20 mitos sobre a masturbação: descubra o que é verdade e o que é mentira

Se você gostou desse Blog clique no +1:

20 mitos sobre a masturbação: descubra o que é verdade e o que é mentira

A masturbação é um ato físico normal, tão natural como ir ao banheiro ou respirar. Ela só se torna um problema se interferir em seus relacionamentos ou em suas atividades diárias. No entanto, para algumas pessoas, ainda há um estigma em torno da prática que leva à desinformação e a numerosos mitos sobre a masturbação. No texto de hoje, vamos desmistificar 20 mitos sobre essa prática. Vamos lá?

Mitos sobre a masturbação: é comum?

Um dos maiores mitos sobre a masturbação é se questionar se isso é comum. se masturbar é completamente normal . Além de tudo, tem vários benefícios para a saúde, incluindo melhor sono, redução do estresse e tensão e menos dores de cabeça. Ela também tem outros benefícios como melhora da concentração, aumento da autoestima, aparência mais jovem e melhor condicionamento físico.

O que é fato e o que é ficção quando se trata de masturbação

Historicamente, a masturbação – especialmente a masturbação feminina – tem sido vista como algo perigoso, insalubre e tabu. Mas isso está mudando. Não importa o quão velho você seja, se você nunca se masturbou antes ou faz isso todos os dias, você ainda pode ter algumas perguntas e acreditar em alguns mitos sobre a masturbação.

20 mitos sobre a masturbação

1- A masturbação excessiva pode levar à disfunção erétil

A disfunção erétil  não é resultado da masturbação. O que pode acontecer, é o homem se masturbar com frequência e se acostumar a um certo toque, seja da sua própria mão ou através de algum objeto externo. Por causa disso, ele pode se  tornar habituado a essa sensação e achar mais difícil ter um orgasmo com sua parceira. No entanto, isso não significa que ele sofre de disfunção erétil.

2 – Pessoas em relacionamentos não se masturbam

As pessoas se masturbam se estão em um relacionamento ou solteira. Algumas ficam com ciúmes quando seus parceiros se masturbam porque acham que estão trapaceando. Já outras pensam que o parceiro está se masturbando porque não são boas o suficiente. Esse tipo de pensamento é completamente errado. É importante entender que as pessoas têm diferentes níveis de desejo sexual – todos são totalmente saudáveis ​​e normais.

Algumas pessoas se masturbam juntas e incorporam a masturbação em seus repertórios sexuais. Alguns casais gostam de se ver masturbando, e outros gostam de se masturbar até o orgasmo, depois de outras formas de contato sexual

3- Masturbação aumenta o tamanho do pênis

Infelizmente para os meninos, esse é mais um mito. O tamanho do pênis é uma determinação genética e não sofre influência da masturbação. Não importa o quanto você se masturbe, o pênis não vai aumentar ou diminuir.

4- Não há benefícios para a saúde

A masturbação tem vários benefícios para a saúde. Eles incluem melhor sono, redução do estresse e tensão, menos dores de cabeça e melhora da concentração. As pessoas também ficam com a autoestima elevada, uma aparência mais jovem e melhor condicionamento físico. Há também uma série de benefícios específicos para a saúde sexual das mulheres – especialmente as mulheres mais velhas – incluindo menos secura vaginal e dor durante o sexo.

5 – Masturbação é coisa de adolescente

Todo homem ou mulher que se masturba sabe que essa afirmação não condiz com a realidade. Apesar de muitas vezes ser mais comum na adolescência, época em que os hormônios estão em ebulição, a prática nos acompanha durante toda a vida.

mitos sobre a masturbação

6- Você pode se masturbar demais

A masturbação só se torna excessiva se servir como uma fuga de problemas em seu relacionamento, se isso começar a afetar sua saúde, ou se transformar em um substituto para as experiências da vida real. Além disso, se a masturbação causar dor física, problemas emocionais (você não consegue pensar em mais nada), problemas com o relacionamento ou problemas de habituação (quando apenas o tipo de estímulo que você faz durante a masturbação levará a um orgasmo), é um sinal para reduzir. Mas poucas pessoas chegam a esse ponto.

7-  As crianças não devem se masturbar

A masturbação é perfeitamente saudável em qualquer idade. Pode não ser a masturbação como a conhecemos, mas até mesmo crianças pequenas tocam e exploram seus órgãos genitais porque isso é bom. Existem até imagens de ultrassom onde podemos ver a masturbação ocorrendo no útero. Os pais devem ensinar às crianças que tocar os órgãos sexuais por prazer é uma parte normal da saúde sexual, mas isso deve ser feito em particular.

Infelizmente, muitas pessoas cresceram pensando que a masturbação na infância é anormal, particularmente se foram pegos fazendo isso e foram repreendidos. Mas é tão normal e natural quanto brincar de médico.

