Labioplastia: tire todas as suas dúvidas sobre a cirurgia íntima - Mulheres Bem Resolvidas

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Labioplastia: tire todas as suas dúvidas sobre a cirurgia íntima

Quando envelhecemos, é comum que nosso órgão genital também sofra modificações: a pele perde elasticidade e acaba cedendo.

Além da estética, essas alterações influenciam na autoestima, na vida sexual e até no uso de roupas mais justas.

Para resolver esses problemas, surge uma das cirurgias íntimas mais procuradas atualmente: a labioplastia.

No entanto, grande parte das mulheres que desejam passar pela labioplastia ainda é bem jovem, mas não consegue viver tranquilamente pelo desconforto ou incômodo causado pelo excesso de pele na sua vagina.

Você já ouviu falar nesse procedimento? Neste post, vamos descobrir:

  • O que é labioplastia;
  • Quando ela é indicada;
  • Por que sua procura aumentou nos últimos anos;
  • Como é o procedimento;
  • Se a cirurgia deixa cicatrizes;
  • Como é o pós-operatório.
Para resolve problemas de estética, surge uma das cirurgias íntimas mais procuradas atualmente: a labioplastia.
My Medical Vacations

Vamos lá?

O que é labioplastia?

É uma cirurgia íntima que consiste na redução de pele dos pequenos lábios.

Na anatomia feminina, o convencional é que os grandes lábios terminem um pouco depois dos pequenos. No entanto, em alguns casos, o tamanho se inverte, e os pequenos lábios se projetam para fora da vulva. 

Assim sendo, a labioplastia aparece para regular essa assimetria entre os lábios, mas não os deixa muito curtos, já que eles protegem a vagina contra microrganismos. O cirurgião vai remover apenas a parte externa aos grandes lábios.

Ter os pequenos lábios maiores ou assimétricos não é nenhuma anormalidade.

Decerto o corpo feminino é complexo e apresenta características únicas em cada mulher.

No entanto, essa diferença de tamanho pode causar incômodos, como dores durante a relação sexual.

Além disso, como há maior dificuldade de fazer a limpeza correta, a região também pode apresentar odor desagradável, ressecamento e até infecções, como a urinária. 

A maioria dos casos de excesso dos pequenos lábios é genética.

Porém, o uso de anabolizantes e hormônios também pode alterar o tamanho da região. 

Ainda mais, a labioplastia também diminui o desconforto causado pelo uso de roupas mais justas, como uma calça jeans.

Cosmetic Surgery Abroad

Existem outros tipos de labioplastia?

Além da redução dos pequenos lábios, há também:

  • Redução dos grandes lábios: ocorre quando há frouxidão ou hipertrofia dos grandes lábios;
  • Aumento dos grandes lábios: para aumentar os grandes lábios quando o paciente sofre de atrofia ou deseja equilibrar o tamanho com relação aos pequenos.

Neste post, daremos atenção ao primeiro tipo, o mais procurado entre as mulheres. 

Aliás, há também a labioplastia a laser,  que causa menos sangramento e inchaço, além de apresentar melhor recuperação.

Nesse caso, as pacientes costumam retornar ao trabalho de escritório em 3 dias.

Por que as mulheres estão recorrendo mais à labioplastia?

Por mais que não pareça tão popular, a labioplastia é a cirurgia plástica que apresenta maior crescimento no mundo!

Mas por que as mulheres procuram tanto por esse procedimento?

Na maioria dos casos, o desconforto causado pelo excesso de pequenos lábios é psicológico, que afeta a autoestima: as mulheres se sentem constrangidas quando ficam nuas diante do parceiro.

Porém, a discrepância de tamanho pode prejudicar até mesmo a higienização da área. Um dos desconfortos é que os lábios podem ser puxados durante a relação sexual. 

Durante o sexo, os pequenos lábios dobram-se para dentro da vagina.

De acordo com seu tamanho, o atrito pode causar desconforto e até mesmo lesões. Se houver sangramento, investigue a causa junto ao seu ginecologista.

Além disso, o ideal é que você já tenha tido todos as gestações desejadas, já que o parto natural pode alterar a aparência dos pequenos lábios.

Mas caso não queira esperar até ter filhos para fazer a operação, pode ficar tranquila: a labioplastia não atrapalha em nada o parto normal. 

A labioplastia não atrapalha em nada o parto normal.
Medical Guid

Como saber se posso passar por uma labioplastia?

O que caracteriza a necessidade de labioplastia é o incômodo da mulher, já que, a não ser que realmente prejudique a limpeza, a simples assimetria de lábios não exige uma cirurgia.

Porém, é comum que as mulheres, que procurem por esse tipo de procedimento, relatem inúmeros desconfortos tanto físicos quanto psicológicos.

Se você está cogitando fazer uma recauchutagem íntima, veja se tem algumas destas características:

  • Dores na região dos lábios durante atividades que exijam contato da região com alguma superfície;
  • Volume desproporcional dos pequenos lábios vaginais;
  • Dores durante o sexo causadas pela flacidez da região;
  • Desconforto exagerado com roupas justas;
  • Infecções vaginais e cistites recorrentes.

O ideal é que você já tenha passado pela fase da puberdade já que, durante essa fase, o corpo passa por inúmeras alterações.

Além disso, pense bastante: trata-se de uma remoção, portanto não há como reverter a cirurgia. 

A cirurgia deixa cicatrizes?

Sim, todos os procedimentos estéticos deixam cicatrizes, mesmo que mínimas.

