5 tipos de TPM: descubra qual seu tipo e aprenda como acabar com ela!

Se você gostou desse Blog clique no +1:

5 tipos de TPM: descubra qual seu tipo e aprenda como acabar com ela!

Quantas mulheres não sofrem com a temida tensão pré-menstrual, a TPM? Todo mês a gente já se prepara, porque sabemos que passaremos por uma semana bem difícil… Seja porque ficaremos irritadiças, chorosas ou com muita vontade de comer chocolate.

Eu gravei um vídeo no qual eu falo sobre os 5 tipos de TPM que existem e conto meu segredo do porquê eu não tenho. (Sim, eu não tenho TPM!)

Veja abaixo os exercícios para diminuir e saiba identificar o seu tipo.

Faça abaixo o download do resumo e do exercício prático do vídeo como prometido.

O que é?

A tensão pré-menstrual, ou síndrome pré-menstrual, é o período que antecede a menstruação. Nesse tempo, que normalmente começa 7 dias antes da menstruação, podem aparecer alguns sintomas psicológicos e físicos que geralmente desaparecem no primeiro dia do fluxo menstrual. Em algumas mulheres, a TPM termina somente no final do período menstrual.

A principal causa da TPM é a alteração hormonal feminina durante o período menstrual, que interfere no sistema nervoso central. Os níveis de endorfina (substâncias naturais ligadas à sensação de prazer) e os neurotransmissores, tais como a serotonina, ficam alterados, já que o corpo da mulher passa por transformações durante o período fértil e depois passa por outra mudança quando o óvulo não é fecundado.

Sintomas

A maioria das mulheres tem pelo menos um sinal de TPM por mês. Mas não é o mesmo para todas e pode mudar conforme você envelhece. Pode ser difícil saber se você tem apenas alguns sintomas antes do período menstrual ou se é realmente uma TPM.

Uma maneira de pensar sobre isso é fazer a pergunta: “Essas mudanças atrapalham minha vida normal? Elas causam problemas no trabalho ou com a família e amigos? ”Se você responder sim, você pode sofrer de TPM. Outra maneira de saber é se você tiver sintomas nos 5 dias anteriores à menstruação, por 3 meses seguidos.As mulheres com TPM lidam com isso de muitas maneiras. Você pode fazer alterações para melhorar sua dieta, sonoe exercícios. Você também pode aprender maneiras de relaxar sua mente e corpo. Se o que você tentar não funcionar, fale com o seu médico.

Fatores de Risco

Existem alguns fatores que podem aumentar o risco de uma mulher ter TPM ou até mesmo piorá-la. Veja quais são:

  • Fumar
  • Viver sob muito estresse
  • Não exercitar
  • Não dormir o suficiente
  • Beber muito álcool ou comer comida com muito sal, carne vermelha ou açúcar
  • Depressão
  • Alterações químicas – alterações nos níveis de hormônios femininos podem influenciar a quantidade de substâncias químicas produzidas em seu cérebro.
tipos de tpm

Tipos de TPM

Nem todas as mulheres sentem os mesmos sintomas. São tantas sensações que a medicina separou a tensão pré-menstrual em cinco tipos diferentes, que podem acontecer separadamente ou ao mesmo tempo nas mulheres. Conheça todos eles:

TPM A

O tipo A está relacionada com a ansiedade. Algumas mulheres têm uma queda do hormônio estrogênio, responsável por diminuir o estresse, e maior liberação de adrenalina e cortisol, dupla que contribui para o estresse. Os principais sintomas são:

  • Ansiedade
  • Tensão
  • Dificuldade para dormir
  • Irritabilidade
  • Alterações de humor
  • Desatenção

O que fazer – Trabalhar na redução dos níveis de estresse é muito importante, por isso é recomendável praticar  exercícios suaves, como yoga e pilates, meditação e exercícios de respiração, além de manter uma dieta adequada. Se esse tipo de TPM for muito grave, também poderá ser  utilizado algumtipo de medicamento, como ansiolíticos para amenizar os sintomas.

TPM C

O tipo C está relacionada principalmente à compulsão alimentar. O nome vem da inglês, craving, que quer dizer desejo. As mulheres que têm esta TPM normalmente têm desejo de comidas gordurosas e chocolate.

A explicação para este desejo “descontrolado” é que quando você come um alimento rico em açúcar ou gordura, algumas áreas no seu cérebro são ativadas, aumentando a sensação de prazer. Como durante a TPM os hormônios estão alterados, esse mecanismo pode gerar uma reação exagerada, causando uma sensação de prazer ainda maior.

Os sintomas da C são:

  • Compulsão por doces ou salgados
  • Vontade de comer guloseimas ou comidas diferentes
  • Dores de cabeça

O que fazer- Para amenizar os sintomas desta TPM  é importante tentar fazer escolhas alimentares mais saudáveis. O ideal é comer a cada três horas, investindo em frutas ou lanches naturais. A combinação de proteínas e carboidratos também diminui o desejo por doce. Manter uma dieta equilibrada e rica em ômega 3, presente nos peixes e frutos do mar, pode ajudar a controlar essa compulsão.

