Dá pra ter orgasmo ouvindo música? Tudo sobre orgasmo mental!

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Dá pra ter orgasmo ouvindo música? Tudo sobre orgasmo mental!

Ouvir alguém sussurrando te faz sentir bem? Você fica muito feliz quando vê um vídeo com movimentos repetitivos e relaxantes, como alguém penteando os cabelos devagar? Se sim, você não está sozinha. Essa sensação de bem-estar é chamada de Resposta Meridiana Sensorial Autônoma (ASMR) – também conhecida como “formigamento cerebral” ou “orgasmo mental” – e se tornou uma espécie de fenômeno ultimamente. Apesar de ainda não haver respostas definitivas sobre a ASMR, eu trouxe algumas informações que podem te ajudar a entender um pouco mais sobre esta sensação. Veja agora o que é o Orgasmo Mental e como você pode chegar a ele!

asmr

Hoje eu vou falar sobre:

  • O que é orgasmo mental?
  • Como surgiu?
  • Como funciona o ASMR?
  • O que causa o ASMR?
  • ASMR intencional x não intencional
  • Sobredose
  • É preciso tomar cuidado

O que é orgasmo mental?

A Resposta Sensorial Autônoma do Meridiano, ou Autonomous Sensory Meridian Response (ASMR), em inglês, é um fenômeno sensorial perceptivo. Ele pode ser comparado a meditação, já que engloba uma sensação agradável e calmante. Muitas pessoas descrevem o sentimento como um “formigamento” que corre pela parte de trás da cabeça e da coluna. Outros dizem que a sensação é profundamente relaxante e pode até levá-los a adormecer.

O ASMR causa relaxamento e bem-estar, e é extremamente agradável. Tanto assim, que chegou a ser comparado com um orgasmo mental , ou com uma euforia causada por alguma droga. Essas sensações são desencadeadas por estímulos auditivos e visuais específicos, como sussurros, atenção pessoal (quando alguém foca a atenção somente em você) e até mesmo um exame clínico de um médico. Embora o termo ASMR possa soar muito técnico, na verdade há poucas pesquisas por trás do fenômeno.

Como surgiu?

A “descoberta” do ASMR é relativamente nova. Dizem que as primeiras referências modernas a esse fenômeno aparecem em 2007 em um fórum de saúde chamado “Steady Health”. Nele, um jovem perguntou sobre esse tipo de sensação. Seu comentário causou uma enxurrada de respostas de outros usuários que disseram sentir algo parecido. O termo “ASMR” parece ter sido criado no Facebook, onde em 2010, o grupo “Grupo de Resposta sensorial autônoma do meridiano” foi criado.

Por que nunca foi falado sobre ele?

Por que tal sensação nunca apareceu antes nos estudos, na literatura, nas conversas entre amigos? De acordo com o pesquisador Harry Cheadle, provavelmente as pessoas sentiam formigamentos no cérebro ao longo da história. No entanto, guardaram isso para si mesmas, como um prazer raro e privado. E então a Internet chegou e, de repente, ninguém manteve nada em sigilo. As pessoas começaram a falar em fóruns de saúde sobre algo que não podiam descrever senão como um “sentimento estranho”, e perceberam que não estavam sozinhas.

Como funciona o ASMR?

O ASMR varia muito de pessoa para pessoa. Muitas gostam de vídeos nas quais alguém sussurra, enquanto outras gostam daqueles que mostram tarefas incrivelmente mundanas, como borrifar com uma garrafa de água, tocar, mexer uma tigela de sopa ou enrolar papel de embrulho. Outras são desencadeadas por encenações mais elaboradas, como, por exemplo cabeleireiro cortando um cabelo.

Na maioria das vezes não é sexual

O sentimento causado pelo ASMR geralmente não é sexual. Embora alguns o chamem de orgasmo mental, o prazer que ela provoca está mais relacionado aos prazeres e sentimentos que remetem à infância do que a estados de excitação ou a orgasmos físicos . Podemos dizer que ASMR é como o copo de leite que sua avó te dava para beber antes de você dormir, ou seja, relembra os cuidados que a pessoa recebia quando era criança.

