Como a insegurança pode destruir você e seu relacionamento

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Como a insegurança pode destruir você e seu relacionamento

Um dos maiores problemas entre um casal é a questão da insegurança. É um sentimento que parece inofensivo, mas pode destruir uma relação aparentemente sólida. Pense bem: quantas vezes você já deixou que suas dúvidas, inseguranças e suspeitas empurrassem você a dizer ou fazer coisas que você se arrependeu mais tarde? No texto de hoje vou falar sobre como a insegurança pode destruir você e seu relacionamento e de que formas podemos vencê-la.

No texto de hoje vamos falar sobre:

1. O que você precisa saber sobre a insegurança

A insegurança é um sentimento interior de ser ameaçada e/ou inadequada de alguma forma. Todos nós sentimos isso em um momento ou outro. Mas, embora seja bastante normal ter sentimentos de desconfiança sobre nós mesmas de vez em quando, a insegurança crônica pode sabotar seu sucesso na vida e pode ser particularmente prejudicial para seus relacionamentos íntimos.

A  insegurança crônica rouba sua paz e impede que você possa se envolver com seu parceiro de forma relaxada e autêntica. As ações que vêm da insegurança – sempre pedindo atenção, sentindo ciúmes e fazendo acusações – podem acabar com relacionamentos.

2. De onde surge?

O sentimento pode começar no início da vida com um apego inseguro a seus pais, ou pode se desenvolver depois de ser ferida ou rejeitada por alguém que você gosta. As inseguranças são mantidas e construídas quando você se compara negativamente com outras pessoas e se julga com um diálogo interno crítico. A maioria da insegurança de relacionamento é baseada em pensamentos e medos irracionais – que você não é boa o suficiente, que você não estará bem sem um parceiro, que nunca mais encontrará alguém melhor, que você não é verdadeiramente adorável.

3. Vendo problema onde não existe

Quando ficamos ansiosas por qualquer coisa, começamos a procurar sinais de que as coisas “estão indo errado”. Uma pessoa que tem medo de voar, por exemplo, quando entra em uma aeronave, procura sinais de problemas no voo. E, é claro, geralmente achamos o que estamos procurando, mesmo que não esteja realmente lá. O problema está na nossa imaginação. Já ouviu a expressão “procurar pelo em ovo”? É exatamente o que acontece com as pessoas inseguras.

Nós ficamos constantemente fazendo perguntas internas: ” Por que ele disse isso? Quem é essa outra pessoa que ele mencionou? Eu deveria me sentir ameaçada? Ele está desatento”. Tudo isso é cansativo. Muitas vezes nos sentimos inadequadas, achando que não somos ” boa o suficiente” para estar com o nosso parceiro. Não conseguimos entender como alguém pode ficar interessado em nós.

a-insegurança-pode-destruir-voce

4. Sinais de que a insegurança está destruindo seu relacionamento

Ciúme e suspeita

A insegurança pode fazer com que você veja problemas onde não existe, levando suspeitas de que o parceiro está envolvido em atividades ilícitas. Na realidade, seu parceiro muitas vezes não está fazendo nada para justificar as suspeitas.

Necessidades antigas de segurança

A insegurança pode torná-la ansiosa e fazer com que você constantemente pergunte ao seu parceiro para tranquilizá-la de seu amor e devoção. Nesse caso, garantir que as coisas estão bem é fundamental.

Carências

Seu parceiro precisa da liberdade de ser e fazer as coisas por conta própria, mas ele não pode, pois você exige que você sempre saiba onde ele está e o que ele está fazendo. Isso pode ocorrer devido à sua necessidade de controlar todos os aspectos do relacionamento.

