Marca de beijo em camiseta branca revela traição

Do jeitinho que eu prometi no meu quadro, “As coisas que você não sabia”, no meu canal no Youtube, no vídeo “Pesquisas revelam fatos curiosos sobre TRAIÇÃO”, aqui está o texto contando cinco coisinhas que você não sabia sobre traição.

É importante lembrar para vocês que aqui não tô dando minha opinião pessoal sobre o assunto, tá?

Fui atrás de algumas curiosidades e estou trazendo pra vocês as que achei mais interessantes sobre a traição!

Dê uma olhadinha no que eu descobri:

  • Uma breve história da traição
  • Como definir a traição?
  • Em alguns lugares, traição é crime
  • Traição pode ser um comportamento genético
  • A traição não é só física, também pode se emocional
  • Microtraição
  • Nem todo mundo que comete traição, se arrepende
  • Há como curar a dor de uma traição?

Uma breve história da traição

Catia Pompoarismo homem desiludido por traição

A traição nasce junto com a história dos relacionamentos, e possui temperos de causar inveja, pois você pode estar traindo, ou sendo traída, apenas pelo fato de pensar em cometê-lo.

Os casamentos na antiguidade eram arranjados para manter a estabilidade econômica das famílias ou simplesmente para manter o status e garantir o patrimônio. 

Ele também servia como garantia de controle para administração de heranças – um pai deveria saber claramente quem eram seus filhos legítimos para saber quem ficaria com a herança.

A verdade é que apenas o casal sabe o que realmente se passa debaixo dos lençóis e a questão está para além do sexo e, hoje, transformou-se numa questão social. 

Não apenas a história, mas teorias biológicas estão sempre validando a tese de que os homens, têm passe livre para traição sem nenhuma consequência perante a sociedade.

Para eles, a traição gera um atestado de masculinidade, pois há uma pressão de que eles devem se gabar de forma exagerada suas aventuras extraconjugais em seus círculos de convivência.

Já as mulheres, eram assassinadas por adultério e por isso foram sempre pressionadas a esconder, minimizar e negar o ato de traição do marido, e principalmente o seu.

Todo esse cenário nos trouxe a prática da monogamia, que significa ficar com uma pessoa para toda a vida. 

Nossos dias demonstram que o importante é ser monogâmico com uma pessoa de cada vez e em cada relação vivida. 

Por isso a monogamia nunca teve nada a ver com a garantia de amor.

Como definir a traição?

Traição faca de dois gumes

Pesquisadores da área tentam criar uma tese que consiga sustentar o conceito de traição para os nossos tempos. 

Para você, traição é quando o seu parceiro faz uso de aplicativos de relacionamento, tem acesso a pornografia, flerta com olhares e mensagens instantâneas ou considera traição apenas a relação sexual fora do casamento?

Consegue entender a dificuldade? A verdade é que já não existe mais uma definição consensual. 

Para a pesquisadora Esther Perel,  psicoterapeuta belga, existem três chaves que nos ajudam interpretar a infidelidade. 

  • A primeira trata-se da traição propriamente dita obtida por uma relação sexual fora do casamento.
  • A segunda lida com uma conexão intelectual ou cultural estabelecida entre duas pessoas. 
  • A última, e a grande impulsionadora da infidelidade, é a alquimia sexual, em que entende que um simples beijo pode ser mais intenso e permissivo do que o próprio ato sexual.

Cuidado ! Se há uma dificuldade de definir um conceito para infidelidade, mais difícil é perceber que “nunca foi tão fácil trair, e nunca foi tão difícil guardá-la em segredo”

Não conseguimos admitir que isso possa vir acontecer conosco e por isso nunca nos preparamos para esse dia.

Veja as cinco novas coisinhas que eu descobri sobre a traição e que você deveria saber:

1Em alguns lugares, traição é crime

Detetive descobre a traição

Mas calma, eu  disse  alguns! 

Não adianta você  me  deixar aqui sozinha e correr pra uma delegacia porque o Brasil não é um desses  lugares onde a traição é crime, ô  doida.  

Isso  é  legítimo   em  alguns   lugares   dos Estados Unidos, como Michigan, Minnesota e Carolina do Sul porque estes   estados   possuem   uma   legislação   específica   para   casos   de traição mas, normalmente, na maioria dos casos ela não é aplicada.

Em alguns lugares que têm o Islamismo como religião, e em algumas tribos africanas, a traição também é crime.

E aí, bora todo mundo morar em um canto desses aí nos Estados Unidos? Só por precaução mesmo! Afinal, ninguém curte ser traída! 

2 – Traição pode ser um comportamento genético

Cátia pompoarismo casal em terapia para resolver traição

Se   você   adora   uma   puladinha   de   cerca e é monogâmica,   essa   informação   não   é   pra   ser   usada   como   desculpa pra fazer coisa errada. 

Mas uma pesquisa sugere que certas pessoas são biologicamente   mais   propensas   a   traição, sendo essa influência de 40% nas mulheres e 62% nos homens.

Em   um   estudo   da   Universidade   de   Queensland,   os   cientistas descobriram   que   a   traição   era   mais   comum   entre   pessoas   que tinham tipos específicos de genes receptores dos hormônios ocitocina e   vasopressina,   que   é   diretamente   relacionado   a   comportamentos sociais, incluindo confiança, empatia e vínculo sexual.

3 – A traição não é só física, também pode se emocional

Catia Pompoarismo Traição no sofá

A   infidelidade   emocional   se   tornou   tão   comum   quanto   a   traição física. 

É o que aponta um estudo recente, que descobriu que cerca de 45%   dos   homens   e   35%   das   mulheres   admitiram ter um relacionamento   emocional, de sentimento, com   outra   pessoa.

Para efeito   de   comparação,   a   porcentagem   é   menor   (20%)   do   que   as pessoas que admitem ter um relacionamento físico.

4 – Microtraição

Cátia Pompoarismo Microtraição

Como   o   nome   sugere,   a   microtraição   tem   a   ver   com   aquelas pequenas coisas que alguém pode pensar que não são tão ruins, mas podem ser.

E aí está o dilema: se pode haver ações sutis, como definir a microtraição

E realmente pode haver algo como “traindo, mas só um pouco”?

Sim,   diz   Martin   Graff,   professor   de   psicologia   da   Universidade   de South   Wales,   no   Reino   Unido.   Em   um   artigo   recente   publicado por uma revista de psicologia, explica como a infidelidade evoluiu à medida que nossas vidas se voltaram mais para a internet.

5 – Nem todo mundo que trai, se arrepende

Homem traindo com várias mulheres

Cerca de 71% dos entrevistados reconhecem que a traição não é uma prática honesta mas, ironicamente, dois terços das pessoas que já traíram declararam que não se sentem arrependidas.

“Nossa imaginação é a responsável pelo amor, não a outra pessoa”, essa frase é de Marcel Proust, que vai te ajudar muito a encontrar os caminhos para uma relação saudável e mais segura.

Por isso sempre falo para vocês a importância de você buscar o seu autoconhecimento assim como as minhas alunas que fazem pompoarismo.

É maravilhoso ouvir relatos de vidas que foram transformadas a partir desse exercício tão simples e tão poderoso.

Você pode começar hoje mesmo, vou deixar uma material maravilhoso que produzir para você da os primeiros passos, é um e-book gratuito de ginástica íntima.

Não enviamos SPAM. Ao se cadastrar você autoriza receber newsletters e informações da Cátia Damasceno.

Gostou do post? Escreva nos comentários outras dicas que você descobriu sobre traição.