A conotação sexual pode surgir devido ao uso de garotas atraentes para fazer os vídeos, que fazem um esforço para criar uma atmosfera acolhedora e de certa forma sedutora. Por isso, algumas pessoas acreditam que o vídeo seja voltado para o lado sexual, ainda que a intenção não seja essa.

orgasmo mental

Gatilhos

Embora exista uma enorme variedade de estímulos/gatilhos para o ASMR, eles geralmente tendem a ser repetitivos, metódicos, suaves, em ritmo constante e em volume baixo e/ou constante.

O tema comum aos gatilhos de ASMR é que eles possuem os padrões universais de estímulos não ameaçadores. Esta pode ser a chave para sua capacidade de induzir o relaxamento.

O que causa o ASMR?

O que se sabe é que há uma série de gatilhos que podem desencadear o ASMR, e que estes variam de acordo com a pessoa: algumas pessoas sentem cócegas com certos sons e outras que precisam de estímulos visuais, por exemplo. Veja alguns deles:

    • Estímulos auditivos: Dentro desta categoria, podemos encontrar uma pessoa falando devagar e baixinho, sussurrando e também sons rítmicos ou repetitivos, como digitar, esfregar as mãos ou bater em certos objetos; entre outros tipos de som, como esfregar dois objetos…
    • Estímulos visuais: são extremamente variados. Algumas pessoas sentem a massagem em seu cérebro quando veem espaços perfeitamente ordenados ou com objetos colocados em formas específicas. Eles também produzem luzes ou objetos ASMR que atravessam o campo visual do indivíduo, certas combinações de cores ou movimentos com objetos diferentes e assim por diante.
    • Estímulos táteis: Carícias no rosto, colocando as mãos na cabeça ou nos ombros, toques suaves com os dedos em certas partes do corpo, certas massagens e um longo tempo…
    • Estímulos ultra-sensoriais: Para algumas pessoas, os três tipos de estímulos acima podem ser combinados para gerar uma sensação maior. Para outros, no entanto, é precisamente a combinação entre vários tipos que causa o ASMR, o que não ocorre se houver apenas estímulos de um tipo.
    • Estímulos situacionais: Talvez estes sejam os mais complexos de todos. O ASMR só é administrado em determinadas situações, como no cabeleireiro ou no consultório médico. Também é muito comum ver alguém fazendo uma tarefa cotidiana metodicamente (lavar pratos, dobrar roupas, cozinhar …) ou testemunhar cenas de abnegação (alguém penteando alguém ou curando uma pequena ferida).

ASMR intencional X não intencional:

As pessoas que criam esses estímulos de vídeo são chamados de artistas ASMR (ASMRtists, criadores de conteúdo) e suas produções são chamadas de “ASMR intencional”. Os exemplos mais comuns são os artistas de vídeo do YouTube, mas também incluem compositores, poetas, dançarinos e muito mais.

Estímulos/gatilhos criados acidentalmente por indivíduos são chamados de “ASMR não intencional”. Os exemplos incluem o pintor Bob Ross (que possuía uma voz calmante), professores, cabeleireiros, clínicos e demonstrações de especialistas.

Indivíduos que intencionalmente ou não provocam ASMR em outros, tendem a ter as seguintes características comuns: são gentis, atenciosos, empáticos, focados, confiáveis, dedicados e possuem um tom vocal calmo.

Sobredose

A ASMR não tem efeitos colaterais, porém existe um risco de dependência, ou talvez seja mais correto dizer que há um risco de overdose: uma superexposição ao orgasmo mental causa a perda da capacidade de senti-lo. Supõe-se que o cérebro se acostuma com os estímulos e deixa de reagir a eles. E eu também suponho que isso cria um pouco de frustração e uma pequena síndrome de abstinência que você tem que passar, antes de sentir o formigamento novamente.
Alguns abusam dessas sensações cósmicas – os vídeos do ASMR são geralmente muito longos, muitos passam uma hora – e no final eles se tornam imunes e precisam de uma temporada sem o YouTube para se desvencilhar.

