Estética vaginal: a flacidez vaginal pode atrapalhar?

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Estética vaginal: a flacidez vaginal pode atrapalhar?

A vagina, além de ser parte do aparelho sexual das mulheres, é nossa conexão com a natureza feminina e com o nosso prazer. Portanto, é natural ficarmos preocupadas com a aparência da nossa região íntima. Infelizmente, alguns fatores podem interferir na estética vaginal, fazendo com que a nossa vagina sofra algumas alterações na aparência. Isso pode trazer graves consequências para a nossa saúde e nossa autoestima. O problema mais frequente  e que atinge muitas mulheres pelo mundo é a flacidez vaginal. Você sabe o que é isso? No texto de hoje eu vou falar um pouco sobre esse distúrbio e quais as soluções para superar esse problema.

estética vaginal

No texto de hoje vamos abordar os seguintes tópicos:

  • Assoalho pélvico
  • O que é flacidez vaginal?
  • Como a flacidez vaginal atrapalha a estética vaginal
  • Cirurgias íntimas
  • Pompoarismo
  • Não existe uma vagina perfeita

Assoalho pélvico

A nossa região íntima é composta por uma estrutura muscular chamada assoalho pélvico que sustenta os órgãos localizados na cavidade pélvica: bexiga, reto, órgãos reprodutivos feminino e próstata. Esses músculos são responsáveis pelas funções sexuais e também estão relacionados com o funcionamento dos esfíncteres urinários e anal, ajudando a manter as continências urinária e fecal.

O que muita gente não sabe é que o assoalho pélvico precisa ser exercitado. Esses músculos podem começar a sofrer alterações a partir dos 20 anos de idade. Ou seja, em média, a partir dos 20 anos de idade a mulher que nunca exercitou a musculatura vaginal tende a sofrer com a flacidez vaginal.

O que é flacidez vaginal?

Como a pele, o tecido vaginal é feito de fibras de colágeno, podendo se expandir e contrair ao seu tamanho original. Porém, devido a alguns fatores, esses tecidos podem sofrer um  super-estiramento, danificando o colágeno e criando uma sensação de flacidez, especialmente em torno da abertura vaginal. Veja quais são as principais causas:

  • Envelhecimento – Na menopausa, a mulher deixa de produzir uma grande quantidade de hormônios que estava acostumada. Um deles é o estrogênio, que é responsável por manter a pele na textura correta. A queda da produção desse hormônio desequilibra os tecidos, deixando a vagina mais flácida que o normal.
  • Tabagismo- Fumar também pode causar a desidratação de algumas células, o que ocasiona uma grande alteração na síntese de colágeno responsável pela secura e flacidez.
  • Sobrepeso – Grande parte do peso do corpo é sustentado pelo assoalho pélvico e esse conjunto de músculos envolve a vagina. Pessoas acima do peso sobrecarregam essa parte do corpo e isso pode causar flacidez dos músculos vaginais.
  • Partos – É uma das causas mais comuns da flacidez vaginal. Estima-se que 60- 70% das mulheres sofrem com flacidez vaginal após o parto. O esforço de partos sucessivos pode ocasionar o estiramento dos músculos, que não voltam para a sua posição original; como consequência a vagina fica mais flácida.
causas-flacidez-estetica-vaginal-catia-damasceno

Como a flacidez vaginal atrapalha a estética vaginal

A flacidez afeta diretamente a estética vaginal e a sensação de ter uma vagina larga ou flácida pode se tornar uma grande fonte de estresse. Ela pode causar danos significativos à autoestima da mulher, em sua confiança na hora de satisfazer o seu parceiro e na capacidade de desfrutar de seu corpo. Apesar de ser algo muito comum, muitas mulheres nem ao menos sabem que estão passando por esse problema.

Sinais de alerta

Quando sofremos de flacidez vaginal, o nosso corpo dá alguns sinais de alerta. Veja quais são eles:

  • Incontinência urinária: perda involuntária de urina quando a mulher tosse, espirra ou gargalha.
  • Prolapsos de órgãos: quando os músculos do assoalho pélvico ficam estirados ou não são fortes o suficiente para manterem os órgãos pélvicos em sua posição correta. Os órgãos geralmente são projetados para fora são bexiga, útero e reto.
  • Vaginismo: contração involuntária dos músculos dificultando a penetração e causando dor durante as relações sexuais.
  • Dificuldade para alcançar o orgasmo: quando a vagina está mais flácida, a sensação da penetração do pênis é menos intensa, tanto para o homem, que consegue perceber essa frouxidão, quanto para a mulher. Com o canal vaginal mais largo, a penetração é menos prazerosa
  • Sensação de frouxidão: acontece geralmente com mulheres que passaram por vários partos. Elas têm a sensação de que os músculos vaginais estão frouxos e em alguns casos, não conseguem segurar nem ao menos um tampão.
  • Flatos Vaginais : aqueles famosos barulhinhos que insistem em aparecer na hora H podem ser provocados pela flacidez vaginal, que facilita a entrada do ar no canal vaginal.

