Como estabelecer limites no relacionamento e ter uma relação saudável

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Como estabelecer limites no relacionamento e ter uma relação saudável

Até que ponto você permite que o seu parceiro interfira na sua vida? Há algum ponto que ele não pode ultrapassar? Se você respondeu que sim, saiba que você está no caminho certo. Definir limites no relacionamento é uma parte importante de qualquer relacionamento. Você deve se sentir confortável, comunicando honestamente suas necessidades ao seu parceiro sem ter medo da reação dele. Falar sobre seus limites com ele é uma ótima maneira de garantir que as necessidades de cada um estejam sendo atendidas e que você se sinta segura em seu relacionamento. Não sabe como fazer isso? Como estabelecer limites no relacionamento? Vamos conversar sobre isso hoje!

limites no relacionamento

No texto de hoje vamos abordar os tópicos:

  • Nem sempre é fácil
  • Como estabelecer limites no relacionamento: passo a passo
  • Limites que devem ser estabelecidos
  • Não tenha medo do confronto
  • Acima de tudo, pense em você

Nem sempre é fácil

Dependendo da sua educação e experiência passada, estabelecer limites no relacionamento pode ser mais fácil ou mais difícil para você. Se tivemos um pai, ou outra pessoa em nossa vida durante a infância que não sabia como estabelecer limites conosco, então devemos aprender a estabelecer limites nas relações. Temos que aprender quando é o momento adequado para definir um limite e como encontrar um equilíbrio para que eles não sejam muito fracos ou muito fortes.

Como estabelecer limites no relacionamento: passo a passo

Embora aprender a definir corretamente os limites no relacionamento pode ser um processo longo, não é algo difícil. Aqui são etapas básicas para começar:

Passo 1: reconheça seus próprios sentimentos

Para estabelecer limites efetivos, devemos ser capazes de saber o que sentimos. O comentário crítico dessa pessoa me faz sentir mal? Essa pessoa me faz sentir fraca ou pessimista? Ser capaz de fazer reconhecer isso é absolutamente vital.

Passo 2: reconheça quando e como seus limites foram cruzados

Então, agora olhando seus sentimentos, pare e reconheça como seu limite foi cruzado. Ele está sempre fazendo comentários críticos para você? Ele sempre parece ter problemas com os quais você sempre tem que ajudá-lo? Ele sempre aparece tarde para seus compromissos?

Passo 3: reconheça como você precisa definir seu limite

Uma vez que você reconhecer o que é que está fazendo você se sentir mal, então decida o que é que você precisa dizer a essa pessoa.

Passo 4: faça o seu limite ser conhecido

Comunique o seu limite ao seu parceiro. Tenha em mente que, se houver alguma reação dele ou se ele quiser discutir, talvez seja melhor simplesmente se afastar e se concentrar em cuidar de si mesma.

Passo 5: cuide-se

Se a configuração do limite trouxe qualquer sentimentos de culpa, então assegure-se de cuidar de si mesma. Dê uma volta, faça exercícios, saia na natureza… Faça algo para ajudar a repensar e não gastar muita (ou qualquer) energia com foco no que aconteceu.

Passo 6: use o reforço positivo quando a mudança for feita

Não há uma maneira mais rápida de mostrar a alguém o comportamento certo do que quando você o recompensa. Na verdade, quanto mais você usa reforço positivo para complementar o seu parceiro quando ele faz as coisas que você gosta, menos você terá que se comunicar.

Quando você usa o reforço positivo, você está mostrando diretamente o tipo de comportamento que faz você se sentir mais animada e amada, o que é uma motivação poderosa para qualquer pessoa melhorar em um relacionamento.

limites

Limites que devem ser estabelecidos

Os limites no relacionamento são necessários, mas não devem ser pensados ​​como construções rígidas destinadas a sufocar um relacionamento. Eles podem variar e é por isso que discutir isso é tão importante. Aqui estão 10 tipos de limites que você deve considerar repensar em seu relacionamento:

1. Expectativas gerais

Primeiro, você deve discutir o que espera de alguém e o que espera receber. Se vocês pensarem nas expectativas como padrões de conduta, abraçar os limites que as acompanham torna tudo mais fácil.

2. Tolerâncias

Todos têm limites de dor física diferentes. O mesmo vale para a emocional. Diga para o seu parceiro que há certas coisas que você não irá tolerar: gritos, mentiras, tratamentos de silêncio, desconfiança – seja o que for, faça saber que passar por esses limites é uma jornada que vocês não podem querer.

