Ejaculação precoce feminina existe? Saiba tudo sobre o orgasmo precoce!

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Ejaculação precoce feminina existe? Saiba tudo sobre o orgasmo precoce!

Quando falamos em em disfunções sexuais femininas, geralmente pensamos na ausência de orgasmo (anorgasmia) ou dificuldades em alcançá-lo. No entanto, embora muito menos frequente, há mulheres cujo problema é exatamente o oposto: chegar extremamente rápido ao orgasmo. De fato, a ejaculação precoce feminina atinge um número significativo de mulheres. No texto de hoje, vou falar sobre esse distúrbio e o que pode ser feito para ajudar quem sofre do problema.

ejaculação precoce feminina
  • O que é ejaculação precoce feminina?
  • É comum?
  • O estudo
  • Consequências
  • O que causa a ejaculação precoce feminina?
  • O que pode ser feito para diminuir o problema?
  • Esqueça um pouco o clitóris
  • Converse com seu médico
  • Não perca tempo

O que é ejaculação precoce feminina?

A ejaculação precoce feminina ocorre quando a mulher atinge o orgasmo muito rapidamente durante as relações sexuais. Às vezes, pode ocorrer durante as preliminares ou quando o parceiro acaba de iniciar a penetração. Enquanto a maioria das pessoas vê isso como uma benção, algumas mulheres acham que atingir o orgasmo muito rapidamente pode ser chato.

É comum?

Não é tão comum entre as mulheres quanto entre os homens. Em uma recente pesquisa britânica sobre sexo, quase 15% dos homens relataram ter sofrido do problema no último ano. Dada a sua alta prevalência e o fato de que muitas vezes é acompanhada por sentimentos de angústia, a ejaculação precoce masculina atraiu muita atenção clínica.

Na mesma pesquisa, apenas 2,3% das mulheres relataram ter sofrido com a ejaculação precoce no ano passado. No entanto, quase nenhuma atenção foi dada ao tema, exceto por um estudo publicado em 2011 na revista Sexologies.  

Enquanto a ejaculação precoce nos homens é uma disfunção sexual que aparece no Manual de Diagnóstico e Estatística de Saúde Mental dos EUA, não há nenhuma menção a ejaculação precoce feminina .

O estudo

No estudo da revista, os investigadores entrevistaram 510 mulheres portuguesas com idades entre 18 e 45 anos. Usando um questionário especial, os cientistas pediram às mulheres que relatassem se elas chegaram ao orgasmo cedo demais e quantas vezes isso aconteceu.

Para surpresa dos pesquisadores, 40% das mulheres relataram pelo menos um episódio sexual no passado em que atingiram o orgasmo mais rápido do que o desejado e outras 14% relataram experimentá-lo com certa frequência. Já outros 3% o experimentaram com tanta frequência que ele poderia ser considerado uma disfunção sexual. A maioria das mulheres que tiveram uma ejaculação precoce descobriu que isso era angustiante.

ejaculação precoce feminina

Consequências

Depois de atingir o orgasmo, algumas mulheres tendem a se desligar durante a relação sexual. Seu humor muda e elas podem não desejar qualquer penetração e atenção sexual a partir daquele momento. Isso, é claro, tem um efeito direto sobre seus parceiros que podem se sentir insatisfeitos ou deixados de lado . O sentimento de culpa de uma mulher que sofre de ejaculação precoce feminina pode ser igual ao que os homens sentem quando chegam ao clímax cedo demais.

O que causa a ejaculação precoce feminina?

Nos homens, a falta do neurotransmissor serotonina pode ser considerada uma das causas da ejaculação precoce. No entanto, isso pode ou não ser o caso das mulheres. A ejaculação precoce feminina é frequentemente causada pela hipersensibilidade dos órgãos sexuais femininos. Outros fatores que desencadeiam a disfunção sexual feminina são: níveis flutuantes de hormônios, desajuste no ciclo menstrual, problemas vasculares ou de fluxo sanguíneo, ou certos medicamentos hormonais. O fato é que existem poucos estudos sobre a ejaculação precoce feminina, por isso é difícil determinar o que realmente causa esse problema.

O que pode ser feito para diminuir o problema?

Embora nenhuma cura definitiva foi encontrada para o tratamento da ejaculação precoce feminina, eu separei algumas dicas que podem ajudar a diminuir o problema:

Vá devagar

Fazer sexo de forma intensa costuma resultar em um orgasmo mais rápido. Portanto, desacelerar um pouco o ritmo das relações pode realmente ajudar.

