Nós, seres humanos, estamos sempre rodeados de algo que não podemos nos livrar: nós mesmos. E, como você deve saber, e se não sabe deveria saber, é que o egoísmo é a única coisa que você deve se livrar em uma relação. Mas, agora, você me pergunta como fazer para manter um relacionamento.

Não existe fórmula mágica, por mais que neste texto eu te fale alguns passos a seguir, é importante que você leve em consideração o contexto da sua relação, porque algumas regras serão mais aplicáveis a você e à sua situação, e outras não  tanto assim.

Mas, se você chegou até este texto, isso significa que você está apta e disposta a melhorar seu relacionamento, e o primeiro passo de como manter um relacionamento é estar disposto a mantê-lo, melhorá-lo. 

Por isso, parabéns por estar aqui.

Vamos lá aprender algumas coisas sobre um relacionamento estável? 

Mal-entendidos dentro do relacionamento

Há três mal-entendidos que são os primeiros causadores de problemas no relacionamento:

  • Leitura de mentes – quando achamos que sabemos o que o outro pensa ou quer, ou que o parceiro tem obrigação de saber o que pensamos e queremos… mesmo sem que nenhum dos dois tenha dito uma palavra sequer; 
  • Não considerar o ponto de vista do outro – quando ficamos tão apegadas à nossa versão dos fatos e achamos que se trata da verdade absoluta, descartando as percepções que o parceiro tem da situação;
  • Não dar o braço a torcer – quando estar sempre certa parece ser mais importante do que ser feliz. 

Depois disso, há quatro comportamentos que conseguem neutralizar esses mal-entendidos que podem te ajudar a entender como manter um relacionamento de uma forma saudável:

  • Escutar, de verdade, o que ele tem a dizer;
  • Analisar se o que ele diz faz sentido;
  • Checar se o que foi dito é verdade;
  • E, por fim, reavaliar a situação, tentando enxergar as coisas por um outro ângulo.

Neste texto, iremos falar a respeito dos fundamentos do amor; as características que são verdadeiros pilares que dão sustentação a uma relação sólida e duradoura. 

Eu acredito que de todas etapas de um relacionamento, se apaixonar por alguém é a mais rápida e fácil – e a que todo mundo gosta de falar a respeito, claro. No entanto, são poucas as pessoas dispostas a compartilhar o que vem depois.

Cada passo é um passo

Eu gosto de separar mais ou menos assim: para a paixão acontecer, leva um minuto e não requer tanto esforço; para a paixão se transformar em um relacionamento, é preciso trabalhar um pouquinho; agora, manter as coisas nos trilhos… isso sim é um verdadeiro desafio!

Nós temos que ficar atentas aos menores detalhes se quisermos construir uma união amorosa bem-sucedida. Não é fácil depois de aprender como manter um relacionamento, colocar esse aprendizado em prática.

E às vezes, na ânsia de fazer as coisas darem certo, nós acabamos esquecendo o que é importante, porque, mais uma vez, achamos que só amar é suficiente para que isso aconteça.

Como eu sei que não é, quero dividir com vocês os 5 valores fundamentais para a manutenção do relacionamento.

Confiança

A confiança é, para mim, o elemento que mais contribui para a felicidade do casal. Quando não confiamos na pessoa amada, dificilmente conseguimos ter uma relação plena e feliz. 

Ficamos o tempo todo com a cabeça cheia de dúvidas, imaginando milhões de cenários e desconfiando de qualquer coisa. Tentando entender como manter um relacionamento sem sequer entender a importância da confiança.

A falta de confiança destrói o relacionamento, então mesmo se algo já nos aconteceu antes, temos que enterrar no passado, aprender com os erros e acreditar no outro. Se não for assim, as coisas não irão funcionar.

E um alerta: se exigimos um comportamento íntegro do parceiro, não podemos oferecer a ele nada menos do que isso.

Lembre-se que a confiança é uma via de mão dupla, e quando algum dos dois falha nesse quesito, a relação perde a estabilidade; 

Respeito

Ao lado da confiança, o respeito é o ingrediente mais relevante que toda relação amorosa deve ter.

É por meio dele que aprendemos a ser mais tolerantes, a aceitar a individualidade e os defeitos da pessoa amada e, ainda, encontrar soluções que vão atender às necessidades dos dois. 

O respeito também tem o papel de bússola dentro do relacionamento, pois ele vai guiar as suas ações e as do parceiro, impedindo que tenham atitudes prejudiciais à integridade de cada um e da união. 

Não é fácil aprender como manter um relacionamento, mas depois de entender a importância do respeito isso pode se tornar fácil.

Além de tudo isso, uma relação pautada pelo respeito tem o poder de nutrir a confiança e o amor, incentivando o crescimento e amadurecimento do casal;

Comprometimento

Relacionamentos amorosos são uma troca, e nós precisamos dar na mesma proporção que queremos receber. 

E para que não haja desequilíbrio nessa dinâmica, as partes têm que estar realmente comprometidas com o sucesso da relação; têm que estar dispostas a ceder em alguns momentos – até porque, ter razão não é mais importante do que ser feliz.