YouTube ajudou a espalhar a ideia

O ASRM não é inteiramente novo, mas ganhou força por causa da plataforma, diz Hugh S. Manon, PhD, professor associado de Estudos de Tela e Diretor, programa de Estudos de Tela no Departamento de Artes Visuais e Performáticas da Clark University em Worcester: “É um fenômeno exclusivamente digital, pois requer comunicação unidirecional sem distração. É uma maneira de usar a tecnologia digital para neutralizar seus próprios efeitos nocivos. Ou seja, ela contraria o desejo de verificar constantemente nossos smartphones a procura de mensagens e atualizações de mídia social.”

Poucas informações

Até o momento, poucas pesquisas foram publicadas sobre o fenômeno. Emma Barratt, uma estudante de graduação da Universidade de Swansea, e o Dr. Nick Davis,  professor da mesma instituição, publicaram os resultados de uma pesquisa com cerca de 500 entusiastas da ASMR.

Segundo o professor, as sensações que as pessoas sentem são muito difíceis de descrever, e isso é estranho porque as pessoas geralmente são muito boas em descrever sensações corporais.

O estudo fez uma série de perguntas sobre onde, quando e por que as pessoas assistem a vídeos de ASMR. Também foi perguntando se havia alguma consistência no conteúdo que aciona o fenômeno e se as pessoas sentiam que isso afetava seu humor. “Queríamos saber se a experiência de todo mundo com ASMR é a mesma e se as pessoas tendem a ser acionadas pelo mesmo tipo de coisa”, conta o professor.

Sussurros

A maior parte relatou que o fenômeno é acionado por vídeos de sussurro, seguido por vídeos envolvendo algum tipo de atenção pessoal, sons nítidos e movimentos lentos. Os participantes relataram que assistiram a vídeos de ASMR para fins de relaxamento, ou para ajudá-los a dormir ou lidar com o estresse. Apenas 5% dos participantes relataram que usaram mídia ASMR para estimulação sexual.

O fato do fenômeno ser desencadeado em um grande número por pessoas, por vozes sussurrantes, sugere que a sensação está relacionada a ter intimidade com alguém de maneira não-sexual.

É preciso tomar cuidado

É preciso haver um equilíbrio entre o ceticismo e a mente aberta ao falar de orgasmo mental. Alguns especialistas alertam para o perigo de que vídeos ASMR sejam pegos por pessoas que possam tentar usá-los para comercializar pseudociência ou benefícios de saúde mental (sem a evidência para apoiá-lo) e inadvertidamente espalhar informações erradas sobre ele.

Outro ponto que também causa polêmica é que algumas pessoas utilizam-se do orgasmo mental para curar problemas como depressão e ansiedade. No entanto, não há nenhuma eficácia comprovada. O ASMR pode ser usado aliado a um tratamento convencional, porém nunca sozinho. Não descarte a ajuda de um médico por algo que ainda não tenha efeitos comprovados.

asmr

Como encontrar?

Uma maneira comum de experimentar o ASMR é assistir vídeos no YouTube. Esses vídeos são uma gravação direta de situações da vida real que acionam o orgasmo mental. São simulações de sons, comportamentos e momentos da vida real que tendem a disparar o fenômeno

Há vídeos para todos os gostos: com sons de papel sendo amassados, virada de páginas, sussurros e muito mais. Alguns duram mais de três horas. Experimente relaxar, coloque os fone de ouvido e se deixe levar pelas imagens e sons. Se você conseguir ter um orgasmo mental, parabéns! Caso contrário, não se preocupe, nem todos conseguem experimentar o fenômeno. Você sempre poderá tentar novamente em outra ocasião.

Gostou do artigo de hoje? Sempre que você quiser que eu fale sobre algum tema ou responda alguma pergunta você pode me enviar por aqui, na minha página no Facebook ou no meu Instagram que eu terei o maior prazer em responder! Falando nisso, você sabia que toda semana eu gravo um vídeo tirando as dúvidas que vocês me mandam? É só entrar nas minhas redes sociais, mandar sua dúvida e marcar a hashtag #catiaresponde.

Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 avaliações, média: 5,00 de 5)