Muitas crianças descobrem cedo que é bom tocar seus genitais e geralmente começam a se masturbar muito antes da puberdade. Seus órgãos genitais já estão construídos com aqueles nervos de sentir-se bem antes mesmo que você esteja consciente do sexo. De fato, os especialistas recomendam que os pais ensinem às crianças que é normal as pessoas tocarem seus órgãos sexuais por prazer – mas isso deve ser feito em particular.

Mas, se você começou cedo ou tarde, isso não afeta o seu comportamento sexual adulto.

8 – A masturbação fará você ficar cego

Pode parecer estranho, mas tem gente, principalmente de gerações passadas, que acreditam nisso. Muitos mitos sobre a masturbação (como este) vêm de crenças quando as pessoas acreditavam que o sexo era destinado apenas à procriação. Como a masturbação não é destinada a procriação, era considerada errada. As pessoas também acreditavam que o sexo poderia levar à insanidade, à tuberculose e à morte. Obviamente, nenhuma dessas coisas são verdadeiras.

9 – Todos se masturbam da mesma maneira

Não, na privacidade do seu próprio espaço, não há maneira certa ou errada de se masturbar. Geralmente, quando falamos de masturbação, queremos dizer tocar, pressionar, esfregar ou massagear a área genital, os mamilos ou outras zonas erógenas de uma pessoa com os dedos ou contra um objeto, como um travesseiro. Também pode incluir inserir dedos ou um objeto na vagina ou no ânus; ou estimulando os órgãos genitais com brinquedos, como um vibrador elétrico. Não há problema em usar brinquedos ou estimular qualquer parte do seu corpo que pareça boa – há tantas maneiras diferentes de se masturbar quanto pessoas. Enquanto o que você estiver fazendo não for perigoso para você ou para os outros, então você pode se masturbar da maneira que quiser.

10 – Apenas homens devem se masturbar

Pessoas de todos os sexos se masturbam.Em um estudo realizado em 2016 pela Universidade de Indiana, 3 de 4 mulheres com idades entre 25 e 29 anos, e 1 em cada 2 meninas entre 14 e 17 anos disseram ter se masturbado.

Quem consome muita cultura pop, realmente  acreditam nesse mito desatualizado. Mas temos algumas notícias  Mulheres também se masturbam (e muito)!A maior parte do que vemos nos filmes, na música e na televisão, infelizmente, mostra a sexualidade das mulheres apenas a serviço dos outros. Mas não, as mulheres se masturbam. Ah, e no caso de você não estar ciente, as pessoas as pessoas trans se masturbam também. Orgasmos para todos!

mitos sobre a masturbação

11 – Masturbar x quantidade de vezes por semana/mês/ano é ruim para você

Contanto que você não esteja causando dano físico a si mesmo ou prejudicando sua vida de forma negativa – ou usando um pepino quente – então se masturbe quantas vezes quiser. Não há nenhum número mágico que você deva ou não alcançar, e os corpos de todos são diferentes. É claro, você deve se masturbar com moderação. No entanto, você deve estar atento às suas necessidades e ciente dos riscos, como o seu efeito sobre os relacionamentos e a intensidade dos orgasmos. A melhor regra a seguir é aquela que é aplicável à maioria das coisas na vida: muito de qualquer coisa não é bom para você.

12 – Masturbar deixa o homem infértil

Para reforçar o ítem acima, a masturbação segura, em doses apropriadas, não é ruim para ninguém – e não deixa o homem infértil. Há muita desinformação em torno desta questão, no entanto, a masturbação masculina não diminui a contagem de espermatozóides e a masturbação feminina não tem efeito na sua fertilidade.

Para homens saudáveis, se masturbar em excesso pode afetar a contagem de espermatozóides. Mas não tenha medo, é apenas temporário. A maioria dos homens demora cerca de 12 a 24 horas para regenerar uma boa contagem de espermatozóides após uma ejaculação. Então, se um paciente está se masturbando com muita frequência – e com isso quero dizer várias vezes a cada dia –  poderá suprimir a contagem de espermatozóides e reduzir a chance de fertilidade. Mas, dê um tempo e ele deve se recuperar.

13 – As mulheres, muitas vezes, se tornam dependentes de vibradores

Nós frequentemente falamos sobre os vibradores e o consenso geral é que eles são ÓTIMOS. Embora o uso frequente possa temporariamente torná-la menos sensível à estimulação mais sutil, não há risco de “dependência”.

Usar um vibrador para masturbação ou sexo com outra pessoa pode ser uma adição divertida à sua vida sexual. Algumas mulheres podem estar preocupadas com o uso do vibrador estragar o sexo com um parceiro, mas não se preocupe – você não se tornará viciada.

