Relacionamentos envolvem muitos fatores que contribuem ou não para o seu sucesso, não é mesmo? E a responsabilidade afetiva é um deles. Assim, saiba como você deve cuidar do seu relacionamento para ser mais feliz na vida afetiva!

Veja sobre os pontos que vamos tratar nesse texto:

  • Responsabilidade afetiva: Fale a verdade
  • Se importe com os sentimentos do outro
  • Cumpra o que promete
  • Deixe claro os seus sentimentos
  • Não termine o relacionamento do nada
  • Cuide do seu coração, cuide de você
  • Não ameace terminar
  • Procure um terapeuta
  • Não fale demais
  • Se coloque no lugar do outro

Responsabilidade afetiva: Fale a verdade

catia pomparismo responsabilidade afetiva casal dialogo

No caso de não querer assumir um relacionamento mais sério com uma pessoa, mas ela quer, é preciso ter mais responsabilidade afetiva e falar abertamente quais são as suas intenções. Dessa forma, você evita transtornos pra sua própria vida e da outra pessoa, sem criar expectativas ou ilusões.

Engana-se quem pensa que abrir o jogo e falar a verdade pode magoar.

O melhor, para ter responsabilidade afetiva, é não esconder as suas reais intenções, mesmo que isso custe o fim de um relacionamento.

Se importe com os sentimentos do outro

Se você acha que se importar com os sentimentos do outro não é importante, é melhor rever isso. Afinal, assim, como os seus sentimentos são importantes, os do seu parceiro também são. 

Tratar os sentimentos dos outros com seriedade é ter responsabilidade afetiva. Quem não liga para como os outros se sentem, não está exercendo a responsabilidade afetiva como deveria. E, para evitar causar mágoas e rancor, é preciso mudar essa situação e começar a tratar com seriedade o outro e seus sentimentos. 

Muitos relacionamentos acabam e outros não chegam nem a ficar sérios, porém, a mágoa deixada por um dos parceiros ou, às vezes, por ambos, pode levar muito tempo para passar. E isso poderia ser evitado apenas com um cuidado maior com os sentimentos do outro. 

Cumpra o que promete

A falta de comprometimento com as promessas que você faz em relacionamento pode causar mágoas no seu parceiro. Assim, evite fazer promessas que não vai cumprir.

Promessas não cumpridas, além de causar expectativas, a frustração causada pelo não cumprimento do que prometeu pode acarretar problemas ao casal e até o término da relação

Antes de prometer qualquer coisa, é preciso saber se realmente quer e vai conseguir cumprir, com isso você evita chateações para você e para o seu parceiro, tendo responsabilidade afetiva que fortalece a união do casal. 

Muitas pessoas cometem o erro de não saber o que fazer quando são exigidas de algo que não podem ou não querem cumprir. Com isso, se veem obrigadas a prometer algo que elas sabem que não será cumprido. Evite isso, tenha coragem de enfrentar momentos de discordância no relacionamento. 

Deixe claro os seus sentimentos

catia pompoarismo responsabilidade afetiva casal sentimentos

Além de ter responsabilidade afetiva dando importância aos sentimentos do seu parceiro, é preciso também deixar claro quais são os seus sentimentos. 

A falta de comunicação ou ruídos podem dificultar um bom entrosamento do casal. Para evitar isso, é necessário abrir seus sentimentos para o seu parceiro, deixando que ele saiba o que te agrada e o que te desagrada.

Não é raro que muitos casais deixem de falar o que sentem um para o outro. Com isso, é criada uma distância afetiva entre eles, aumentando as mágoas, brigas e outros problemas. 

Uma dica é nunca deixar para depois uma conversa, ou seja, assim que acontecer algo que te desagrada, fala e expõe seus pontos de vista, para que o seu parceiro entenda que o comportamento dele causam sentimentos ruins em você. 

Assim como você pode expor os seus sentimentos, a mesma coisa você deve permitir que ele faça. Lembre-se que é apenas conversar, e não brigar. E não faça isso perto de outras pessoas, vale aquele ditado “roupa suja se lava em casa”. 

Não termine o relacionamento do nada

Algumas pessoas guardam seus sentimentos e intenções até o último minuto, e outras até terminam do nada, deixando o parceiro afetivo sem entender nada, isso é uma tremenda falta de responsabilidade afetiva. 

Quando estamos em uma relação afetiva, criamos expectativas, mesmo que não seja nada sério, esperamos que o outro continue a nos dar um retorno da nossa dedicação ao relacionamento. Porém, quando isso para do nada, o outro que foi deixado fica sem entender nada. 

Mesmo que seja difícil encarar o outro na hora de terminar um relacionamento, você precisa ter coragem de enfrentar esse momento. 

Nenhum relacionamento termina do nada, por isso são sinais de que a relação pode terminar, é bom já mostrar para o outro que o término pode acontecer. 

Relacionamentos terminam, e ninguém tem um compromisso eterno de ficar com o outro até o fim da vida, como era comum há alguns anos.  Entretanto, terminar uma relação do nada causa rancor e muitas mágoas, por isso tenha responsabilidade afetiva e abra o jogo com o seu parceiro bem antes da decisão do término.

