Movimentos do pompoarismo: aprenda tudo o que você pode fazer!

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Movimentos do pompoarismo: aprenda tudo o que você pode fazer!

Pronta para aprender tudo sobre os movimentos do pompoarismo? Se você faz exercícios na academia, deve estar familiarizada com termos como flexão, agachamento, rosca direta, remada simples, entre outros, certo? Essa é a lógica de cada modalidade de exercício: ter movimentos próprios e que trabalham locais, musculaturas e funções específicas do nosso corpo. No pompoarismo, isso não é diferente!

Quem acha que a ginástica íntima se limita apenas à contração do canal da vagina, está muito enganado e, acreditar nisso seria o mesmo que ir para a academia e só fazer esteira, mas esperar que toda a musculatura do corpo fique definida e tonificada.

É claro que, assim como a esteira na academia, a contração é de extrema importância no fortalecimento da musculatura da vagina, mas essa não é a única série de movimentos do pompoarismo para ser praticada.

Ficou curiosa e com uma pulga atrás da orelha para descobrir  o que a musculatura vaginal é capaz? Hoje, nós vamos falar sobre quais são os outros movimentos do pompoarismo para conseguir alcançar os benefícios da ginástica íntima abordando os seguintes tópicos:

  • Pomparismo com ou sem acessórios?
  • Os principais movimentos do pompoarismo
  • Qual a frequência ideal para os exercícios

A ideia é que você descubra possibilidades e movimentos do pompoarismo que não imagina ser capaz de realizar, mas que vão fazer toda a diferença na sua autoestima, desempenho e prazer na cama. Vamos lá?

Livro de Pompoarismo

Clique no botão abaixo para fazer o download do livro Aperta & Solta. Nesse livro você vai aprender mais sobre a anatomia e estética íntima feminina, como funciona o orgasmo, quais são os 5 principais erros que você não pode cometer na prática da ginástica íntima e tirar todas as suas dúvidas sobre a prática.

Pompoarismo com ou sem acessórios?

Se você é nova na prática, ou ainda está pensando em se tornar adepta das maravilhas que a ginástica íntima pode proporcionar, é comum surgir a dúvida sobre fazer os exercícios do pompoarismo com ou sem os acessórios. Eu costumo dizer que uma prática não impede a outra, e ambas são importantes para atingir os resultados desejados.

movimentos do pompoarismo

A questão é que, o pompoarismo sem acessórios acaba sendo mais lento nos resultados obtidos, mas fazem parte de uma fase importante, principalmente quando a mulher está começando a se interessar pela ginástica íntima.

Para você entender melhor, eu gosto sempre de fazer a comparação com a musculação, que é uma atividade comum no dia a dia de quem se preocupa com a saúde e o corpo. Quando o professor indica exercícios que usam o próprio corpo, os resultados são mais lentos, porque exigem menos esforço do que as séries com cargas e pesos, que vão aumentando conforme o tempo, certo?

Na ginástica íntima, essa lógica funciona da mesma forma. Na medida em que a mulher vai ganhando mais controle da musculatura, é possível usar alguns acessórios que exigem um pouco mais dos movimentos do pompoarismo.

Identificando a musculatura vaginal

Antes de descobrir os principais movimentos do pompoarismo, é preciso conhecer a musculatura responsável por todo o poder dado às mulheres quando adotam a ginástica íntima.

Podemos dividir a musculatura da nossa vagina em três partes, conhecidos como anéis vaginais.

O primeiro anel, localizado bem na entrada da vagina, é, literalmente, a “porta da felicidade”. É ele quem comanda o que e quando entra algo no canal. Você pode identificá-lo sentando sobre a palma da mão, sentindo o períneo se movimentar, o músculo que divide o ânus da vagina. O segundo anel fica dentro do canal, e você pode identificá-lo fazendo o seguinte exercício: fique em pé e faça um movimento como se fosse segurar a urina.

O local de contração, sem que o períneo se mova, é o segundo anel. Quer saber mais sobre os acessórios de pompoarismo? 

