Voyeurismo e exibicionismo: saiba até quando é saudável

Se você gostou desse Blog clique no +1:

Voyeurismo e exibicionismo: saiba até quando é saudável

Você já ouviu falar em voyeurismo? É uma  prática em que uma pessoa sente prazer assistindo alguém em uma situação íntima.O tema é tabu  e bastante controverso. Quem pratica o voyeurismo é bastante descriminalizado, como se fosse  um pervertido.  Mas, como tudo tem dois lados, eu estou aqui para mostrar a você que essa prática tem um lado bom e pode até ajudar na sua relação, se realizado com moderação. Quer saber como? Então confira como o voyeurismo pode tirar o seu relacionamento da rotina.

De acordo com  especialistas, o voyeurismo é mais comuns entre os homens. Isso porque eles respondem mais ao estímulo da visão. Já a mulher, geralmente, precisa de um contato físico. Por isso, são poucas as representantes do sexo feminino com esse tipo de compulsão. Porém, no texto de hoje, não vou focar apenas nesse aspecto do voyeurismo, vou mostrar como ele pode ser aproveitado em um momento a dois.

No texto de hoje vamos abordar os seguintes tópicos:

  • O que é voyeurismo?
  • Modelo de aprendizagem
  • Primeiro passo para outras atividades sexuais
  • Voyeurismo nas artes
  • Como o voyeurismo pode tirar o seu relacionamento da rotina?
  • Não torne o voyeurismo o protagonista da relação

O que é voyeurismo?

O termo vem do francês voyeur (aquele que vê) . Os voyeuristas (que praticam voyeurismo) sentem satisfação sexual ao assistir outras pessoas nuas, em trajes íntimos ou realizando atos sexuais. Ou seja, eles sentem prazer vendo situações que normalmente as pessoas  reservam para a privacidade. Na maioria das vezes, eles observam a uma distância segura, por exemplo, através de uma fechadura de uma porta, um refúgio especial ou também através de um espelho. O risco de ser descoberto aumenta o desejo do voyeurismo.

O debate entre os psicólogos e sexólogos a favor ou contra o voyeurismo é inesgotável. Embora seja considerada uma parafilia, há especialistas que afirmam que quando há confiança, respeito e comunicação entre um casal, o voyeurismo pode ser uma prática inofensiva que trará benefícios em conjunto através do prazer de observar.

Modelo de aprendizagem

Testemunhar um ato sexual alheio também  pode ser uma maneira de melhorar o seu próprio desempenho. Ser um espectador do sexo de outras pessoas torna-se tentador porque estimula os sentidos e motiva desejos adormecidos. Atualmente, isso não implica um comportamento degradado e alguns sexólogos recomendam observar a sexualidade dos outros como estimulador do desejo ou modelo de aprendizagem. Porém, isso deve ser feito de forma consentida entre os envolvidos.

Primeiro passo para outras atividades sexuais

Da mesma forma que o exibicionismo produz excitação quando alguém é observado fazendo sexo, o voyeurismo funciona em sentido inverso: a excitação ocorre ao ver os outros fazendo amor ou realizando atos sexuais. Como você pode ver, os dois estão relacionados, e voyeurista pode ter algo de exibicionista.

O  voyeurismo é geralmente considerado como a atividade “introdutória” a várias formas diferentes da sexualidade aberta, como os trios, swing etc. Ou seja, é considerado como um primeiro passo para os casais que são atraídos por esse tipo de sexualidade. Ele prova o voyeurismo, gosta do que experimenta e já entra em contato com o mundo da sexualidade livre e aberta, conhecendo pessoas e locais onde eles podem avançar para outras atividades.

voyeurismo

Como o voyeurismo pode tirar o seu relacionamento da rotina?

O voyeurismo pode começar de forma simples. Ver cenas de sexo em um filme erótico pode ser saudável, se o seu parceiro ou você precisar de alguma motivação extra. Você também pode ver-se enquanto faz amor com a ajuda de espelhos. Isso pode ser muito íntimo e emocionante e não tem que ser algo perverso. Vocês também podem considerar  novas fantasias juntos. Que tal espiar seu parceiro em momentos íntimos e, de repente, “atacar” seu parceiro sem piedade?

Todos nós temos um voyeur em alguém que fica animado assistindo outros fazendo sexo. Na sua forma mais aceita, a excitação pode vir de um striptease simples, por exemplo, mas há lugares especiais onde é possível assistir outros casais. Você não acha que isso pode ser interessante?

