15 Mitos do sexo oral: tudo o que você precisa saber antes de fazer!

Se você gostou desse Blog clique no +1:

15 Mitos do sexo oral: tudo o que você precisa saber antes de fazer!

Muito praticado, porém, ainda cercado de tabus. Estamos falando do bom e velho sexo oral. No entanto, mesmo prometendo o prazer do orgasmo, algumas pessoas ainda tem receio… Tudo isso por causa dos mitos que cercam  a prática! Em pleno 2018, muita gente ainda acredita em várias crenças a respeito do sexo oral e se nega a experimentar por medo, vergonha ou até mesmo por nojo. Que tal mudar a sua mente? Neste texto, vamos falar sobre alguns mitos do sexo oral para que você possa tirar todas as suas dúvidas de vez. Vamos lá?!

Muito praticado, mas pouco falado

O sexo oral sempre permaneceu em um tipo de sombra, uma prática na intimidade do casal que era pouco falada, apesar de praticada por muita gente. Tudo mudou com a revolução sexual da década de 1960, que trouxe à tona conversas sobre a sexualidade. Assim, ele passou a ter importância na vida das pessoas. Porém, ao mesmo tempo, começaram a surgir uma série de mitos do sexo oral, que podem se tornar um problema para a saúde, para as pessoas que acreditam. Sabe aquela história de que uma mentira repetida muitas vezes acaba se tornando uma verdade para alguns? É exatamente o que acontece com os mitos do sexo oral.

Mitos do sexo oral

Provavelmente há muitas dúvidas devido aos inúmeros mitos do sexo oral que foram espalhados por aí e isso certamente te impede de praticá-lo livremente. Ou então, quando você o pratica, tem algumas crenças erradas sobre ele. É hora de esclarecer alguns pontos sobre essa prática:

1. Você não consegue contrair doenças sexualmente transmissíveis através do sexo oral

Qualquer troca de fluidos, seja vaginal, anal ou oral, pode resultar em um contágio de DST. É recomendado, a menos que seja um parceiro realmente estável, sempre usar proteção ou abster-se de fazê-lo.

Quando um dos parceiros tem algum tipo de infecção, irritação ou ferimento aberto na boca, recomenda-se evitar sexo oral. Este é um dos casos mais frequentes em que as doenças venéreas são disseminadas.

2. Se você não engolir o sêmen, não vai contrair doenças

Esse é um dos mitos do sexo oral mais difundidos e, ao mesmo tempo, mais perigosos. Muitas mulheres acreditam que se não engolirem o sêmen (ou secreções vaginais) estão a salvo de contrair DSTs.  Porém o líquido pré-ejaculatório (que lubrifica o pênis durante a excitação) e as secreções vaginais podem conter carga viral. Com isso, poderiam espalhar uma infecção na boca de quem está fazendo o sexo oral. Isso pode acontecer, principalmente, se a pessoa possuir alguma ferida, mesmo imperceptível, na boca.

A prevenção das DSTs deve ser por meio de métodos de barreira (preservativos) e realização de exames médicos para descartar a presença de doenças que ainda não se manifestaram.

3. O homem pode urinar durante o sexo oral

Isso não pode acontecer. Como uma pesquisa do Psychology Today explica, a “válvula no pênis permite que a urina – mas não o sêmen – flua quando o pênis está flácido e o sêmen – mas não a urina – flui quando está ereto “. Então você está segura desta preocupação particular.

4. Sexo oral só dá prazer para quem recebe

Outro dos muitos mitos do sexo oral. É óbvio que quem recebe o sexo oral chega ao orgasmo mais facilmente, devido à estimulação dos genitais com a boca do parceiro. Porém, isso não quer dizer que quem pratica  sexo oral não tenha prazer nenhum. Primeiro porque ver o parceiro ter prazer já tem uma alta carga erótica e segundo, quem pratica pode ter ainda mais prazer ao se masturbar durante o ato.