Bagagem do passado

A insegurança pode fazer com que você veja as visões do passado sobrepostas à realidade do presente. Se você foi ferida no passado, é normal ter alguns medos, mas lembre-se de que seu parceiro atual não é seu ex.

a-insegurança-pode-destruir-voce

5. A culpa não é só sua

Até agora, nos concentramos em como você se sente insegura e apontamos como a maior parte do tempo suas inseguranças são apenas uma invenção de sua imaginação. No entanto, a insegurança não aparece do dia pra noite. Ela é consequência de pequenos sinais que você vai percebendo devagarzinho, ao longo do relacionamento: uma resposta atravessada aqui, um jeito diferente de te olhar ali, uma estranha impaciência que antes não existia…

6. A insegurança pode destruir você

Você se arrumou de um jeito especial, passou um bom tempo se produzindo e ele, que sempre te elogiava, parece nem ter notado?  O dia começou já há algum tempo pra ele e a tradicional mensagem de “bom dia” ainda não chegou no seu celular? Aquele beijo apaixonado e aquele olhar de admiração que rolavam toda vez que ele te via deram lugar a um selinho sem graça e sem vontade? Eu sei que aqui você já ligou o seu sinal de alerta e aquela pergunta insuportável resolveu te fazer uma visita: “será que ele tem outra?”. Esses questionamentos internos ferem e a insegurança pode destruir você.

Antes de pensar alguma besteira, pense que a relação pode apenas ter caído na rotina. Pode ser que ele ainda te ame tanto quanto amava no início da relação. Pode ser que, pra ele, tudo esteja indo bem e que estes problemas que você pensa estar vivendo não passam de coisas da sua cabeça.

7. Dicas para lidar com a insegurança

Determine a causa

Nem toda insegurança é injustificada. Examine objetivamente o comportamento do seu parceiro. Ele é sincero? Ele corresponde às suas necessidades básicas? Ele parece preocupado com seus sentimentos?

Se você não está recebendo o que precisa em seu relacionamento, sua insegurança pode ser o problema da outra pessoa, não o seu. Mas isso não significa que você não possa ter uma conversa franca com ele sobre o assunto. Se o seu parceiro se recusar a satisfazer necessidades emocionais razoáveis, você pode acabar com o relacionamento ou encontrar outras maneiras de atender às suas necessidades, talvez se ocupando com um hobby, expandindo seu círculo de amigos ou encontrando satisfação em seu trabalho.

Negocie regras de relacionamento

Fale com o seu parceiro sobre como você quer que seu relacionamento funcione e como cada um de vocês pode atender as necessidades dos dois. Você pode, por exemplo, concordar que você precisa de muita tranquilidade verbal, enquanto seu parceiro se beneficia mais de favores e gestos agradáveis.

Quando a insegurança é um problema crônico, você deve conversar abertamente e honestamente sobre isso para que seu parceiro saiba que você pode precisar de segurança extra.

Evite a leitura da mente

Não há duas pessoas que pensam exatamente da mesma forma, e o que pode significar uma rejeição absoluta para você, pode ser apenas um descuido do seu parceiro.

A “leitura da mente” pode contribuir para a insegurança quando você faz suposições sobre os pensamentos do seu parceiro ao invés de perguntar a ele ou a ela sobre eles. Se você está se sentindo insegura com alguma coisa, exprima isso para o seu parceiro e peça esclarecimentos.

Pare de comparar

Qualquer relacionamento, não importa quantos problemas tenha, pode parecer perfeito para quem olha de fora. Não compare o seu relacionamento com o de outras pessoas e evite comparar seu parceiro atual com o ex.

É fácil encontrar as fraquezas do seu parceiro e assumir que ele não te ama, e quando você compara relacionamentos, é muito menos provável que compare os traços positivos do seu parceiro com os traços negativos de outras pessoas.

a insegurança pode destruir você

Procure o lado bom

Se você está convencida de que seu parceiro não a ama, você começa a ver sinais em todos os locais, mas quando você procura a confirmação dos aspectos positivos do seu relacionamento, também é mais provável encontrá-los. Concentre-se nas características positivas do seu parceiro e interprete declarações e ações ambíguas o mais positivamente possível. Em alguns casos, isso pode ser tudo o que é preciso para passar essa fase de insegurança.