No vídeo de amanhã eu vou falar sobre os 3 melhores acessórios para o pompoarismo!

movimentos do pompoarismo

O terceiro, e último, anel vaginal é, também, o mais profundo do canal, e, para descobrir onde ele fica, deve deitar com a barriga pra cima e esvaziar o ar do baixo ventre. Você vai senti-lo na parte inferior da barriga.

Tendo feito esses exercícios para identificar cada anel, é hora de descobrir quais são os movimentos do pompoarismo que os envolvem e que garantem ainda mais prazer e outros benefícios para a saúde feminina.

Você sabia que existe o Pompoarismo masculino? Fale com o seu parceiro e traga benefícios para a sua relação sexual! Clique aqui e saiba mais!

Os principais movimentos do pompoarismo

Como vimos, ambas as práticas da ginástica íntima, com ou sem acessórios, são importantes, por isso, eu preparei uma lista com os principais movimentos do pompoarismo para você começar a descobrir os poderes escondidos na musculatura da nossa amiguinha.

#1 Chupitar

Se você já teve filho, ou convive com crianças na família, deve saber como os bebês fazem para conseguir ficar com a chupeta na boca, certo? É exatamente essa a lógica desses movimentos do pompoarismo. Contrair a musculatura para provocar um efeito de sucção no pênis do parceiro.

#2 Ordenhar

A ideia é usar os três anéis vaginais nesses movimentos do pompoarismo. Contraindo um a um, em sequência, você vai causar um efeito de compressão no parceiro, que é extremamente estimulante, e funciona como uma verdadeira massagem, da base até a cabeça do pênis.

exercícios de pompoarismo

#3 Sugar

Aquele velho pedido de colocar “só a cabecinha” nunca mais vai ser o mesmo depois desses movimentos do pompoarismo. A ideia é, literalmente, sugar a cabeça do pênis para dentro do canal vaginal, usando apenas a força da musculatura.

#4 Travar

Esse é um dos movimentos do pompoarismo que dão mais poder às mulheres na hora “H”. Com o fortalecimento da musculatura dos anéis, é possível impedir que o homem tire o pênis da vagina, apenas pela contração exercida sobre ele.

E eu não preciso explicar o quanto isso pode ser excitante, e, ao mesmo tempo, instigante para o homem durante o sexo, não é mesmo?

#5 Expulsar

A ideia, aqui, é a contrária da anterior. No movimento de expulsar, a mulher consegue fechar o canal pela contração, fazendo com que só a glande do pênis fique dentro da vagina. Ou seja, esse é mais um dos movimentos do pompoarismo que reafirmam que quem manda “lá” somos nós!

#6 Estrangular

como fazer movimentos do pompoarismo

Pode parecer um termo violento para movimentos do pompoarismo, mas a ideia é exatamente essa: exercer pressão no pênis do parceiro, da glande à base, a fim de impedir a ejaculação.

Qual a frequência ideal para os exercícios do pompoarismo?

Agora que já falamos sobre o poder dos movimentos do pompoarismo, é hora de saber qual a frequência dos exercícios para que os resultados possam ser percebidos e para que você consiga colocá-los em prática na hora H.

Assim como qualquer outro exercício, o aprimoramento só vem com tempo, dedicação, autoconhecimento e, claro, exercício. Por isso, procure, em primeiro lugar, identificar todos os anéis vaginais e como ativar a musculatura de cada um deles com os movimentos de contração.

Depois, você pode começar a fazer os exercícios para melhorar o controle sobre cada um, diariamente, com 2 ou 3 repetições em momentos diferentes. Depois das primeiras experiências com os exercícios iniciais, é hora de partir para os acessórios, que vão fazer toda a diferença nos movimentos do pompoarismo.

E então, você já conhecia todos esses poderes da musculatura da vagina? Já praticou algum desses movimentos do pompoarismo? Escreva pra gente contando a sua experiência nos comentários e até amanhã!

Faça o download do meu ebook de Pompoarismo e aprenda um passo a passo o exercício hoje mesmo.

Neste guia que virou febre entre as mulheres e já tem mais de 200 mil downloads.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 avaliações, média: 4,25 de 5)