Relacionamento abusivo no trabalho: como ficar livre dele

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Relacionamento abusivo no trabalho: como ficar livre dele

Hoje vamos falar sobre um assunto delicado… Relacionamento abusivo no trabalho. Você já passou por isso? O relacionamento abusivo no trabalho, conhecido como assédio moral, é a humilhação que funcionários sofrem no local de trabalho. Pode ser um bronca sem contexto e desproporcional, uma ameaça ou qualquer tipo de constrangimento contra o funcionário. Detalhe que muita gente não sabe: pode ser em público ou não.

Neste post vamos conversar sobre:

  • Como identificar um relacionamento abusivo no trabalho
  • O que fazer em uma situação de assédio moral?

Com nosso bate-papo e algumas dicas que vou dar aqui, você poderá tomar consciência do que vive e do que quer viver (que é algo muito melhor!). Eu tenho certeza que depois de ler este artigo e ver este vídeo, você, que vive uma situação desagradável no seu trabalho, conseguirá tomar uma atitude diante de tudo isso. Não esqueça que você pode sempre entrar em contato comigo e contar sobre o que está passando.

Além do assédio moral e dos relacionamentos abusivos, várias pessoas estão passando por outros problemas no ambiente de trabalho: desmotivação, falta de propósito, pouco reconhecimento, enfim…

Se você já chorou dentro do seu carro dirigindo para o trabalho (ou mesmo escondida no banheiro da empresa!) porque você tem a sensação de não pertencer e de não estar vivendo a vida que gostaria, calma…

mapa Paula Abreu

Eu vou aproveitar que estou falando sobre o assunto e te apresentar uma pessoa especial. A Paula Abreu é uma das mais respeitadas profissionais de Life Coach do Brasil e eu realmente acredito que ela pode te ajudar.

Na semana que vem, entre os dias 06 e 08 de fevereiro ela vai realizar um curso online, ao vivo e 100% gratuito: o MAPA – Escolha sua vida.

No MAPA – Escolha Sua Vida ela vai te ensinar a criar uma vida e trabalho com mais propósito usando suas Metas, Atitudes, Prioridades e Ação. Este MAPA vai te dar o passo a passo para desempacar, se colocar em movimento, enxergar a luz no fim do túnel e começar a transformação que você deseja para a sua vida.

… Voltando ao assunto

Como identificar um relacionamento abusivo no trabalho

Você realmente sabe o que é um relacionamento abusivo no trabalho? Eu já ouvi alguns relatos de mulheres que estavam extremamente infelizes no trabalho, mas sequer entendiam que o que estavam vivendo era sim uma situação de assédio moral.

Trabalhar em uma situação que você se sente sempre frustrada ou constrangida, ameaçada em diversos casos, seja emocional, físico ou psicológico são sinais de um “ambiente tóxico”, além disso, assédio é crime no Brasil desde de 2001, e pode gerar até dois anos de prisão para quem o pratica.

Eu conheço uma mulher que foi destratada de todas as formas pela chefe dela, a ponto de um dia, saindo do trabalho, a chefe comentar dentro do elevador cheio de gente, que o perfume que a funcionária usava era horrível e ela desagradava e incomodava as pessoas ao redor dela. A chefe proibiu a mulher de usar o perfume outra vez, e disse que se ela parecesse com aquele perfume novamente, não entraria mais no trabalho.

Também conheci outra que mulher passou por uma situação de relacionamento abusivo no trabalho. Esta mulher trabalhava com políticos, e certa vez, em uma sessão, seu chefe não a deixou ir ao banheiro. A mulher passou cerca de duas horas sem poder urinar porque seu chefe simplesmente não queria que ela levantasse. Uma situação que poderia gerar complicações muito graves para a saúde de qualquer pessoa.

assédio moral Cátia Damasceno

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), em todo o mundo, 52% das mulheres que trabalham já sofreram assédio sexual. Algo bem assustador, não? Sabe o pior de tudo isso? Todas nós conhecemos alguém que sofre ou sofreu com um relacionamento abusivo no trabalho.

O que fazer em uma situação de assédio moral?

Segundo o Ministério Público do Trabalho de São Paulo, as principais reclamações de assédio moral são as seguintes (aproveite e veja se você passa ou já passou por alguma destas situações):

  • Não dar nenhuma tarefa e deixar o funcionário de “escanteio”
  • Dar instruções erradas, com o objetivo de prejudicar ou não passar informações necessárias para a atividade
  • Atribuir erros imaginários ao trabalhador
  • Fazer brincadeiras de mau gosto ou críticas em público
  • Impor horários injustificados
  • Transferir o trabalhador de setor para isolá-lo ou colocá-lo de castigo
  • Forçar a demissão do empregado
  • Tirar seus instrumentos de trabalho, como telefone, computador ou mesa, para gerar constrangimento
  • Proibir colegas de falar ou almoçar com o trabalhador
  • Fazer circular boatos maldosos e calúnias sobre o trabalhador
  • Submeter o trabalhador a humilhações públicas ou particulares
  • Perseguições da chefia aos subordinados
  • Punições injustas e ilegais

É importante saber a diferença entre assédio moral com práticas da empresa para controle de erros. As empresas têm meios legais de punição, como a advertência e até a demissão por justa causa. Estas práticas formais da empresa que o funcionário tem direito a se defender, caso seja punido.

assédio no trabalho

Caso a situação esteja realmente fora do controle, o que você deve fazer?

  1. Imponha limites: deixe claro que você não aceita aquele tipo de comportamento
  2. Encontre provas: não é fácil, mas uma troca de e-mails já resolve. Você pode, inclusive, gravar o assédio
  3. Fale com o RH: empresas grandes têm a área de recursos humanos que aceitam denúncias anônimas
  4. Denuncie: é possível fazer uma denúncia ao sindicato ou ao Ministério Público
  5. Justiça: caso nenhum dos meios ajude, você pode entrar na Justiça para resolver o problema

Eu sei que não é fácil passar por esta situação, muito menos tomar uma atitude, mas antes de tudo você tem que saber que você não é a culpada e quem está errada é a outra pessoa. Além disso, muita gente tem medo de perder o emprego, por denunciar, mas se colocar em uma situação desagradável como essa, pode acarretar coisas muito mais graves na sua vida. Pense nisso!


Gostou do post de hoje? Não deixe de comentar e contar sua história aqui. Até o próximo post!

Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)