Se você é uma mulher que atinge o clímax nas preliminares, tente diminuir o tempo que vocês dedicam a essa etapa. Durante as preliminares, passe mais tempo excitando seu parceiro. Porém, este método não é fácil para algumas pessoas que vêem as preliminares como a melhor parte da experiência sexual.

Masturbe-se

Da mesma forma que ocorre com os homens, se masturbar antes de ter relações sexuais pode ajudar a atrasar um segundo orgasmo. Apesar de algumas pessoas acharem menos espontâneo tentar se satisfazer primeiro, a ação pode ser útil para combater a ejaculação precoce feminina.

Use cremes

Alguns homens usam creme dessensibilizante para lidar com a ejaculação precoce, pois ele diminui a sensibilidade dos órgãos genitais. Uma mulher que sofre com o problema pode tentar usar este creme para ter um resultado semelhante.

ejaculação precoce feminina

Stop-Start

É possível adaptar algumas das técnicas usadas para tratar a ejaculação precoce em homens, como a técnica “stop-start” .Ela consiste em interromper o sexo quando o orgasmo está prestes a acontecer. Depois, a estimulação é retomada, mas para novamente na próxima vez que o orgasmo estiver surgindo. Este ciclo de iniciar e parar a estimulação funciona como controle orgásmico em muitos homens.

Inibidores

Outra possibilidade pode ser a utilização de pequenas doses de um inibidor seletivo da recaptação da serotonina (ISRS). É um tratamento comum para a depressão e tem o efeito colateral de retardar o orgasmo em homens e mulheres. Para a maioria das pessoas, esse efeito colateral geralmente é indesejável – mas não é o caso se você estiver intencionalmente tentando atrasar o orgasmo.

Pompoarismo

O pompoarismo ou exercícios de Kegel, também oferece benefícios a alguns homens que sofrem de ejaculação precoce. Esses exercícios também podem ser promissores no combate à ejaculação precoce feminina.

Esqueça um pouco o clitóris

Se a ejaculação precoce feminina acontecer por uma hipersensibilidade nas áreas genitais (principalmente no clitóris), há algumas soluções simples. Você pode aprender a usar a estimulação de outra maneira para poder prolongar um pouco mais o momento do orgasmo e, com ele, a duração do encontro sexual.

Tente outro tipo de estimulação

O clitóris é a área do corpo da mulher mais relacionada com o orgasmo, devido aos receptores sensoriais dos quais ele é composto. Se a estimulação é focada nessa área quase desde o início da atividade sexual, você vai alcançar o orgasmo mais rápido. Que tal o seu parceiro se esquecer  por um tempo do seu clitóris e acariciar todo o seu corpo? As carícias em todo o corpo também são excitantes, mas certamente não levarão ao orgasmo e permitirão que você experimente níveis mais baixos de excitação.

Tente não focar a estimulação no clitóris desde o início. Mesmo quando estimular a vulva, pode ser interessante dar atenção às áreas mais afastadas do clitóris ou do seu entorno, evitando estimulá-lo diretamente. Desta forma, você aprende a dosar a estimulação em seu benefício.

Converse com seu médico

As mulheres que têm ejaculação precoce feminina são mais propensas a cair em depressão, ter mudanças bruscas de humor e sofrer angústia ou neurose em suas vidas diárias. Isso afeta diretamente a vida do casal. O sentimento de culpa e insegurança por não atuar corretamente na cama pode causar uma lacuna insuperável entre os dois.

Quando os sinais desses distúrbios aparecem, você deve dizer abertamente antes que acabe se tornando um trauma. A ejaculação precoce feminina deve ser tratada da mesma forma que qualquer outra doença. Uma vez que pode ter uma origem psicológica, é melhor se consultar com um médico de confiança.

ejaculação precoce feminina

Não perca tempo

A ejaculação precoce feminina é de fato real. Se você sofre desse problema, converse abertamente com o seu parceiro e procurem ajuda. O orgasmo deve ser vivido sem traumas ou culpa, por isso, se você estiver se sentindo insatisfeita com a sua vida sexual, deve procurar resolver o problema sem perda de tempo.

Gostou do artigo de hoje? Sempre que você quiser que eu fale sobre algum tema ou responda alguma pergunta você pode me enviar por aqui, na minha página no Facebook ou no meu Instagram que eu terei o maior prazer em responder! Falando nisso, você sabia que toda semana eu gravo um vídeo tirando as dúvidas que vocês me mandam? É só entrar nas minhas redes sociais, mandar sua dúvida e marcar a hashtag #catiaresponde.

Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)