Converse com o seu parceiro

O primeiro passo para qualquer casal é perceber que, para eles, é excitante ver outros casais fazendo sexo. Alguns casais fazem essas atividades como uma forma de acabar com a rotina, isto é, para eles é como um brinquedo sexual, um novo elemento em seu relacionamento. Em outros casos, simplesmente surge a partir do início do relacionamento e passa a se tornar parte de sua sexualidade.

Então a primeira coisa a falar é saber se ambos estão interessados ​​em tentar uma sessão de voyeurismo. E a chave aqui é entender que tem que ser algo que os dois gostam, e de forma alguma tentar porque você quer agradar o seu parceiro. E, claro, também devemos aceitar se ele não se sente interessado. Mas se ambos acham excitante, por que não tentar?

Certifique-se de que os envolvidos estejam de acordo com tudo

Devemos sempre manter o respeito pela pessoa com quem vamos compartilhar a experiência. É oportuno perguntar a quem será nosso parceiro nesta aventura se ela concorda em participar, porque muitos gostam de assistir sem que a outra pessoa esteja  ciente de que é observada.

Escolha um local adequado

É sempre bom ter cuidado com alguns detalhes ao entrar no mundo do voyeurismo.Muitas dessas atividades podem ser desaprovadas ou mesmo ser ilegais em alguns lugares, por isso não é recomendável praticá-los em qualquer lugar.
Recomendamos praticar o voyeurismo apenas em lugares onde há espaços adequados tais como um clube de swing  ou estabelecimentos projetados para esse fim. Não são muitos e são concentrados em torno das grandes cidades, mas eles podem ser encontrados.

vouyeur

Siga as regras

Mesmo dentro de um local especializado é necessário manter uma educação e postura  adequada. Pergunte e descubra quais as regras do local. Algumas básicas são:

  • não é não: regra básica de atividades sexuais liberais. Nada de pressionar, forçar, tentar convencer com álcool, etc.;
  • respeite todos os participantes: Sempre use educação e boas maneiras, nunca insulte ou humilhe ninguém;
  • discrição: Não discuta esta atividade com outras pessoas, quem está envolvido ou quem não está. Evitar o uso de nomes ou descrever os participantes.

Aproveite a experiência

Nestes lugares podemos olhar, e, se quisermos, também sermos visto. Em ambos os casos a emoção vem de quebrar o tabu do privado, seja como voyeurs ou como assistidos. Todo o ambiente e as visões podem se tornar uma experiência muito excitante para o casal…

Não torne o voyeurismo o protagonista da relação

O voyeurismo pode ajudá-los a ter um bom tempo, mas não deve tornar-se a parte central de sua vida sexual. Se isso acontecer, você estará se limitando, deixando de desfrutar muita coisa com seu parceiro. Por isso, deve ser considerado como um único evento, que ativa sua vida sexual e sua libido.

Exibicionismo

Pense rápido: quando você ouve falar de exibicionismo, qual a primeira coisa que vem na sua mente? Provavelmente aparece na sua cabeça um homem nu, coberto por uma capa de chuva, esperando em um beco escuro para mostrar seu pênis para uma vítima. Mas eu posso te garantir que o conceito de exibicionismo é muito mais amplo e que, apesar dessa imagem perversa e satirizada, ele pode até dar uma incrementada numa relação. Você duvida? Então deixa que eu te explico o que é exibicionismo e como ele pode apimentar sua relação.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Princeton, o exibicionismo é uma das fantasias mais comuns em homens e mulheres. A expectativa de ser visto durante a relação sexual aumenta a produção de dopamina no cérebro, que é um neurotransmissor essencial na excitação sexual.  De acordo com especialistas, a maioria das pessoas são propensas a exibicionismo porque a própria experiência é muito atrativa e excitante. A possibilidade de ser pego aumenta o prazer do orgasmo.

O que é exibicionismo?

Exibicionismo é um tipo muito específico de parafilia. Você não sabe do que estamos falando? Então, devemos começar por aí. Este termo refere-se a uma série de fantasias sexuais atípicas e poderosas que fornecem a excitação sexual para homens e mulheres. Elas não podem ser confundidas com fantasias sexuais, porque são coisas completamente diferentes.

Apesar de ter sido tratado na história moderna  como uma patologia, já conseguimos encontrar textos que desassociam algumas atitudes exibicionistas da imagem clássica do homem pervertido.

Apesar de ser visto como um desvio sexual por alguns, o exibicionismo não faz mal a ninguém, a não ser que a pessoa se exponha num local público; aí, claro, ela pode ser presa e acusada de atentado ao pudor. Mas, se ela fizer isso em casa ou mais discretamente, não haverá problemas.