Pare de pensar que é tudo sobre você

Se o seu parceiro não tiver vontade de sair, não assuma que é por sua causa. Ele pode ter tido um dia realmente ruim no trabalho e isso esgotou sua energia. Pare de analisar psicologicamente todas as escolhas de palavras que seu parceiro faz e esteja mais presente no momento para que você possa notar a mensagem por trás de seu tom, linguagem corporal e postura. Não rechace seu parceiro por ficar muito quieto, nem fique perguntando: ” O que você está pensando?” durante cada lapso de conversa. Um desejo impetuoso de preencher cada segundo de silêncio com palavras desnecessárias é um hábito de uma pessoa insegura. Aproveite o silêncio junto com ele. Quem diz que não pode desfrutar simplesmente de estarem um com o outro sem palavras?

Tenha autoestima

Pesquisas mostram que pessoas com maior insegurança no relacionamento tendem a ter uma autoestima mais baixa. Quando seu bem-estar depende de outra pessoa, você dá a ela todo seu poder. Um parceiro saudável não quer levar esse tipo de carga e pode empurrá-lo para longe. Sentindo-se bem com quem você é, é uma vitória para o relacionamento. A insegurança pode destruir você, mas ter confiança em si mesma é uma qualidade atrativa que faz seu parceiro querer estar mais perto de você.

Mantenha sua independência

Uma relação saudável é composta por duas pessoas saudáveis. Manter seu senso de autoidentidade e cuidar de suas necessidades são as chaves para manter um equilíbrio saudável em um relacionamento. Quando você não é dependente do seu relacionamento para preencher todas as suas necessidades, você se sente mais segura com sua vida. Ser uma pessoa independente que tem vida fora do relacionamento também faz de você uma parceira mais interessante e atraente.

Confie em si mesma

Sentir-se segura em um relacionamento depende de confiar na outra pessoa e, o mais importante, aprender a confiar em si mesma. Confie para saber que, não importa o que a outra pessoa faça, você cuidará de si mesma. Confie em si mesma para garantir que suas necessidades sejam atendidas e confie em si mesma e não perderá o seu senso de autoidentidade. Quando você confia em si mesma, sentir-se segura é quase uma garantia. Se encontrar esse tipo de confiança em si mesma parece muito difícil sozinha, você pode querer trabalhar com um profissional que pode ajudá-la a aprender como fazer isso.

a-insegurança-pode-destruir-voce

Hora de pôr em prática

Como dissemos no outro tópico, a insegurança pode destruir você, por isso tente confiar em seu parceiro e aprenda a ter confiança em si mesma e em suas qualidades únicas. Aprenda a acreditar e se valorizar, confiar em tudo. Não tente ser controladora, saia do caminho e permita que as coisas funcionem sem que você tente controlar tudo, incluindo seu parceiro. Não permita que seu próprio relacionamento, insegurança e dúvidas acabem com um relacionamento perfeitamente bom e saudável.

Mude sua vida, seja uma mulher feliz e bem resolvida

Fazer mudanças nas nossas vidas nem sempre é um processo fácil, por isso, às vezes, é necessário ajuda. Pensando na situação de muitas mulheres que têm problemas nos relacionamentos e na vida pessoal, eu criei a Semana da Mulher Bem resolvida.

Nessa semana, nós discutimos todos os assuntos do universo feminino (sensualidade, sexualidade, pompoarismo, relacionamento, autoestima…) para ter um contato direto e passar o melhor do meu conteúdo para vocês. É uma semana incrível, cheia de exercícios e que você vai poder falar comigo e tirar todas as suas dúvidas! Para participar, é só se inscrever no link abaixo. O evento é 100% online e gratuito. Não fique de fora!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)