedida.  Este é o momento para trabalhar no amor-próprio, celebrando suas qualidades, conquistas e tudo que faz de você uma pessoa única. Ao se concentrar em si mesma e em seu crescimento pessoal, você constrói uma base sólida de auto-respeito e amor-próprio, elementos essenciais para qualquer futuro relacionamento saudável.

Se existe dependência emocional

A dependência emocional é o calcanhar de aquiles dos relacionamentos amorosos. Excesso de ciúmes e controle, somado a uma necessidade exagerada de estar o tempo todo grudado no par, formam um combo que deixa o clima pesado em um nível difícil de remediar. Geralmente esse cenário se monta em relacionamentos onde há um ciclo de co-dependência Ou seja: onde o comportamento do par reforça os gatilhos de dependência emocional da outra parte. Nesses casos, é praticamente impossível reverter a dependência – o melhor é embarcar na solteirice, cuidar de si, organizar a cabeça, e encontrar um outro par que ofereça uma dinâmica mais saudável para a relação. 

Cuidados especiais que toda mulher solteira Bem Resolvida deve ter

Como mulher solteira e Bem Resolvida, precisa ter cuidados especiais com seu emocional, seu físico e sua mentalidade. Primeiramente, é importante criar uma rede de apoio confiável, que pode incluir amigas, familiares de confiança, ou um grupo de mulheres que compartilham da mesma visão de vida que você.

Estamos falando, basicamente, de pessoas que você possa acionar em qualquer tipo de perrengue: desde uma barata voadora que te impede de entrar em casa, até a suspeita de alguém ter invadido seu quintal, por exemplo. 

Ah, e estamos falando também de pessoas que você vá avisar sempre que tiver um encontro com um boy novo, é claro. Infelizmente os casos de golpistas que se aproveitam de mulheres solteiras menos cautelosas vêm aumentando cada vez mais. Já viu aquele caso do golpista do Tinder

Além de avisar as amigas, também procure marcar os primeiros encontros em locais públicos, como cafés ou pubs, preferencialmente que você já tenha o hábito de frequentar e conheça as pessoas que trabalham lá. Nada de levar boy misterioso pra casa antes de saber quem de fato ele é, viu doida?

Em rolês noturnos ou encontros, também fique esperta com seus pertences. Celular, cartões de banco… hoje em dia, com a facilidade de pagar tudo por aproximação, você pode ter uma surpresa bem desagradável se não for bem cuidadosa com isso.

Por fim, mas não menos importante, tome muito cuidado e previna-se contra as ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Eu sei muito bem o quanto é bom sentir na pele todas as sensações de uma boa nhanhação, mas o uso do preservativo é indispensável. Sua saúde e sua vida valem muito mais que alguns minutos de prazer.

E se a relação estiver ficando sólida e você sentir que é o momento de abrir mão do preservativo, recomendo que peça para o gato apresentar exames. Eu acho essa postura bem positiva, pois mostra pro boy que para conquistar qualquer espaço com você, ele terá que fazer por merecer, e que você não está disposta a correr todos os riscos por ele, antes dele se comprometer de fato com você.

Ah, uma coisa muito importante para você lembrar. Ser fiel a ficante é o primeiro passo para as grandes decepções amorosas. Raramente um homem estará sendo fiel a você antes de assumir um compromisso, pedindo você em namoro.  Então, enquanto aquele seu rolinho não tomar atitude, nada de abrir mão dos outros pretendentes, e muito menos de nhanhar sem camisinha, viu?

5 dicas poderosas para ser uma mulher solteira feliz

Agora, para encerrar nosso artigo, fique com essas 5 dicas de altíssimo valor que separei especialmente para você curtir a solteirice sendo muito Bem Resolvida!

1. Liste seus motivos para preferir ser solteira agora

Reflita sobre as vantagens de estar solteira no momento atual da sua vida. Isso pode incluir maior liberdade, tempo para se dedicar a projetos pessoais, ou simplesmente um período para se conhecer melhor. Ter essa lista fresca na memória irá ajudar muito nos momentos em que você se sentir confusa ou que a bad bater.