Há mulheres que evitam o sexo porque estão envergonhadas devido a sua estética vaginal. Com isso, o desejo é perdido e acaba afetando o relacionamento com o seu parceiro. A flacidez vaginal provoca uma pressão constante, que torna difícil sentir, ver e desfrutar de uma relação sexual mais apaixonada.

Se você sofre com esse problema, não se desespere; há algumas soluções que podem ajudar a amenizar ou até mesmo acabar com a flacidez.

Cirurgias íntimas

Têm sido muito procuradas pelas mulheres que desejam uma solução rápida para resolver o problema de flacidez e melhorar a estética vaginal. Como são métodos invasivos, é recomendável pedir a opinião de um médico de confiança, para que ele avalie o seu caso.

  • Vaginoplastia – Indicada para mulheres que apresentam flacidez no canal vaginal, em função de partos naturais ou pelo envelhecimento. Nessa cirurgia é feito o estreitamento do canal e da entrada da vagina com a retirada do excesso de mucosa.
  • Perineoplastia – A cirurgia de perineoplastia não é considerada uma cirurgia plástica e só é considerada em último caso, quando exercícios para fortalecer a musculatura não funcionam. É  utilizada em algumas mulheres após o parto para reduzir o tamanho da abertura vaginal e fortalecer os músculos pélvicos, especialmente nos casos de incontinência urinária.
cirutgias-intimas-estética-vaginal

Pompoarismo

Do mesmo modo que cuidamos dos músculos do corpo, a nossa vagina também necessita de cuidados especiais para manter-se em forma. Se nos preocupamos com a aparência de nossos braços, nossas pernas, nosso abdômen, nossos glúteos e outras partes do corpo, por que não prestar atenção à vagina?

Ao exercitar a vagina, haverá um aumento na sensibilidade aos estímulos físicos que fazem a penetração gerar mais prazer e o orgasmo será mais facilmente alcançado e apreciado. E como fortalecer os músculos? Praticando a ginástica íntima  ou o pompoarismo.

O que é pompoarismo

pompoarismo é uma técnica baseada na realização de exercícios para fortalecer e controlar os músculos vaginais, aumentando o prazer mútuo nas relações sexuais. Nascida na Índia, essa técnica foi desenvolvida e aperfeiçoada em mais de 3000 anos. É considerada um valioso tesouro a ser transmitido de geração em geração em países como o Japão e a Tailândia.

A técnica consiste numa série de exercícios que trabalham os três anéis musculares da vagina. O anel da entrada da vagina que possui musculatura mais forte, o anel do meio e o terceiro anel que é o mais interno e se localiza próximo ao colo do útero. Os exercícios executam contrações e relaxamento dos músculos vaginais. A respiração é muito importante.

Na maioria dos países, a ginástica íntima é mais conhecida como “exercícios de Kegel”, nome do médico responsável por fazer uma série de pesquisas sobre a musculatura pélvica, o médico Arnold Kegel.

Alguns dos benefícios do pompoarismo

Os exercícios do pompoarismo podem ser praticados por qualquer pessoa em qualquer idade. Além de melhorar a estética vaginal e combater/prevenir a flacidez, a técnica também traz uma série de benefícios para as mulheres. Veja alguns deles:

  • Aumento da libido e da lubrificação no canal vaginal;
  • Sensação de que a mulher está mais “apertadinha”, pois Conseguimos controlar o músculo como quer e com a intensidade que quer;
  • Ajuda no tratamento de anorgasmia (dificuldade de chegar ao orgasmo);
  • Orgasmos múltiplos e ajuda a retardar a ejaculação do parceiro;
  • Maior prazer sexual, pois as contrações feitas durante a relação sexual aumentam a estimulação sexual;
  • O período menstrual diminui, as cólicas também, assim como alguns sintomas da menopausa (secura vaginal e falta de libido);
  • Melhoram o funcionamento do intestino, pois ativa a circulação da área pélvica.
pompoarismo-estetica-vaginal-catia-damasceno

Não existe uma vagina perfeita

Tenha em mente um fato muito importante: não existe um modelo de vagina perfeita, por isso não fique obcecada com a estética vaginal. Há uma infinidade de modelos, tamanhos e cores, e todas têm as suas qualidades e particularidades. Tire da sua cabeça que a vagina da atriz do filme pornô é a ideal porque isso não é verdade. Aceite a sua e tire o melhor proveito dela, fazendo o possível para que ela fique saudável. Pratique os exercícios para aumentar sua autoestima, melhorar a sua saúde e ter uma vida sexual mais saudável.

Agora que você já sabe como a flacidez vaginal pode afetar a sua vida, que tal começar a praticar o pompoarismo hoje mesmo? Nesse guia atualizado e gratuito eu explico o que é a “Ginástica Íntima”, como ela funciona, os 5 principais erros que você não pode cometer. Também ensino um passo a passo de 7 dias de exercícios para você já começar a treinar hoje mesmo! Você vai descobrir o poder da Ginástica Íntima e porque ela se tornou febre entre as brasileiras.

Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)