Ao menor sinal de problemas, tente uma conversa franca, que busque sempre  resolver os problemas de uma maneira que evite o fim do relacionamento. 
Agora, se a vontade de terminar for por causa da falta de sentimento, aí é algo que não se pode fazer nada, mas é sempre bom ter respeito e carinho para colocar um fim na relação.

Se você já analisou bem a situação, e constatou que terminar a relação é o melhor  se fazer, não adie a conversa, expondo de uma forma clara e objetiva as razões para o término e que a sua decisão é definitiva, se for o caso. 

Cuide do seu coração, cuide de você

Ter responsabilidade afetiva vai muito além do outro, você também precisa ser responsável com você. Ou seja, você precisa cuidar do seu coração, não se sujeitando a situações humilhantes e que te tiram a dignidade.

Em um relacionamento amoroso não existe certo ou errado, quando não há agressões e falta de respeito. Entretanto, você nunca deve fazer nada que vá contra as suas vontades e sentimentos. 

Cuidar do coração é preciso. Não deixar se levar pelo outro, não se submeta a fazer nada que vá contra você, mesmo que ame o seu parceiro amoroso, se deseja realmente praticar a  responsabilidade afetiva, comece por você. 

Além do mais, todo começo de relacionamento começa uma maravilha, após algum tempo é que as pessoas começam a mostrar seu lado não tão bacana. E é nessas horas que você precisa estar preparada e cuidar do seu coração, evitando abusos e outros comportamentos nocivos ao seu bem-estar e dignidade. 

Nunca deixe de se cuidar, se conheça melhor em todos os aspectos, mental, físico e espiritual. Algo que tem ajudando muitas mulheres a se perceberem melhor trazendo mais confiança e segurança nos relacionamentos são os exercícios de ginástica íntima.

Uma verdadeira terapia que não apenas potencializa o despertar físico, mas eleva a autoestima. E uma mulher com a autoestima nas alturas, jamais se dá por derrubada.

Vou deixar para você os primeiros passos e os maiores benefícios da ginastica intima no e-book gratuito que está logo abaixo.

Não enviamos SPAM. Ao se cadastrar você autoriza receber newsletters e informações da Cátia Damasceno.

Não ameace terminar

Muito casais vivem inúmeras ameaças de término, seja por falta de sintonia, imaturidade ou tentativas de manipulação para fazer o outro mudar. 

Além de ser abusivo, esse comportamento desgasta demais a relação, deixando uma insegurança no ar, pois ambos ou um dos parceiros pode ficar inseguro achando que a relação não tem futuro. 


Aprenda a lidar com as situações e problemas com maturidade, sempre se colocando no lugar do outro e buscando que o parceiro também veja o seu lado. 

As constantes ameaças de terminar a relação não é atitude de alguém que possui responsabilidade amorosa, pois pode causar diversos transtornos, mágoas e até traumas para os envolvidos. 

Então, busque outras formas de resolver as brigas, desentendimentos e estresse comuns em uma relacionamento, seja ele amoroso ou não, não é mesmo?

Procure um terapeuta

Para alguns casais, a terapia pode ajudar a ter mais responsabilidade afetiva e, consequentemente, ter mais alegria nos momentos a dois e com o relacionamento como um todo. 

Se você nunca pensou em fazer terapia ou até mesmo é contra esse tipo de ajuda, é bom deixar o preconceito de lado, pois um terapeuta de casal pode contribuir muito para uma relação.  Com sessões de terapia regulares mais sólida, madura e feliz do casal que vai.

Não fale demais

Se falar pouco é ruim para uma relação, o excesso de questionamentos pode também prejudicar o casal. Assim, poupe você e seu parceiro de discussões intermináveis e por bobagens. 

Você pode e deve falar, mas é sempre bom evitar conversas em excessos ou voltar a tocar em assuntos que já tinham sido resolvidos. Esse hábito é nocivo e desgasta muito a relação.

Pratique sempre o mais ouvir do que falar. Com isso, você tem muito mais responsabilidade afetiva e uma relação mais feliz e harmoniosa. 

Se coloque no lugar do outro

Seja com as suas atitudes, palavras ou qualquer outro comportamento, para ter mais responsabilidade afetiva, é essencial se colocar no lugar do outro. 

Ao falar, evite palavras agressivas, palavrões, acusações, entre outras formas de falar que são desrespeitosas com o seu parceiro. 

Com esse hábito, é preciso de paciência para eliminá-lo da sua vida, mas nada que a atenção a esse comportamento não possa acabar com o modo agressivo de falar e agir que tanto machucam o outro. 

Se você precisa de algum tratamento para controle da raiva, não tenha vergonha, é sempre aconselhável ir atrás de tratamentos e profissionais que podem ajudar a vencer barreiras e comportamentos nocivos para a nossa vida e para as pessoas que nos cercam, inclusive o parceiro amoroso.

Lembre-se que você não é a única pessoa que deve ter responsabilidade afetiva, o outro também precisa se dedicar ao relacionamento para que você possam ter uma relação saudável. 

Gostou de saber o por que você deve cuidar do seu amor com a responsabilidade afetiva? Então acompanhe sempre o blog e confira dicas sobre sexo, autoestima e relacionamentos!

Texto de Cátia Damasceno

Cátia Damasceno é Fisioterapeuta especializada em uroginecologia, coach, palestrante e idealizadora do Programa Mulheres Bem Resolvidas.