Assexualidade: ausência de interesse por sexo é algo comum!

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Assexualidade: ausência de interesse por sexo é algo comum!

Qual é o papel do sexo na sua vida? Consegue ficar muito tempo sem nenhum tipo de relação sexual? Imagina um relacionamento sem sexo? Provavelmente essas perguntas podem parecer estranhas para você, afinal o sexo é algo essencial na vida de muitas pessoas. Porém, para uma pequena parte da população, ele tem pouca ou nenhuma importância. São os assexuais, pessoas que não sentem nenhum tipo de atração sexual. Neste artigo, eu vou explicar um pouco sobre o que é assexualidade e dar dicas para saber se você tem essa orientação sexual.

assexualidade

Estima-se que apenas 1% da população é identificada com essa orientação. Em uma sociedade como a nossa, onde o sexo é hiper exposto, isso significa que os assexuais muitas vezes se sentem estranhos ou deslocados. É importante frisar que a assexualidade não é doença. Ela não é identificada com nenhum gênero específico, nem engloba nenhum segmento da população em geral. Qualquer pessoa, de qualquer idade, pode ser assexuada.

No texto de hoje vamos abordar os seguintes tópicos:

  • O que é assexualidade?
  • Ramificações da assexualidade
  • Não é um transtorno
  • Assexualidade x Celibato
  • O que é assexualidade?
  • Que tipos de relacionamentos os assexuais têm?
  • O relacionamento é sem sexo?
  • Vivendo sem sexo
  • Masturbação
  • Sinais de uma pessoa assexual
  • Não tenha vergonha

O que é assexualidade?

A assexualidade é uma orientação sexual que descreve pessoas que sentem pouca ou nenhuma atração sexual pelos outros, independentemente do sexo. Isso significa que elas não têm interesse em ter relações sexuais com ninguém. Existe uma diversidade considerável na comunidade assexuada; cada pessoa experimenta relações, atrações e emoções de formas diferentes.

Os assexuais não são anti-sexuais, isto é, eles não evitam o sexo ou acham algo ruim ou o repudiam, eles simplesmente não estão interessados, o sexo não chama a atenção deles. Eles não sentem essa necessidade. Na verdade, o sexo não lhes parece uma questão importante e eles não precisam expressar sua sexualidade através de relações sexuais. Pode ser considerada uma falta de orientação sexual ou uma forma de orientação.

Ramificações da assexualidade

Apesar de se denominarem assexuais, nem  todos vivem e sentem a sexualidade da mesma forma. Separamos aqui os tipos de assexualidade que atualmente existem:

  • Arromântico – Pessoa que não tem nenhuma ou quase nenhuma atração romântica.
  • Romântico –  Pessoa que tem sentimentos amorosos com alguém, porém  não tem desejo sexual.
  • Heterorromântico – Pessoa que tem atração romântica por pessoas de outro sexo, mas sem relações sexuais.
  • Homorromântico – Pessoa que tem atração romântica por pessoas do mesmo sexo, mas sem relações sexuais.
  • Birromântico – pessoa que tem atração por pessoas de ambos os sexos, mas sem contato sexual.
  • Polirromântico – Atração romântica por várias pessoas do mesmo sexo. Mas sem o contato sexual.

Como todas as orientações sexuais, na assexualidade também existe em um espectro, ou seja,cabem inúmeras experiências, identidades, comportamentos. Algumas pessoas não são “100% assexuadas”; elas fica em uma área cinzenta entre assexual e sexual.

  • Demissexual – É a pessoa que só consegue sentir atração sexual por alguém se tiver uma forte ligação emotiva com a pessoa. Mesmo quando um forte vínculo emocional está presente, a atração sexual não precisa estar presente,
  • Grey-A – Pessoa que fica praticamente em meio termo. Por exemplo, pode não sentir desejo sexual, mas experimenta de vez em quando, ou pode sentir desejo sexual, mas muito pouco; e também pode desfrutar de desejo sexual, mas apenas em algumas situações bem específicas e limitadamente.

Não é um transtorno

O que define a assexualidade é a falta de atração sexual, mas como a sexualidade humana é muito complexa, a primeira coisa a fazer é excluir desordens médicas (endócrinas, hormonais) ou o que podemos chamar de hipoatividade ou desejo sexual baixo. Pode haver fobias, aversão ao sexo (muitas vezes causado por traumas do passado), efeitos colaterais devido ao uso de algumas drogas … Mas uma vez excluído tudo isso, o médico deve ver a história individual de cada pessoa, como  foi a sua trajetória até agora e se há uma constante falta de atração sexual. A partir daí podemos pensar na assexualidade, que não é realmente uma desordem, mas uma opção.

Assexualidade x Celibato

A assexualidade e o celibato são duas coisas totalmente diferentes. O celibato ocorre quando uma pessoa está optandopor abster-se da atividade sexual. Tais escolhas podem ser feitas por razões religiosas, filosóficas, morais, entre outras. A assexualidade não é uma opção, mas uma orientação sexual. Além disso, alguns assexuais escolhem fazer sexo e, portanto, não são celibatos.

Que tipos de relacionamentos os assexuais têm?

Embora as pessoas assexuadas não tenham interesse em relações sexuais, isso não significa que elas não tenham necessidades emocionais. Elas podem desfrutar de serem solteiras, algumas gostam de estar em um grupo de amigos e outras estão dispostas a ter relacionamentos românticos e procurar um parceiro para isso. Elas podem manter relações com outras pessoas assexuadas e mesmo com pessoas sexuais.