5. Os únicos riscos são as DSTs

Um dos mitos do sexo oral que também é perigoso. Já sabemos que existe um risco real de contrair DSTs através da prática, porém essa não deve ser a única preocupação. Apesar da causa mais frequente de câncer de boca ser o tabagismo, alguns casos já foram associados à infecção por HPV. Especialistas acreditam que vírus do papiloma humano pode ser transmitido pelo sexo oral.

6. Uma mulher não consegue ter um orgasmo real através do sexo oral

Na verdade, o sexo oral pode ajudá-la nesse departamento. O sexo vaginal e o sexo oral estariam ligados a uma maior probabilidade de orgasmo do que qualquer um deles sozinho.

A realidade é  que a maioria das mulheres precisa do sexo oral para atingir o clímax, já que  poucas atingem o ápice do sexo através de relações sexuais regulares. Já está provado que é mais fácil uma mulher chegar ao orgasmo através do sexo oral, graças  a estimulação do clitóris e da vulva

mitos do sexo oral

7. O sêmen não deve ser engolido (é prejudicial e você pode engravidar)

O sêmen é um fluido natural do corpo, e não há mal em engoli-lo se o parceiro for saudável. Na verdade, o sêmen é uma fonte altamente concentrada de minerais e proteínas e também muitos outros nutrientes úteis. Por outro lado, não há possibilidade de as mulheres engravidarem consumindo sêmen, pois somente quando o sêmen entra em contato com os óvulos no corpo de uma mulher ela pode engravidar.

8. O sexo oral foi criado pela sociedade moderna

Olha, as chances são que os romanos eram muito mais pervertidos do que qualquer cultura moderna com fortes raízes puritanas. E de acordo com pesquisadores os primeiros traços reais claros de sexo oral  são do antigo Egito. O sexo oral existe há tanto tempo quanto os humanos.

9. As mulheres gostam de velocidade no sexo oral

O mito da velocidade é um dos mais comuns e errados que existe. O sexo oral para homens e mulheres deve ser guiado pelo estímulo e a habilidade de cada um estar atento às reações do outro.

Uma das bases mais importantes para o homem poder dar prazer às mulheres é estar atento às reações dela a cada estimulação que ele dá com a língua. É muito mais importante fazer isso devagar e levar em conta as reações que a mulher tem durante o ato.

10. É melhor não escovar os dentes antes do sexo oral

Muitas pessoas acreditam que não é recomendável escovar os dentes antes do sexo oral, para que eventualmente não se produzam feridas na boca. Isso reduziria o risco de contágio de DSTs. No entanto, isso é um mito. É importante manter uma boa saúde bucal, tanto visando o sexo oral como para a saúde em geral. O que é recomendável é evitar sexo oral em caso de algum tipo de sangramento ou queimadura na boca, o que poderia facilitar eventual contágio.

11. Não há necessidade de usar proteção

Esse é um dos mitos do sexo oral mais comuns. Sim, é necessário se proteger quando se pratica sexo oral. A razão é que as secreções podem transmitir sífilis, herpes, gonorreia, HIV, papilomavírus humano… sem esquecer as verrugas genitais que são passadas por contato direto. É melhor praticar sexo oral com um preservativo colocado no pênis do seu parceiro. Para evitar o sabor do látex, compre camisinhas com sabores.

12. A camisinha diminui a sensibilidade do sexo oral

Outro dos mitos do sexo oral bem difundidos e uma das principais razões que fazem o casal descartar a proteção. Há uma perda quase imperceptível da sensibilidade, porém nada que atrapalhe o prazer de quem está recebendo nem de quem está dando. Atualmente existe uma série de camisinhas que podem estimular o sexo oral e deixá-lo ainda mais prazeroso e divertido. Portanto, isso não deve ser usado como desculpa!

mitos do sexo oral

13. Sexo oral é ruim

Esse mito tem muito a ver com questões religiosas, morais e éticas. Portanto, é uma questão puramente subjetiva e apenas o critério e a razão de cada mulher podem discernir se o sexo oral é bom ou ruim para ela. Ninguém pode determinar o que é bom ou ruim pra você. Certamente há pessoas que não gostam disso, mas essa é outra história.