14 – Masturbação faz crescer pelo nas palmas das mãos ou causar acne

Outro mito bastante comum, mas sem nenhum fundamento científico. O pelo nas palmas das mãos pode ser causado por uma condição hereditária rara, enquanto a acne está frequentemente associada a alterações hormonais que são um sinal comum da puberdade.

15 –  Se você não se masturba, você é frígida ou tem problemas

A frase “todo mundo faz isso” não é inteiramente verdade. Estima-se que 95% dos homens e 89% das mulheres já se masturbaram. Mas isso certamente não é todo mundo.

Aprender sobre o que é bom para você pode aumentar suas chances de sentir prazer sexual com parceiros sexuais. E, quando você sabe do que gosta, seu conforto sexual aumenta. No entanto, você só deve se masturbar se quiser. Algumas pessoas nunca fazem e conseguem ter uma vida sexual satisfatória

mitos sobre a masturbação

16 – A masturbação acarreta riscos para a saúde

Esse é um dos mitos sobre a masturbação mais absurdos. A masturbação é a melhor forma de sexo seguro. Os únicos “riscos” envolvidos são os óbvios: irritação da pele, reações alérgicas a materiais ou ingredientes lubrificantes ou infecção pelo uso de brinquedos não lavados. Lembre-se de lavar os acessórios antes de usá-los com outros parceiros. Fora isso, os únicos riscos são psicológicos. Algumas pessoas sentem vergonha ou culpa por se masturbar. Sentimentos negativos sobre a masturbação podem ameaçar nossa saúde e bem-estar. Se você se sentir envergonhado ou culpado por se masturbar, conversar com um amigo, educador sexual ou profissional de saúde pode ajudar.

17 – A masturbação para (ou deve parar) a uma certa idade

Assim como não há hora certa para começar, não há tempo certo para parar. Crianças, adolescentes, adultos e idosos -todas as faixas etárias estão fazendo isso. E por que não? Você nunca é velho demais para se masturbar. É uma atividade perfeitamente saudável em qualquer idade.

18 – Não é saudável se masturbar durante a menstruação

Esse é um dos mitos sobre a masturbação perpetuado nas gerações passadas. Se há alguma área mais repleta de mitos que a masturbação, é a menstruação. Mas, é claro, é seguro e saudável para uma mulher se masturbar quando ela está menstruada. De fato, um orgasmo é uma ótima maneira natural de induzir o relaxamento muscular. Algumas mulheres se masturbam durante a menstruação para aliviar cólicas menstruais.

19 – As mulheres têm um número finito de orgasmos

Não, não. Mil vezes não. Algumas pessoas acreditam que, à medida que você envelhece, sua capacidade de ter orgasmos desaparece naturalmente. Isso não é verdade. A idade não altera a qualidade de seus orgasmos nem a frequência. Felizmente todas nós temos o potencial para um número infinito.

20 – Masturbação mata seu desejo sexual

Pelo contrário! A masturbação é uma das melhores maneiras que podemos aprender sobre nossa própria sexualidade. Isso pode nos ajudar a explorar o que gostamos e o que não gostamos, o que pode tornar o sexo com um parceiro muito mais agradável.

Alguns homens acham que a masturbação ajuda a durar mais quando eles fazem sexo. Mas tanto homens quanto mulheres podem ficar tranquilos, a masturbação não afetará seu impulso sexual ou dificultará o orgasmo.

mitos sobre a masturbação

Por que existem tantos mitos sobre a masturbação?

Os mitos sobre a masturbação vêm do medo e da ignorância sobre a saúde e a sexualidade humana. A maioria das pessoas se masturba e, ao longo da história, a maioria das pessoas sempre se masturbou. A prática não é ruim ou perigosa  - é uma maneira normal e saudável de muitas pessoas aprenderem sobre sua sexualidade e atingirem o orgasmo pela primeira vez.

Não há problema em se masturbar com frequência ou raramente. Da mesma forma, não há nada de errado em não se masturbar, se você não quiser. Faça as escolhas com base no que é bom e certo para você, em vez de se basear em medos do que os outros possam pensar ou mitos sobre o que a masturbação pode fazer com seu corpo. Quando se trata de amar a si mesmo e ao seu corpo, o prazer não é apenas diversão – é uma forma de autocuidado. Pense nisso!

Gostou do artigo de hoje? Sempre que você quiser que eu fale sobre algum tema ou responda alguma pergunta você pode me enviar por aqui, na minha página no Facebook ou no meu Instagram que eu terei o maior prazer em responder! Falando nisso, você sabia que toda semana eu gravo um vídeo tirando as dúvidas que vocês me mandam? É só entrar nas minhas redes sociais, mandar sua dúvida e marcar a hashtag #catiaresponde.

Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)