Apesar de não ter necessidades sexuais, os relacionamentos podem ser como todos os outros, com os mesmos interesses e desejos, com base na confiança, comunicação, intimidade etc..

assexualidade-catia-damasceno

O relacionamento é sem sexo?

Para essas pessoas, a atração romântica é expressada através de formas diferentes do sexo, como abraçar, beijar, tocar e ter conversas profundas. Muitos assexuais românticos ficam confusos com a insistência de outros que afirmam que, por estar apaixonado, você deve realizar um ato que acha desagradável, desconfortável, ou simplesmente chato (dependendo do tipo de assexualidade em questão). Para eles, o amor e o sexo têm pouco ou nada em comum.

Se o parceiro de uma pessoa assexuada é sexual, é preciso que ele  leve em conta que a frequência de sexo no relacionamento será escassa ou nula, por isso é importante deixar a situação clara desde o início. É claro que os assexuais aprendem a desfrutar de outros tipos de prazeres (beijos, carícias, abraços…) que não são melhores nem piores do que a relação sexual focada nos órgãos genitais.

Vivendo sem sexo

Mesmo quando os asexuais fazem sexo, eles não sentem as mesmas coisas que as pessoas sexuais sentem, a relação não tem a mesma intensidade. Além disso, há várias outras coisas que os assexuados podem fazer com o seu tempo: ler, aprender, socializar, explorar a natureza, criar arte, fazer esportes; só citando algumas. Os assexuados não têm sexo e são pessoas saudáveis e felizes.

Diferentes maneiras de viver a assexualidade

Muitos assexuais nunca tiveram relações sexuais  nem planejam fazê-lo. Alguns tiveram relações sexuais no passado porque achavamimpossível ser assexuado e era algo que todos faziam. Alguns assexuais tiveram relações sexuais para descobrir se poderiam aproveitar o sexo e descobriram que não o faziam. Alguns, apesar da sua assexualidade, estão dispostos a fazer sexo para agradar a alguém que eles amam. Lembre-se: a orientação é sobre sentimentos inatos e não sobre o comportamento. O fato de você ter sexo às vezes não significa que você gosta ou está interessado, mas sim porque você tem uma razão ou um porquê para fazê-lo

Masturbação

Alguns assexuais se masturbam, outros não. Para aqueles que fazem, a masturbação está ligada ao impulso sexual e não à atração sexual. É uma espécie de necessidade biológica, como arranhar uma coceira ou usar o banheiro. Os assexuais não desejam envolver outras pessoas em suas atividades biológicas privadas.

assexualidade-catia-damasceno

Sinais de uma pessoa assexual

Devido à falta de conhecimento sobre essa orientação, muitas pessoas que se identificam com a assexualidade se sentem estranhas ou envergonhadas de admitir isso. Muitas vezes elas decidem participar de relações sexuais por pressão social ou pelo desejo de manter um relacionamento onde a outra pessoa não é assexuada. Se você não tem certeza se é assexual ou se alguém que você conhece é, analise estes sinais:

Você não sente atração sexual

Algumas pessoas passam por momentos em sua vida onde a atração sexual diminui devido à problemas hormonais, estresse e assim por diante. Mas esse não é o caso em um assexual. Não é uma pessoa que atravessa uma baixa em sua libido, pelo contrário, é alguém que nunca sentiu nenhuma atração sexual em sua vida, por qualquer pessoa.

Você sente pressão para desfrutar o sexo

As pessoas assexuais ouvem o resto do mundo falar sobre as maravilhas de suas experiências sexuais, então elas se sentem pressionados a experimentar o mesmo, mas nunca conseguem.

Você não precisa de contato sexual em sua vida

Para pessoas heterossexuais, o sexo é uma parte fundamental de suas vidas, elas o consideram uma necessidade natural. Uma pessoa assexual pode perfeitamente desfrutar sua vida plenamente, sem a necessidade de ter intimidade com outra pessoa.

Você não é atraído pelas pessoas

Se você é assexual, pode ver outra pessoa e admirar suas qualidades, mas não pode vê-las como atraentes ou sentir o desejo de abordá-las fisicamente.

Seus relacionamentos são satisfatórios por sua conexão emocional

Uma pessoa assexual pode sentir amor por outra pessoa, mas a conexão está mais em um nível emocional e não pela atração de seu físico.

Eles acreditam que você é uma pessoa fria

Se um asexual tenta estar em um relacionamento com alguém que não é ou não entende sua orientação, geralmente é catalogado como frio ou frígido.

Você sente que algo está errado com você

Por causa do grande mal-entendido que existe sobre essa orientação sexual e porque a maioria das pessoas não a compartilha, as pessoas assexuais geralmente acreditam e sentem que algo está errado com elas e se sentem culpadas por não se adequarem ao resto da sociedade.

assexualidade

Não tenha vergonha

A assexualidade é tão natural como qualquer outra opção sexual . Não ter relações sexuais não significa que você não esteja interessado em ter um relacionamento afetivo ou romântico. Se o sexo não interessa, isso não é motivo para vergonha. Converse com o seu parceiro, procure associações e pessoas que têm essa mesma orientação. Não se esconda, você tem o direito a ser feliz.

Gostou do artigo? Então você vai adorar as lives que acontecem todas às terças e quartas-feira no meu Facebook e Instagram. Nelas eu abordo assuntos que são de interesse de todas nós mulheres. Participe e tire as suas dúvidas. Te espero lá! Não deixe de me acompanhar também no Instagram do @mulheresbemresolvidas.

Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 avaliações, média: 5,00 de 5)