Geralmente, a consistência, a cor, o odor e o gosto do esperma podem indicar alguns sinais na região íntima dos nossos parceiros e, se for o caso de uma doença sexualmente transmissível (IST), você pode está propicia a pegar se não utilizar preservativo durante as relações sexuais. 

Por isso, é tão importante cuidar da saúde íntima, tanto os homens quanto nós mulheres. E hoje, eu vou mostrar em quais casos você deve orientar o seu parceiro a visitar o médico urologista, o especialista responsável por tratar e diagnosticar as doenças do trato urinário em homens.

Vou te passar também, dicas e soluções para quem deseja fazer um sexo oral de respeito sem ter que se preocupar com o sabor do líquido ejaculatório.

Confira os tópicos que iremos ver hoje:

  • Curiosidades sobre o esperma
  • O que é esperma e o que é ejaculação?
  • Entenda a ligação do esperma com o orgasmo
  • Curiosidade sobre o esperma
  • Qual é o sabor e a cor do esperma normal?
  • Doenças podem interferir na cor do esperma
  • Causas da alteração no volume do esperma 
  • Pergunta campeã: Tem como melhorar o gosto do “esperma”?
  • Como ser a deusa do sexo oral
sabor e cor do esperma

Clique aqui e descubra como ter orgasmos mais intensos com o seu parceiro

O que é esperma e o que é ejaculação?

O esperma nada mais é que o líquido ejaculado, proferido, derramado, arremessado, lançado, emitido, transbordado que sai do pênis durante as relações sexuais.

Também é chamado de sêmen ou de esperma, são os responsáveis por levar os espermatozóides, que estão presente nessa composição, até o óvulo da mulher. Podendo resultar em uma gravidez quando o óvulo é  fecundado durante a penetração. É assim que ocorre o processo de reprodução humana natural.

O líquido liberado durante a penetração é composto por células reprodutivas masculinas, os famosos espermatozóides, e os líquidos protetores e nutritivos que são produzidos pelas glândulas anexas: próstata, glândulas bulbouretrais e vesículas seminais.

A ejaculação é o retorno mecânico do corpo masculino, quando ocorrem contrações musculares que provocam a expulsão do esperma pelo pênis durante o orgasmo.

Entenda a ligação do esperma com o orgasmo: 

Para que você entenda a ligação do esperma com o orgasmo eu preciso que você saiba que o orgasmo é o resultado de várias reações físicas e neurofisiológicas, que culminam em uma sensação de prazer intenso.

Embora não seja muito comum, também é possível gozar sem ejacular, e o contrário, ejacular sem sentir orgasmo. Outro motivo do orgasmo sem a liberação de esperma pode ser a chamada ejaculação retrógrada ou por questões psicológicas. Em ambos os casos, o medico especialista deve ser procurado.

Curiosidade sobre o esperma:

A quantidade de esperma produzida pelos homens pode variar: geralmente se espera de 1,5 ml a 5 ml de esperma por ejaculação. E cada mililitro pode conter de 20 a 300 milhões de espermatozoides.

Curiosidade sobre o esperma: composição, quantidade...

O restante do líquido seminal (esperma), é composto por outros elementos em sua composição, entre eles estão:

  •  A frutose;
  • O sódio; 
  • As proteínas; 
  • As vitaminas;
  • Minerais e nutrientes.

Ambos são adquiridos através da alimentação. Diante disso, ainda não há uma explicação científica que esclareça por quê o sabor do esperma de um homem difere tanto de outro, mas tudo indica que os hábitos alimentares sejam a resposta.

Engolir ou cuspir o esperma, eis a questão:

Qual é o sabor e a cor do esperma normal?

O sabor do esperma deve ser neutro ou levemente adocicado por conta da presença de frutose em sua composição. Se durante o sexo oral notar que o sabor anda diferente, não deixe para depois, peça para o seu parceiro visitar o urologista.

O padrão do esperma pode mudar durante a vida, mas sempre variando entre o branco opalescente e um cinza um pouco amarelado.

A quantidade também pode sofrer alteração durante o decorrer da vida e tudo bem, mas é  preciso ficar sempre atento a essas alterações.

sabor do esperma

Doenças podem interferir na cor do esperma:

Geralmente as doenças que interferem na cor e na textura do esperma são autolimitadas, mas quando não tratadas podem evoluir para algo mais grave como um câncer de próstata, testículos, vesícula seminais bexiga e vias urinárias.

Mas vamos lá saber o que cada cor representa:   

1 – Esperma amarelo claro pode estar misturado com urina.

2 – Esperma amarelado e com cheiro mais forte: pode ser sinal de infecção na próstata,  vesículas seminais ou no testículos.

3 – Amarelo esverdeado: também é sinal de infecções.

4 – Esperma grumoso: é característica de infecção que nem nas mulheres.

5 – Esperma marrom, característico de sangramento na próstata, vesículas, no epígino, mas também pode ocorrer por conta de infecções, cálculo na vesícula, rompimento de um vaso ou tumor. 