No entanto, pelo tipo de ponto, pele e localização, as marcas são praticamente imperceptíveis. 

Quais são as vantagens da labioplastia?

Se você é uma mulher muito ativa e está receosa em ter que passar por muito desconforto, dores e dias de repouso, não se preocupe: a labioplastia é rápida, pouco dolorosa e com tempo mínimo de repouso (uma semana, no máximo).

A propósito, em torno de 40 minutos de cirurgia, o problema será resolvido.

Uma das vantagens é que não há necessidade de cirurgia geral.

O anestesista costuma aplicar uma anestesia local acompanhada de sedação.

Além de tudo, ela ainda pode ser associada a outros procedimentos estéticos (como abdominoplastia, lipoaspiração e mamoplastia) ou até mesmo a íntimos, como o monalisa touch (rejuvenescimento interno vaginal) e a lipoaspiração do monte púbico (redução de gordura na vulva).

Então, se você preferir, pode fazer as cirurgias desejadas em um mesmo dia.

Caso opte apenas pela labioplastia e tudo ocorra como desejado, você pode receber alta no mesmo dia da cirurgia. 

Quais são os tipos de labioplastia?

Existem duas técnicas de labioplastia usadas atualmente pelos cirurgiões:

  • Triangular: o excesso de tecido é removido por uma incisão em forma de V. Assim, a anatomia dos pequenos lábios se mantém e o resultado é muito natural. No entanto, o risco de perda de pontos é maior e pode exigir um retoque;
  •  Longitudinal: o excesso de tecido é removido da capa do clitóris até a parte posterior do ânus. Nesse caso, a cicatriz ficará na borda do lábio e, com isso, ficará praticamente invisível.
A labioplastia é bem simples.
A Hora

Como é a cirurgia?

Como dito, a labioplastia é bem simples.

Depois da anestesia local e da sedação, o cirurgião marca o excesso de pele que deseja remover, faz a retirada da pele e sutura com pontos absorvíveis, que não necessitam de retirada.

Assim, a alta hospitalar costuma acontecer seis horas após o procedimento.

Como é o pós-operatório?

Embora possam acontecer, é muito difícil que uma paciente relate dores intensas ou outros tipos de problema relacionados ao procedimento.

No entanto, é normal que a região fique inchada e um pouco sensível nos primeiros dias.

Aliás, o importante é seguir as recomendações do seu médico, que costumam ser:

  • Abstinência de atividades físicas por um mês. No entanto, práticas leves, como caminhadas, podem ser retomadas em poucos dias;
  • Uso de água e um pouco de sabão íntimo para limpar suavemente a área tratada, sem esfregar. Seque totalmente a região;
  • Respeito pelo tempo de repouso. O comum é que você só volte a trabalhar depois de 7 dias;
  • Uso de analgésicos e anti-inflamatórios para diminuir o desconforto;
  • Uso de roupas íntimas e calças largas ou saias;
  • Abstinência de atividade sexual por um mês.

Os resultados podem ser vistos em dois meses após a cirurgia.

Porém, o amadurecimento da cicatriz e a recuperação completa do local acontecem, em média, após seis meses.

Após esse tempo, você perceberá com clareza o resultado natural que a cirurgia proporciona.

A labioplastia não causa perda da sensibilidade, embora ela possa ser alterada durante o tempo de recuperação.

Portanto, ao final do período de repouso das atividades que exigem mais esforço físico, você poderá voltar a ter relações sexuais com qualidade — ou até melhores do que antes, já que não haverá desconforto físico ou psicológico causado pelo excesso de pele.

Mulheres que procuram por labioplastia foram influenciadas pela pornografia?

Normalmente, não.

Sabemos que a pornografia vende um ideal de sexo e até de corpo feminino muito distantes da realidade.

Isso até justificaria pessoas que procuram por clareamento dos mamilos e do ânus.

Porém, a mulher que procura por uma labioplastia já se incomoda com o problema há anos.

Enfim, ela sofre ao usar uma calça justa, ao trocar de roupa na frente de alguém, ao ficar nua na frente do parceiro e, pasme, às vezes até mesmo ao permanecer sentada por muito tempo.

Mas caso você esteja procurando fazer alterações na sua vagina por um ideal de corpo vendido pelos filmes pornográficos, pense bem.

Essa “realidade” vendida pela ficção é totalmente falsa e pode trazer consequências sérias a sua saúde psicológica.

Como escolher o cirurgião correto?

Além da experiência, o correto é procurar por um profissional credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Apenas cirurgiões inscritos podem fazer cirurgias. É mais segurança e certeza de que você estará fazendo uma labioplastia com resultado eficaz.

Na primeira consulta, o cirurgião deverá explicar a técnica que será utilizada, além dos riscos e o que você deve fazer durante pré e pós-operatórios. 

Apenas cirurgiões inscritos podem fazer cirurgias. É mais segurança e certeza de que você estará fazendo uma labioplastia com resultado eficaz.
Wellness & Well-Being Institute

Viu como a labioplastia não é um bicho de sete cabeças?

Porém, se você não se incomoda com a desproporção dos pequenos lábios, nem tem dificuldades de higienizar a região, não é obrigada a fazer a cirurgia.

O importante é estar satisfeita com seu corpo.

E, novamente: antes de passar pela mesa de cirurgia, tire todas as dúvidas com um profissional gabaritado e credenciado pela SBCP. Depois da operação, caso perceba alguma alteração fora do comum, entre em contato com seu médico. 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 avaliações, média: 5,00 de 5)