2. Tenha estratégias para quando a bad bater:

É normal ter momentos de solidão ou tristeza. Prepare estratégias para lidar com esses sentimentos, como atividades que te trazem alegria, um diário para expressar seus pensamentos, ou um amigo para conversar, aquele playlist com as músicas que te colocam pra sima, uma lista de filmes e séries para maratonar na TV, uma lista de lugares novos a visitar… Assim, quando o desânimo chegar, você terá um arsenal de opções para lidar com ele.

3. Evite o contato com pessoas tóxicas e bitoladas 

Sejam amizades, familiares ou quem for: se for para ficarem julgando e criticando suas escolhas, não merecem sua companhia. Rodeie-se de pessoas que respeitem você integralmente e ofereçam apoio. Afastar-se de indivíduos negativos é vital para manter sua saúde mental e emocional.

4. Treine boas respostas para comentários inconvenientes

Uma hora ou outra os comentários inconvenientes vão aparecer, esteja preparada para lidar com eles. Ter respostas prontas pode ajudar a desviar dessas conversas desconfortáveis e economizar muito estresse. Fique com essas dicas e inspirações:

Resposta ácida

  • Comentário inconveniente: ” Nossa, nessa idade solteira?”
  • Você pode responder: “Estou aproveitando meu tempo para cuidar da minha vida, sabe. E você, tá com tempo sobrando para cuidar da vida dos outros, né?”

Resposta neutra

  • Comentário inconveniente: “Você ainda está solteira? Quando vai arrumar alguém? “
  • Você pode responder: “Eu prefiro não discutir minha vida amorosa. Vamos falar sobre algo mais interessante para ambos?”

Resposta gentil

  • Comentário inconveniente: “E aí? Encalhada ainda, ninguém te quis?”
  • Você pode responder: “Fico feliz que você se interesse pela minha vida amorosa, mas no momento estou mais empolgada para falar sobre [outro assunto].”

Da mais rebelde à mais amável: tem dica de resposta para todo gosto aqui. Inspire-se nesses exemplos, escolha sua linha de respostas, dê limites, ignore as críticas vazias e siga cuidando de si e sendo feliz!

5. Quebre seus tabus e permita-se!

Estar solteira é uma oportunidade de ouro para experimentar o novo, permitir-se. Você não vai deiar essa chance passar em branco, ficando presa em tabus da sexualidade, né?

Explore novas experiências, seja aberta a novas ideias e experimente o que te der vontade! Ás vezes, aquela nhanhação diferentona que você sempre quis, é a virada de chave para ativar sua autoestima e autoconfiança. Fique ligada nas dicas do meu canal do YouTube e não deixe de tentar nada que te dá vontade – você merece ter prazer e ser feliz!

Vem acessar sua versão Bem Resolvida pessoalmente com Cátia Damasceno

Eu entendo perfeitamente os desafios e as dúvidas que acompanham a jornada de ser uma mulher solteira que está na busca da sua versão bem resolvida. Como alguém que já percorreu esse caminho, enfrentando os altos e baixos, eu sei o quanto pode ser transformador descobrir sua força interior e autonomia. E é exatamente isso que quero compartilhar com você!

Por isso, criei meu primeiro evento presencial, o Encontro Bem Resolvida. Nele, ajudarei você a resgatar sua autoestima, conquistar sua independência emocional e financeira, e ativar sua versão Bem Resolvida de uma vez por todas!

Vem iniciar essa nova jornada comigo! Estou ansiosa para te conhecer pessoalmente e compartilhar histórias e sorrisos. E não se esqueça de trazer seu melhor look para nossa selfie juntas! Vai ser épico!🌟👩‍❤️‍👩💃

Clique no botão abaixo e garanta sua vaga agora mesmo!  Mas corre, viu – as vagas são limitadas!

Texto de Cátia Damasceno

Cátia Damasceno é Fisioterapeuta especializada em uroginecologia, coach, palestrante e idealizadora do Programa Mulheres Bem Resolvidas.