Obs: É muito comum um vasinho ser rompido com o esforço repetitivo na mesma região, pode fazer com que saia sangue durante a penetração ou na masturbação. Então, meus amores, vão com calma. Não é preciso esfolar o palhaço…

Causas da alteração no volume do esperma 

O volume normal do esperma gira em torno de 1,5ml a 5ml, como eu já mencionei anteriormente, variando de homem para homem. Não é necessário ficar medindo, contando as gotinhas para saber se deu a quantidade ideal durante a ejaculação, mas é perceptível quando a quantidade de esperma diminui. Isso pode acontecer por conta de 3 mecanismo e são eles:

  • 1 – Os responsáveis pela pouca  produção de esperma: Os responsáveis pela produção do esperma são:  próstata, vesícula seminal, glândula bulbouretral e testículo.
  • 2 – Ejaculação retrógrada:  Processo fisiológico no qual o sêmen, que normalmente sai através da uretra, flui em direção à bexiga urinária (Cátia explicar esse processo de pulsão da forma mais simples possível)

Não há nada de errado com essa condição, o homem tem orgasmos, sente prazer normalmente, mas o esperma em si, sai em pouca quantidade. O problema é que se a mulher quiser engravidar o processo acaba se tornando mais difícil, porque o esperma quase todo acaba indo para a bexiga e sai de lá apenas ao urinar.

Tem a questão dos fetiches , muitos homens e mulheres sentem prazer em ver o líquido ejaculatório sobre o corpo da parceira, existem também mulheres que gostam de tomar. O nome já diz tudo: fetiche

  • 3 – Obstrução dos ductos ejaculatórios: o esperma chega a ser produzido, mas não consegue sair pois o ducto está entupido.

Principais causas:

1 – Idade: a produtividade cai naturalmente, o corpo acaba ficando mais preguiçosos  diminuindo  o volume espermático

2 – Doenças e Genética: má formação dessas glândulas fazendo com que o homem não ejacule no volume normal, a diabetes por exemplo, também interfere na quantidade do líquido ejaculatório.

3 – Excesso de masturbação, frequência alta de relações sexuais

4 – Infecções: casos de uretrite, prostatite, epididimite, orquite, são muitos os “ITES” que na cicatrização, como sequela, pode acontecer o estreitamento dos ductos e consequentemente diminuir o volume espermático.

5 – Medicamentos: anabolizantes, antidepressivos, entre outros  

6 –  Cirurgias: a vasectomia por exemplo, ela diminui a quantidade de esperma.

Amostra de líquido ejaculatório: esperma

Observação: Os tipos de exames realizados em homens para saber se está tudo certo com o esperma, são os exames clínicos, laboratoriais e de imagem solicitados pelo medico profissional.

Pergunta campeã: Tem como melhorar o gosto do “[email protected]”? 

A receitinha mágica é manter uma alimentação saudável e rica em proteínas. Pois, além de influenciar no gosto, a alimentação também é responsável pela saúde e fertilidade do homem.

1- Evite alimentos industrializados: Produtos cheios de açúcar e sal prejudicam a fertilidade masculina. Por isso, a orientação é trocar esses itens por alimentos naturais e frescos.

Evite alimentos gordurosos: Estudos da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia associaram uma dieta com alta taxa de gordura a uma baixa quantidade de espermatozoides no esperma. Dessa forma, alimentos gordurosos devem ser evitados. 

Coma frutas e vegetais: Invista numa dieta com substâncias antioxidantes, como frutas e vegetais frescos. O abacaxi, o suquinho de limão… Os radicais livres, combatidos pelos antioxidantes, atrapalham a ação dos hormônios e a produção dos espermatozoides.

Diminua o consumo de carnes e derivados de leite: Estudos feitos pelo Centro de Fertilidade da Espanha associaram dietas ricas em carne e derivados de leite a uma baixa qualidade do sêmen e menor quantidade de espermatozoides. 

Pratique exercícios físicos: Uma pesquisa da Universidade de Córdoba, na Espanha, mostrou que exercícios físicos ajudam no desempenho sexual e na fertilidade masculina. A prática auxilia o sistema cardiovascular, que é o principal atuante na excitação do homem. 

E tem mais, a diabetes, hipertensão, obesidade, dislipidemia e tabagismo também são inimigos da potência sexual. 

Durma bem: A qualidade do sono é fundamental para o equilíbrio hormonal. Consequentemente, dormir bem pode garantir uma maior qualidade do sêmen e melhor taxa de fertilidade.

Agora vem a melhor parte, se você que ser a deusa do sexo oral, assista o vídeo a seguir.

Como ser a deusa do sexo oral:

Espero ter te ajudado de alguma forma com o conteúdo de hoje, e, qualquer dúvida que você venha ter, pode deixar aqui nos comentários que terei o maior prazer em te responder.

Um super beijo!

Texto de Cátia Damasceno

Cátia Damasceno é Fisioterapeuta especializada em uroginecologia, coach, palestrante e idealizadora do Programa Mulheres Bem Resolvidas.