14. O sexo oral é sempre anti-higiênico

Se você e seu parceiro atenderem aos padrões básicos de limpeza, o sexo oral não será anti-higiênico. É sempre aconselhável tomar um banho antes de praticá-lo.

Em algumas culturas, os casais são mais abertos ao sexo oral do que outros. Algumas culturas até veem o sexo oral como tabu, não natural e pecaminoso. Mas é exatamente o oposto: uma prática comum e saudável. Se você gosta de oral, recomendamos que você cuide de si mesma, que você fique limpa e, acima de tudo, concorde com seu parceiro sobre sua prática.

15. A maioria das mulheres não gostam de sexo oral ou acha a prática ofensiva

Essa percepção mudou ao longo do tempo. A liberdade em relação ao sexo é muito maior hoje, muito diferente da época em que muitos tabus eram impostos pela religião e moralidade tradicional. A verdade é que as mulheres das gerações recentes gostam da prática, como revelado por pesquisas e estudos. As mulheres que evitam ou repelem o sexo oral geralmente aprendem que o sexo é sujo. Ou são as mulheres que têm muita compulsão em relação a odores e higiene (que acreditam que a prática é anti-higiênica).

Algumas verdades sobre o sexo oral

Reduz o risco de pré-eclâmpsia

Esse poderia ser um dos mitos do sexo oral, mas é verdade. Um estudo publicado no Journal of Reproductive Immunology revelou que quando o sêmen entra em contato com a boca de uma mulher, diminui diretamente o risco de contrair pré-eclâmpsia, um quadro comum de hipertensão na gravidez. Os especialistas consideraram que esse efeito ocorre porque a ingestão de sêmen faz com que as mulheres desenvolvam mais tolerância imunológica.

Alguns alimentos alteram (e melhoram) o sabor do sêmen

Pode parecer mentira, mas é verdade. Se você não gosta do sêmen do seu parceiro,  diga para ele mudar um pouco sua dieta e cortar o café, álcool, alho e molhos picantes, e substituí-los por um grande consumo de água e frutas cítricas. No caso das mulheres, o sabor não depende tanto da dieta, mas do estado hormonal em que é encontrado.

Ajuda a melhorar o humor

Os componentes do sêmen ajudam a melhorar o humor, aumentam o senso de empatia e protegem da depressão. Um estudo da Universidade Estadual de Nova York descobriu que o cortisol, a estrona e a ocitocina no sêmen são responsáveis por mudanças de humor. A oxitocina libera a tirotropina, a melatonina e a serotonina, três substâncias antidepressivas.

mitos do sexo oral

Desmistificando o sexo oral

Como você pode observar, são muitos os mitos do sexo oral. No entanto, a maioria deles não tem nenhuma comprovação científica e nasceram do medo ou preconceitos da sociedade. Por isso, curta o sexo oral sem medo! Ele pode ajudar o casal a sair da rotina  e proporcionar momentos de muito prazer para os dois! O importante é que ambos estejam de acordo e desfrutem do que acontece entre quatro paredes.

Gostou do artigo de hoje? Sempre que você quiser que eu fale sobre algum tema ou responda alguma pergunta você pode me enviar por aqui, na minha página no Facebook ou no meu Instagram que eu terei o maior prazer em responder! Falando nisso, você sabia que toda semana eu gravo um vídeo tirando as dúvidas que vocês me mandam? É só entrar nas minhas redes sociais, mandar sua dúvida e marcar a hashtag #catiaresponde.

➜ Instagram: https://www.instagram.com/mulheresbem…

➜ Facebook: https://www.facebook.com/mulheresbemr…


Super beijo!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)