Também é recomendado praticar atividade física, que também pode ajudar a amenizar a dor de cabeça. Atividades aeróbicas, como corrida e natação, aumentam o bem-estar e ajudam a estabilizar a taxa glicêmica.

TPM D

A tensão pré-menstrual do tipo D está relacionada com os sintomas depressivos. Estes sintomas são causados geralmente pela redução de serotonina. Os principais sinais dessa TPM são:

  • Raiva sem razão
  • Pouca concentração
  • Lapsos de memória
  • Baixa autoestima
  • Sentimentos violentos

O que fazer –Para combater a TPM tipo D vale investir em atividades prazerosas e exercícios aeróbicos. Nesse caso a cafeína também pode ajudar a levantar o ânimo. A vitamina B2, presente em óleos de peixe, leguminosas e ovos, é precursora da serotonina e eficaz contra os sintomas.

Se os sintomas de depressão e tristeza forem graves, o médico pode receitar o uso de antidepressivos. Também é recomendável parar com vícios, como álcool e tabaco.

TPM H

A TPM tipo H tem esse nome porque está relacionada à palavra “hidratação”. A TPM H está relacionada principalmente com a retenção de líquidos e suas consequências.

  • Ganho de peso (por conta da retenção de líquido)
  • Inchaço abdominal
  • Sensibilidade e inchaço em mamas
  • Inchaço nas extremidades do corpo, como mãos e pés

O que fazer – Para alívio dos sintomas, evite alimentos salgados, açucarados, cafeína e o consumo de álcool, que promovem a retenção de líquidos O uso de diuréticos pode combater a retenção e diminuir o inchaço.

TPM O

Existem outros sintomas que também podem estar relacionados à TPM. Esses sintomas foram agrupados e classificados como tipo O – referente a “outros” sintomas. Entre eles estão:

  • Alteração nos hábitos intestinais
  • Aumento da frequência urinar
  • Calores repentinos (fogachos) ou sudorese fria
  • Dores generalizadas, incluindo cólicas
  • Náuseas
  • Acne e pele oleosa
  • Reações alérgicas
  • Infecções do trato respiratório

O que fazer-Tente reduzir os alimentos inflamatórios, como açúcar, café, carboidratos refinados, excesso de carne vermelha, óleos vegetais, legumes e sódio. O uso de anti-inflamatórios nos dias que precedem o fluxo menstrual e nos primeiros dias pode ajudar a diminuir os sintomas.

Outra dica é fazer natação e hidroginástica, atividades que ajudam a reduzir o desconforto.

Transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM)

O  transtorno disfórico pré- menstrual (TDPM) é um problema de saúde semelhante ao da síndrome pré-menstrual (TPM), mas é mais grave. Ele afeta aproximadamente 10% das brasileiras e leva a alterações extremas de humor prejudicando ainda mais a rotina e provoca a súbita vontade de se isolar e até mesmo de se auto mutilar. Esse problema é mais comum em mulheres que sofrem distúrbios psicológicos, estresse, ansiedade, depressão e problemas na produção de serotonina.

TDPM causa irritabilidade, depressão ou ansiedade grave uma ou duas semanas antes do início do período menstrual. Os sintomas geralmente desaparecem de dois a três dias após o início do período. Veja quais são os principais:

  • Irritabilidade duradoura ou raiva que pode afetar outras pessoas
  • Sentimentos de tristeza ou desespero, ou mesmo pensamentos de suicídio
  • Sentimentos de tensão ou ansiedadeAtaques de pânico
  • Humor ou choro muitas vezes
  • Falta de interesse em atividades diárias e relacionamentos
  • Problemas para pensar ou focar
  • Cansaço ou baixa energia
  • Desejos de comida ou compulsão alimentar
  • Dificuldade para dormir
  • Sentindo-se fora de controle
  • Sintomas físicos como cãibras, inchaço, sensibilidade mamária, dores de cabeça e dores articulares ou musculares.

O que fazer – Como em todos os tipos de TPM, é recomendada a  prática esportiva para aliviar o sintomas. Como não há possibilidade de detectar o distúrbio de neurotransmissores, o diagnóstico da TDPM  é feito de acordo com o relato da paciente sobre os sintomas apresentados. O tratamento costuma ser prolongado, acompanhando a mulherpor boa parte da sua vida. Medicamentos, como antidepressivos podem ser receitados para equilibrar os níveis de serotonina.

alimentos combater tpm

Alimentos que ajudam a diminuir os sintomas

Cereais integrais (milho, cevada, aveia, centeio, trigo-sarraceno e arroz integral): são carboidratos complexos capazes de estabilizar a glicemia e eliminar a compulsão pré-menstrual por doces. Eles são excelentes fontes de proteínas, fibras, vitaminas B e E e sais minerais.