3. Sexo

Algumas pessoas gostam de sexo todas as manhãs. Outras gostam de sexo em lugares estranhos. Alguns fazem apenas nos feriados. Outros são selvagens ou lentos ou sensuais. Se você e seu parceiro não sabem onde estão seus limites sexuais, um ou ambos podem gastar um tempo tentando fingir que gostam de algo que não agrada, o que é um sinal claro de problemas no horizonte de qualquer relacionamento. Deixe que suas necessidades e preferências sejam conhecidas, bem como a quantidade de espaço para a experimentação existente dentro delas.

4. Financeiro

Pode não ser romântico falar de dinheiro, porém é uma parte inevitável de interações humanas, quer esteja com alguém ou não. Há uma grande polêmica quando se referem a divisão de fundos, mas muitos casais agora mantêm contas bancárias separadas abertamente. Não é uma questão de desconfiança ou expectativa de uma relação fracassada, é uma questão de conveniência. Discuta suas fronteiras financeiras com antecedência para evitar discussões desnecessárias mais tarde.

5. Passado

Simplificando, seu passado é seu. Muitas pessoas sentem que é seu direito ou dever dividir o passado romântico e sexual com o parceiro, o que não é nada legal… Deixe ele saber que você decide o que vai contar e ele precisa saber disso. A única exceção é quando o seu passado representa um risco direto para a saúde, ou seja, uma ameaça a ele. Fora isso, você não é obrigada a nada.

limites no relacionamento

6. Família

As necessidades de ambas as famílias, inevitavelmente, acabam interferindo no seu relacionamento, seja de maneira boa ou ruim. Definir limites básicos do quanto a interação familiar afetará o relacionamento pode impedir uma grande quantidade de aborrecimentos no futuro.

7. Amizades

Seu parceiro nunca gostará de todos os seus amigos, nem você dos dele, mas isso não impede que muitas pessoas tentem determinar quem o outro pode e não pode ter como amigo. Defina limites mútuos de respeito e estabeleça até que ponto ele poderá opinar sobre as suas amizades.

8. Objetivos

Ninguém pode nos dizer que nossos sonhos são inúteis, mesmo que eles pensem que estão fazendo de forma sensível, para nos ajudar. Defina um limite: é o que eu quero/vou fazer. Apoiar é permitido, suporte é permitido, matar os seus sonhos não.

9. Adições

Você está disposta a ter crianças ao relacionamento? Animais de estimação? Estes geralmente são limites que todos trazem para um relacionamento, mas só são citados depois de algum tempo. Adicionar algo a mais a um relacionamento é um grande negócio e não deve ser deixado ao acaso. Fale sobre quem e o que você está disposto a permitir  no seu relacionamento.

10. Digital

Na era dos iPhones e das redes sociais, é necessário discutir até que ponto um deve ter acesso à vida digital do outro. Aplicativos de comunicação, aplicativos de rastreamento, aplicativos de calendário, amizade do Facebook (e amizade de amigos): tudo isso é um território com limites. O amor nem sempre pode durar, mas as mídias sociais, embora não sejam para sempre, são extremamente difíceis de serem apagadas.

Fotos e sexting: de forma semelhante aos seus limites físicos, é importante ter limites digitais sobre o que você está comendo, enviando via mensagem de texto. Depois de clicar em enviar uma foto ou texto, você perde o controle de quem a vê. Se o seu parceiro exige um comportamento online que não te agrada, você deve dizer que não está com vontade de fazer isso, e ele não deve se irritar.

Não tenha medo do confronto

Respeitar e ser respeitada são componentes-chave em qualquer relacionamento, e a realidade é que todos nós temos fronteiras que não devem ser ultrapassadas, mas muitas vezes resolvemos não declará-las ou até mesmo até abrir mão delas.

Porém, agora que você já sabe como estabelecer limites em um relacionamento, é hora de ter uma séria conversa com o seu parceiro. Se ele lhe disser que suas necessidades são estúpidas, ficar bravo com você ou não respeitar os seus limites, então ele não está mostrando o respeito que você merece.

limites

Acima de tudo, pense em você

Lembre-se de que suas emoções são válidas. Por esse motivo, você não está errada ao definir seus limites. Na verdade, você está cuidando de si mesma, o que é algo que todos devemos fazer acima de tudo. O componente mais importantes para a criação de um relacionamento feliz, saudável e gratificante é um respeitar os limites do outro. Com isso em mente, sua relação terá muito mais chances de ter um futuro.

Eu  estou preparando uma surpresa para você que me acompanha! Fique ligada nas minhas redes sociais e não perca nenhuma das novidades!

Super beijo!

Os 3 segredos dos relacionamentos duradouros e felizes. Baixe Agora!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 avaliações, média: 5,00 de 5)