Tipos de exibicionismo

Podemos dizer que o exibicionismo é a atitude de mostrar sua nudez (geralmente dos órgãos genitais) em público. Existem alguns tipos, entre eles:

  • delinquente ou criminoso: ações associadas à violência. É o caso do homem pervertido com a capa de chuva que falamos lá em cima;
  • puro: aquele em que a pessoa exibicionista simplesmente gosta de mostrar seus órgãos genitais;
  • fantasioso:  quando o exibicionista simplesmente fica animado com a ideia de saber que alguém observa sua nudez.

exibicionismo

Porque algumas pessoas são atraídas por essa prática?

A verdade é que metade da atração reside na possibilidade de ser pego em plena nudez ou durante o ato sexual. Para algumas pessoas, serem flagradas ou simplesmente imaginar uma situação parecida como essa, é suficiente para elevar a pressão arterial, arder de desejo e saltar de cabeça na ideia de novas aventuras sexuais.

Quando é necessário procurar ajuda?

Como todas as parafilias, o exibicionismo só será preocupante quando substituir uma relação sexual, ou seja, a pessoa não consegue chegar ao orgasmo de qualquer outra forma, e quando o desejo de expor sai do controle. Nestes casos é necessário  procurar ajuda terapêutica.

Como o exibicionismo pode apimentar sua relação

A chave para explorar o fetiche do exibicionismo é, antes de mais nada, livrar-se dos preconceitos  e dos tabus. Eu sugiro que você pense, fale e compreenda os seus próprios sentimentos para ver se é isso mesmo que você quer.

Tudo isso também deve ser partilhado com seu parceiro, já que é preciso saber se vocês compartilham dos mesmos interesses. Só assim você irá desfrutar dessa nova experiência com tranquilidade.

Tenha certeza do consentimento

Um fator fundamental nessa prática, é o consentimento dos participantes. Quando o  exibicionismo é praticado dentro de um ambiente propício, onde há consentimento dos presentes, a experiência se torna totalmente diferente e excitante para os envolvidos.

Todos  obtêm o seu prazer sem praticar um crime ou denegrir qualquer pessoa, já que tudo acontece por mútuo acordo.

Ache um local adequado

Um bom lugar para  essa prática são os famosos clubes de swing.  A maioria dos frequentadores procura esses locais para praticar sexo em grupo. No entanto, há casais que vão até esses lugares para praticar sexo em público. Saber que há pessoas ao redor, observando o ato sexual, se torna uma poderosa fonte de excitação.

Experimente jogos

Um casal pode praticar o exibicionismo como um jogo sexual. É um bom método de excitação, eu garanto.Você  pode usar um vibrador enquanto o seu parceiro olha, ou um dos dois pode dançar e depois se despir, ou até mesmo vocês podem se masturbar na frente um do outro. Em situações de sexo a três ou em grupo,  pode ser comum que alguns dos membros se distancie um pouco para apreciar o show.

Conheça outras práticas

Você conhece o dogging? É  uma prática que envolve exibicionismo e voyeurismo. Geralmente, um casal tem relação ou se exibe no interior de um veículo estacionado, enquanto alguns homens ao redor se masturbam, participam do ato ou apenas assistem.  Os participantes organizam encontros, na maioria das vezes, tarde da noite e em locais de pouca circulação, como praças, parques e estacionamentos.

Se quiser experimentar o dogging, tenha certeza de tomar certas precauções para não serem flagrados.

Faça  vídeos 

Outro exemplo de exibicionismo poderia ser os vídeos pornôs caseiros. Pode ser excitante ter a filmagem para si e mostrar para terceiros. Uma live por skype, para que outras pessoas possam ver a relação sexual com seu parceiro, ou você se masturbando também é uma forma excitante de exibicionismo.

Só tome cuidado para mostrar esse vídeo para quem tem total confiança, caso contrário, um ato de prazer pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça.

Experimente

Como eu sempre digo, enquanto todo mundo está satisfeito, o exibicionismo pode se tornar uma prática sexual muito agradável e prazerosa. Ele pode ser um ingrediente poderoso na cena erótica, e juntamente com outras práticas, pode se tornar um jogo interessante, criativo e alegre. Você só tem que descobrir como irá praticar e depois vai poder desfrutar de todos esses prazeres que o exibicionismo oferece.

E você, o que acha dessa prática? Teria coragem de experimentar? Deixe seus comentários, eu vou ter o prazer de responder.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)