Leguminosas (lentilhas, feijões de todos os tipos, grão-de-bico, feijão azuki, ervilhas verdes): possuem alto teor de carboidratos complexos e proteínas que ajudam a regular a glicemia, estabilizando oscilações de humor, ansiedade. A soja é um alimento excelente para mulheres com TPM por ser fonte de estrogênio vegetal, ajuda a normalizar os níveis de estrogênio, reduzindo os sintomas.

Sementes e frutos oleaginosos (nozes, amendoim, amêndoas, pistache): são excelentes fontes de proteína. Devem ser consumidos crus e sem sal. Não consuma aqueles torrados e salgados, pois apenas piorarão os sintomas.

Hortaliças verdes (folhas verdes como couve e mostarda, hortaliças com raiz como cenoura e nabos, crucíferas como brócolis e couve de bruxelas): possuem alto teor de vitamina A, magnésio, cálcio e outros nutrientes que aliviam os sintomas da TPM.

Hortaliças vermelhas, alaranjadas e amarelas (cenoura, pimentão, batata doce, abóbora): possuem alto teor de carboidratos complexos e fibras que ajudam a reduzir a hipoglicemia ligada à TPM e as oscilações de humor. O alto teor de vitamina A ajuda a regular o sangramento menstrual intenso e a acne pré-menstrual.

Quanto tempo dura a TPM?

A duração da TPM varia entre as mulheres. A maioria das mulheres experimenta os sintomas por alguns ou vários dias na semana anterior ao início do período menstrual. Algumas mulheres podem ter sintomas por um período de tempo mais curto ou mais longo, mas os sintomas da TPM geralmente começam após a ovulação (o ponto médio do ciclo menstrual mensal).

Tratamento

Remédios

Uma variedade de medicamentos é usada para tratar os diferentes sintomas da TPM. Veja alguns deles:

  • Diuréticos: Os diuréticos são medicamentos que aumentam a taxa de produção de urina, eliminando assim o excesso de líquido dos tecidos do corpo.
  • Analgésicos : São comumente dados para cólicas menstruais, dores de cabeça e desconforto pélvico.
  • Pílulas anticoncepcionais orais: Às vezes, as pílulas são prescritas para equilibrar as flutuações dos hormônios ovarianos. As novas pílulas anticoncepcionais , com suas formulações hormonais melhoradas, parecem ser mais benéficas para muitas mulheres. As pílulas contraceptivas orais contendo o progestágeno drospirenona foram aprovadas pelo FDA para o tratamento de TPM e transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM).
  • Antidepressivos: São amplamente utilizados no tratamento das perturbações do humor relacionadas com a TPM. Os antidepressivos parecem funcionar aumentando os níveis químicos do cérebro (opióides, serotonina e outros) que são afetados pelos hormônios ovarianos.

É importante saber que essas drogas, embora úteis no tratamento de distúrbios do humor em algumas mulheres, não são necessariamente eficazes no tratamento dos sintomas físicos. Muitas vezes, é uma combinação de dieta, medicamentos e exercícios que são necessários para proporcionar a melhoria máxima dos muitos sintomas da TPM.

Terapia cognitivo-comportamental (TCC)

A TCC é um tratamento psicológico, durante o qual são exploradas maneiras mais adaptativas de lidar com sintomas pré-menstruais. Já foi comprovado que é eficaz para algumas mulheres. Se for útil, evita a necessidade de tomar medicamentos, que podem ter efeitos colaterais, por isso vale a pena considerar como uma opção

Convivendo com a TPM

Existem muitas maneiras de gerenciar a TPM. Mesmo que você não consiga eliminá-la da sua vida, é bom saber que você tem o poder de se ajudar, melhorando o seu dia a dia.

  • Faça atividades físicas aeróbicas regulares durante o mês. O exercício pode ajudar com sintomas como depressão, dificuldade de concentração e fadiga.
  • Escolha alimentos saudáveis ​​na maior parte do tempo. Evitar alimentos e bebidas com cafeína, sal e açúcar nas duas semanas anteriores ao seu período pode diminuir muitos sintomas da TPM.
  • Durma o suficiente. Tente dormir cerca de oito horas por noite. A falta de sono está ligada à depressão e ansiedade e pode piorar os sintomas da TPM, como mau humor.
  • Encontre maneiras saudáveis ​​de lidar com o estresse. Converse com seus amigos ou escreva em um diário.

Como acabar com a TPM?

Esta não é uma tarefa simples, afinal, a mudança hormonal é algo natural que vai acontecer todo mês que você menstruar.

Se sua TPM é algo que a incomoda, e que você acha que deve ser controlada por ser algo que foge ao normal, o ideal é conversar com sua ginecologista, pois juntas vocês podem encontrar um anticoncepcional que funcione.

Mas se você não quer ter que tomar remédios, regular sua alimentação e praticar esportes são atitudes que com certeza irão fazer com que sua tensão diminua neste período.

Faça o download do meu ebook de Pompoarismo e aprenda um passo a passo o exercício hoje mesmo.

Neste guia que virou febre entre as mulheres e já tem mais de 200 mil downloads.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com suas amigas:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)