O casal deve enxergar a união como uma verdadeira sociedade, um investimento que vai render prosperidade e segurança. 

Uma boa forma de mostrar o comprometimento é adotando a mentalidade de time, firmando um acordo com o parceiro em que um ajuda o outro e os dois crescem juntos.

É importante deixar claro que quando um não vai bem, o outro pode ter a iniciativa de puxá-lo para cima, que é o que estou propondo. Mude você para mudar o outro.

Quando o casal está comprometido, a confiança e o respeito também têm espaço para fluir com maior naturalidade;

Comunicação

Casais que se comunicam de verdade são aqueles que conseguem expressar seus sentimentos sem reservas um para o outro, e resolvem questões que, na maioria das vezes, causaria o fim de muitos relacionamentos.

Poderosa essa afirmação, não é? Falei isso para você entender o quanto a comunicação influencia na relação amorosa. Como manter um relacionamento tem tudo a ver com comunicação.

Vamos partir do princípio de que todas as pessoas estão buscando alguma conexão, mas falham em criar esse vínculo porque se esquecem de algumas regras básicas na hora de se comunicarem – e isso vale para todas as questões de um relacionamento.

É por meio de uma comunicação apropriada que o casal vai conseguir solucionar os conflitos e criar uma intimidade inabalável. Trata-se do valor que vai fortalecer os demais valores, pois permitirá que as prioridades, expectativas e necessidades da relação fiquem claras.

Não é à toa que uma conversa direta e honesta é o primeiro passo na resolução de qualquer problema;

Felicidade

O quinto e último fundamento é a felicidade, porque não faz o menor sentido amar sem ser feliz. Eu sei que relacionamentos não são perfeitos e que é impossível estar feliz o tempo todo. Contudo, os momentos de felicidades precisam ser muito mais fortes e constantes do que os tempos difíceis.

Sentir-se feliz é praticamente o termômetro para determinar se o relacionamento é ou não saudável. E quando não há mais ânimo ou brilho, quando só lembramos de situações ruins, essa relação provavelmente não está fazendo bem.

Caso isso aconteça, talvez tenha chegado a hora de reavaliar a união e buscar formas de reacender seu relacionamento, porque ninguém merece alimentar a própria infelicidade.  

Como é a SUA relação?

Após entender um pouco mais sobre os fundamentos do relacionamento amoroso, como você avaliaria essas características na sua própria relação?

Achou a pergunta difícil? Bom, eu aconselho você a pensar bastante na resposta, pois vou te propor a avaliar o seu próprio relacionamento.

Eu vou fazer 10 perguntas para você realizar uma análise sincera do seu relacionamento na atualidade. Se conseguir, o ideal é que faça as mesmas perguntas ao parceiro e compare com as suas respostas.

Os pontos de maior diferença nas respostas são justamente aqueles que precisam ser trabalhados entre os dois, ok?

Caso não consiga realizar as perguntas com ele, utilize as respostas que você deu para repensar alguns comportamentos e atitudes que podem estar prejudicando o relacionamento.

Use como base as explicações sobre confiança, respeito, comprometimento, comunicação e felicidade para fazer a avaliação.

Perguntas

  • Você acha que o parceiro entende os seus sentimentos?
  • Com que frequência vocês costumam conversar a respeito de como se sentem?
  • Você e o seu parceiro dividem os mesmos valores?
  • Você e o parceiro querem construir objetivos ou sonhos em comum? Quais?
  • Como você expressa o seu amor?
  • Como você e o parceiro resolvem os conflitos?
  • Em uma escala de 0 a 10, o quanto você confia no parceiro? Por quê?
  • Quais assuntos você acha mais difíceis de compartilhar com o parceiro?
  • O que faz você se sentir amada e apreciada?
  • Quais você diria que são as prioridades do relacionamento?
  • Qual o maior presente que você poderia receber do seu parceiro?

Todas essas perguntas estão vinculadas aos fundamentos explicados no vídeo, e as suas respostas são o ponto de partida para um diagnóstico do relacionamento. 

A partir delas, você irá saber o que precisa ser fortalecido com mais urgência na união e quais atitudes deve definir para melhorar.

Lembre-se de uma coisa, um relacionamento é uma via de mão dupla, por isso não adianta você se esforçar o máximo para manter algo com alguém que não se esforça nem dez por cento do total do seu esforço. Como manter um relacionamento não depende somente de uma pessoa.

Priorize a relação com você mesma antes de priorizar a relação com alguém, porque dessa forma vai ser mais difícil você se entregar sem receber nada em troca. Combinado?

No meu curso Mulheres Bem Resolvidas eu falo sobre muitas questões envolvendo o relacionamento. Nele, eu te ajudo a entrar nas águas mais profundas desse assunto, te ajudando, ensinando e apoiando a lidar com todos as dificuldades que envolvem o ato de se relacionar. 

Você pode ser uma aluna minha! Vai ser um prazer te ter comigo.

Texto de Cátia Damasceno

Cátia Damasceno é Fisioterapeuta especializada em uroginecologia, coach, palestrante e idealizadora do Programa Mulheres Bem Resolvidas.